Tarso Genro se compromete com a mobilidade em bicicleta.

Fonte: Mobicidade

DSC04238A candidata a vice-governadora, Abgail Pereira, assinou na manhã desta quinta-feira, um termo de compromisso criado pela Mobicidade onde a candidatura de Tarso Genro (PT) ao governo do Estado se compromete com diversas demandas da associação.

Tarso e Abgail se comprometeram, se eleitos, a lutar por ciclovias ao longo de rodovias, redução da carga tributária sobre a cadeia produtiva de bicicletas e integração das bicicletas com o transporte coletivo intermunicipal e metropolitano.

A Mobicidade também fez contato com a candidatura de José Ivo Sartori (PMDB), mas fomos informados de que o candidato não quer assumir compromissos.

Confira o termo na íntegra:

DSC04241

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Tarso Genro se compromete com a mobilidade em bicicleta.

  1. Pablo disse:

    Isso são propostas concretas. Gostei.

  2. phrayres disse:

    Parafraseando “buzatu”: assinatura tem várias. Neste nosso epicentro geográfico em que nem lei é cumprida, o que dirá assinaturas que não tem valor legal. Assinar para ganhar votos até eu assinaria, se canalha fosse.

    Aliás, o mesmo governador que fez cara de paisagem enquanto o batalhão de choque sentava a borracha nos manifestantes por um transporte público melhor.

    Não me entendam mal, valorizo o esforço dos amigos, um compromisso pode ser cobrado depois, mas legalmente é pouco efetivo.

    Isso me lembra candidatos que prometem mundos & fundos ao corpo docente, que influencia fortemente as eleições, e nunca vê nada cumprido. Parece que o “corpo pedalante” está ganhando poder de voto (e ganhando promessas vazias).

    Em tempo: não sou anti-situação sequer a favor do outro candidato. Acho ambas candidaturas vazias e falidas, meras marionetes do mercado, este sim que realmente governa desde sempre.

    Para não ficar apenas na crítica, deixo meus dois centavos sobre a mobilidade de bicicleta: pedale, pedale muito, pedale sempre, ocupe as ruas. Não espere “infra-estrutura”. Pedalo há mais de vinte anos e não havia uma faixinha vermelha sequer, isso é bobagem, é uma forma de constranger possíveis novos ciclistas, desencorajar. Essa vai ser a melhor pressão social por mudanças.

    Abraços!

    • Olavo Ludwig disse:

      Pedro, concordo com praticamente tudo que escreveste, só não que a infra, mesmo a mal feita, possa desencorajar possíveis novos ciclistas, pelo contrário. Os mais antigos sentem muito mais a infra mal e até a bem feita!🙂

      • phrayres disse:

        Talvez, Olavo… Ciclovias são um remédio para a doença que está o trânsito. Talvez como uso temporário seja necessário. Mas se não atacar o problema de fato, que é o excesso de automóveis e excesso de velocidade não adianta. Num mundo (distante, pela situação atual) realmente humanizado não precisaria nem haver calçada. Tudo é via, tudo é caminho. Veículos passando a 60+ km/h (limite de 60 é lenda urbana) é uma doença. Ciclovias como um remédio temporário para essa doença, vá lá… E, como se sabe, não convém tomar remédio indefinidamente, a não ser em caso de doença crônica🙂

        Esclarecendo: desencorajar no sentido de passar a idéia para o iniciante de que se não tem ciclovia no caminho dele, não pode ou não convém ou é muito perigoso ir de bicicleta. Para o ciclista, mais importante que ciclovia é aprender ciclismo veicular, como se portar na rua, aí o sujeito pode andar em qualquer rua da cidade.

      • Olavo Ludwig disse:

        É bem isso! Eu já vejo essa doença como crônica e terminal, infelizmente, parece que a doença ainda vai ter que piorar muito pra só daí começar a melhorar um pouco. Quem sabe, talvez, ela seja erradicada lá no começo do século XXII, pois estamos no começo do XXI e os cavalos ainda estão por ai!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s