Testemunha afirma que táxi estava em alta velocidade e arremessou Joel para o alto.

Imagem capturada do site de Zero Hora.

Imagem capturada do site de Zero Hora.

Uma pessoa que teria assistido o atropelamento que matou Joel Fagundes deixou um comentário em uma notícia do site da Zero Hora afirmando ter visto o táxi em alta velocidade, o que teria arremessado a vítima para cima. Segundo o indivíduo que se identificou como “Régis” a Samu também teria levado cerca de 30 minutos para chegar ao local.

“Testemunhei o que aconteceu, uma total imprudência do motorista, pois estava em alta velocidade. E algo que preocupou muito foi a demora da Samu e da EPTC em chegar ao local, quase 30 minutos. Foi uma cena terrível pela altura que a pessoa foi arremessada para cima em função do impacto.” – Régis

O relato de Régis é condizente com o estado em que ficou o veículo, com o capô amassado, algo que dificilmente aconteceria se o motorista estivesse conduzindo em velocidade compatível com a segurança, como mostra foto publicada na própria Zero Hora, que tentou culpabilizar a vítima alertando que ela estaria sem capacete.

O uso do capacete, além de não ser obrigatório no Brasil, não é eficaz em atropelamentos em alta velocidade.

Já está marcada uma pedalada para pendurar uma Ghost Bike em memória de Joel, partindo do Largo Zumbi dos Palmares às 19h30 da próxima terça-feira, dia 10 de fevereiro.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

 

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s