Calçadovia da Loureiro – atualizado

Um ciclista filmou os últimos trechos pintados da nova calçadovia da cidade, na Loureiro da Silva.

Esse é o caminho inverso, da João Pessoa em direção ao Gasômetro.

O destaque fica no cruzamento com a av. José do Patrocínio, com pouco espaço para o pedestre e conflito com mesas de um bar.  Se questionada, provavelmente a EPTC dirá que isso é utilizado na Holanda. Realmente ficou parecidinho né?

Este guia, em inglês, dá uma boa visão de como fazer esse tipo de passagem de ônibus.

Atualização: Conforme o esperado, há mesas em cima da ciclovia. Veja bem, a culpa não é necessariamente do dono do bar, provavelmente é de quem projetou esse traçado.

10627944_10204484667379396_796142106_o

Artigo escrito em colaboração com Gilson WingistRafael Fanti e Tiago Bortoluzzi.

Esse post foi publicado em ciclismo veicular, ciclofaixa, ciclovia, mobilidade, PDCI, Plano Cicloviário, Porto Alegre, video. Bookmark o link permanente.

25 respostas para Calçadovia da Loureiro – atualizado

  1. Diego Canto Macedo disse:

    Simplesmente me nego a ir para a calçada junto com os pedestres. NÃO VOU USAR ESSA PORCARIA!!!

  2. clarice disse:

    Gente, preciso fazer uma ocorrência, denúncia, sei lá..não sei como proceder, podem me ajudar?
    Tava pedalando hoje numa rua bem estreita, sem acostamento, aquelas que só tem uma que vai e uma que vem. O FDP do motorista do caminhão buzinou, buzinou pra eu sair, como não saí (porque não tinha pra onde ir e porque é meu direito ocupar a rua também), ele ocupou toda a via até encostar em mim. Por sorte não caí nem nada, mas o segui e consegui anotar a placa do carro. Acredito que deixar quieto é mais impunidade para estes atos desrespeitosos conosco. O que faço?

  3. Paulo. disse:

    Tentativa de homicídio, faria um BO, boletim de ocorrência.

  4. Ronaldo disse:

    Eu era um entusiasta do bikePOA, vivia alugando as laranjinhas para ir e voltar do trabalho (moro no Bom Fim e trabalho a 4km de distância de minha casa) e estava prestes a comprar minha própria bicicleta, mas de uns meses para cá abandonei o sistema e desisti de migrar para a bicicleta (hoje vou e volto todo santo dia a pé). Depois de assistir a esse vídeo, tirei de vez a ideia de pedalar em Porto Alegre. É muito amadorismo por parte da EPTC. A verdade é que esse órgão parece ter medo de enfrentar o problema do trânsito na raiz, pois todos sabemos que o caos na mobilidade é causado pelo excesso de veículos nas ruas, e essa maldita empresa prefere não se indispor com motoristas construindo “ciclovias” que são verdadeiras aberrações e deixando as vias com potencial para serem boas ciclofaixas ao inteiro dispor dos automóveis (tudo como dantes…). Não bastasse a maldita EPTC, ainda temos que aturar o IPHAN, que ordenou a retirada da estação de bicicletas da Praça da Matriz quando, como órgão de proteção do patrimônio histórico que é, deveria se preocupar em restaurar e manter o monumento daquela mesma praça, que há anos agoniza por reparo e manutenção. Haja paciência!

    • Geison disse:

      Não desiste Ronaldo, a luta é dura e diária, mas não podemos retroceder: temos o direito de ocupar o nosso espaço

    • Ricardo disse:

      Exatamente, Ronaldo. Cappellari e seu bando sabem que a construção de ciclovias boas interferem diretamente no espaço do automóvel. Como a maioria dos seu eleitores usam carro, eles não querem ficar com uma imagem negativa. Em outras palavras, estão mais preocupados em não ouvir reclamação de motorista do que fazer uma cidade melhor e mais segura.

  5. heltonbiker disse:

    Enquanto isso, em outra cidade do Brazil:

  6. Sylvio disse:

    É claro que a culpa não é do dono do bar, que já colocava as mesas ali há muito tempo. Assim como as pessoas que usam as paradas não podem ser obrigadas a sair da frente quando a gente passar de bike. No colégio Parobé, a parada fica lotada de noite, e a ciclocoisa passa bem no meio da parada. É uma irresponsabilidade da EPTC, acho que o Ministério Público deveria ser acionado nesse caso, ou será que estamos numa cidade sem lei?

    • Estamos numa cidade sem lei e sem inteligência na administração pública. Porto Alegre não quer ser pioneira em nada. Se algo de ciclovia foi feito, talvez tenha sido para se vangloriar em alguma campanha política ou alguma terceira intenção…

  7. sinceramente sobre as ciclovias de Porto Alegre, não temos o que comemorar, já que a cada trecho que eles fazem conseguem se superar.

    Pior de toda a história, é que temos exemplos de ciclovias e mobilidade urbana poderia a administração municipal de Porto Alegre poderia copiar os bons exemplos e melhorá-los, mas não prefere ainda manter-se no carrocentrismo e não abre os olhos no que realmente causa os engarrafamentos.

    • André Gomide disse:

      Pior é o face da primeira dama falando de bicicleta….pena que li no de uma amiga, pois senão teria desmascarado ela.
      Não esqueçam….ela é candidata!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Ermindo disse:

    Sou a favor da proibição das ciclovias.

    • Felipe X disse:

      Como as ciclovias estão cada vez piores, estou quase defendendo criarmos um grupo de “cicloativistas contra construção de ciclovias” heheheh

  9. Augusto disse:

    Fiquei impressionado com a largura da ciclofaixa. Parece mais estreita que o guidão da bicicleta! Alguém chegou a medir? O Manual de Projeto Geométrico do DNIT (página 125) especifica que a largura mínima deve ser de 1,5 metros quando há meio-fio instransponível.

  10. Nauber disse:

    Eu moro e uso essas ciclovias e as calçadas da região cotidianamente. É a maior cagada arquitetônica que eu já vi em 30 anos de vida.

  11. Pessoal, as ciclovias de Porto Alegre deixam mesmo a desejar mas não são as piores do Brasil. Admiro a luta por condições melhores para os ciclistas mas comparem com as outras capitais e vejam que pelo menos temos condições razoáveis para deslocarmo-nos pela cidade.
    Outra coisa que eu gostaria de comentar é que uma vez por semana faço o trajeto da ciclovia da Ipiranga + Gasómetro sentido Centro e o que mais vejo nos cruzamento são ciclistas desobedecendo a sinalização e se arriscando entre carros nas pontes da Ipiranga. Pressa? Com certeza, de chegar ao céu. É certo que de 20 ciclistas que vejo na ida e na volta, 1 ou 2 respeitam a sinalização. Não adianta só reclamar da falta de respeito dos motoristas em relação ao ciclista. Temos todos que usar a ciclovia e a sinalização que foi colocada a fim de garantir a nossa segurança.

    • Felipe X disse:

      A gente nao deve se espelhar em cidades do Brasil exatamente por isso, nenhuma serve de modelo!

      Sobre ciclistas desobedecendo leis, esse argumento ja cansou. Tanto o ciclista que faz isso (sim, fazem) quanto o motorista que faz conversoes proibidas na Ipiranga (ja quase fui atropelado por isso) sao do *. Todos sao brasileiros e mal educados no transito.

    • Rafael Fanti disse:

      Já percebeu o quanto estes semáforos desprivilegiam quem anda de bicicleta? Foi um artificio criado para tirar a prioridade de quem realmente a tem segundo o CTB, ao apertar o botão sua requisição é posta na fila, o sinal termina seu ciclo e tua requisição é posta no final do próximo ciclo, completando então 2 ciclos de espera.

      Outro exemplo que dou as ciclovias da loureiro, nos cruzamentos, quem vai convergir, no caso o carro, tem que esperar quem esta na ciclovia e vai seguir reto, e dai eles criaram a ciclovia que ao invés de seguir o seu percurso natural, a ciclovia converge, ou invade o passeio, e cruza o cruzamento como se fosse uma faixa de pedestres, com uma placa de PARE para a BICICLETA? Quem deveria ter a prioridade? São artifícios criados pela EPTC, para fazer ciclovias, e não mudar nada do que se tem estabelecido hoje, privilegiando o transporte motorizado sobre os não motorizados e sobre os pedestres…

      Não vou nem entrar no fato, que se tu por acaso te acidentar nestes cruzamentos, o ciclista vai ser o culpado, porque não parou, e não cuidou o carro…

      Sem falar que nesta mesma ciclovia da Loureiro a EPTC legalizou as finas, pelo fato de ela ser demasiado estreita, os ônibus passam muito perto, a menos de 1,5 m, o risco é o mesmo, a diferença é que tem o chão pintado de vermelho…

      • Felipe X disse:

        Eu concordo contigo, já sou quase contra construção de ciclovias, ao menos em quanto não mudar a administração.

      • Realmente os sinais para o ciclista demoram muito a abrir. Mas, para mim, o que importa é se o semáforo vai me dar condições de atravessar o cruzamento com segurança. Por isso eu espero mesmo uma vida até chegar a minha vez, mas passo tranquilo, quando ele está aberto para mim e fechado para os carros pois não quero que aconteça, como já vi algumas vezes, de um ônibus da Carris entrar em um viaduto da Ipiranga e deixar um ciclista imprudente tremendo de medo de quase ser atropelado.
        Nenhum ciclista (ou motorista) deve desrespeitar a lei se baseando na hipótese de que será injustiçado num acidente que foi causado pela imprudência de outro. A mudança tem que vir primeiro na cabeça de quem reclama. Você está fazendo sua parte para reclamar do outro?
        Quanto ao que se disse sobre a ciclovia da Loureiro, tenho a impressão de que uma obra mal feita desagrada muito mais do que uma obra adiada. Acho sim que as ciclovias foram mal projetadas. Mas também entendo que nenhuma cidade brasileira se propôs a mudar calçadas, derrubar imóveis e alterar trânsito para privilegiar ciclovias. Tem que ser feito sim, mas você preferia que a ciclovia da Loureiro não existisse?
        Vamos criticar com inteligência, por favor.

      • Felipe X disse:

        Eu preferia que ela não existisse sim. Acho que só serve para nos mandarem para a calçada agora com apoio oficial disso.

        Sobre “criticar com inteligência”, devo te pedir o que é a crítica inteligente?😛

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s