Calçadovia do Gasômetro

Copiado da publicação de Julio Pujol.

10463766_10203338573337765_8187985252654212387_o

Sr. prefeito Fortunatti:

Como sei de teu compromisso com as questões de mobilidade urbana, e humana, de nossa cidade solicito tua ajuda para um tema que considero grave. A prefeitura municipal tem tido uma política de implantação de ciclovias ou ciclofaixas nos últimos anos. Atitude louvável. Porém, por pressa, incompetência técnica, ou populismo tem cometido alguns erros neste processo (vide a ciclofaixa da Restinga). Outro exemplo é o que está em andamento na av. Beira Rio, entre o Gasômetro e a Rótula das Cuias. Está-se implantando uma ciclofaixa (?) simplesmente pintando o chão onde as pessoas caminham. Faz seguramente mais de duas décadas, talvez três, que esse espaço é tradicionalmente usado para caminhadas, corridas e para passeios com a família, cachorros, casais, crianças, idosos, etc.

Essa ação desastrosa, em andamento, portanto ainda reversível, vai criar um problema enorme, jogando pedestres contra ciclistas; se efetivada vai gerar acidentes, com crianças ou com idosos, e vai gerar um clima irreconciliável. Sou defensor do transporte em bicicletas, inclusive também pedalo, mas é preciso que se tenha critério, e se estude os aspectos culturais e históricos de um espaço antes de se começar a “pintar o chão”. É preciso ressaltar que existe uma hierarquia de prioridades na mobilidade urbana, e a primeira é para o pedestre. É importante que se construam mais ciclovias e ciclofaixas na cidade porém não em detrimento do pedestre, particularmente neste caso onde foi feita a duplicação de uma avenida para carros e foi prometida a construção de ciclovia.

Repito, simplesmente pintar o chão naquele espaço ou é um erro técnico ou uma atitude populista. Não vai funcionar.

Esse post foi publicado em ciclovia, mobilidade, pedestre, Plano Cicloviário, políticas públicas, Porto Alegre. Bookmark o link permanente.

14 respostas para Calçadovia do Gasômetro

  1. Felipe X disse:

    O Cappellari costuma ficar chateado quando se critica a EPTC tecnicamente, então acho que só resta a opção populista da conclusão🙂

  2. Leandro Leite disse:

    Se não houver ciclovia no local, a Caixa Federal não libera os recursos do financiamento. Mesmo se for recurso vindo da prefeitura, mesmo assim teria que ter ciclovia pois esta via consta no Plano Diretor Cicloviário.

    Antes era 2 pistas para carro (1 para cada sentido). Agora passou para 6 pistas de transito de carros (3 para cada sentido).

    Quem perdeu espaço foram os pedestres. Não tem justificativa para isso. Todos os cidadãos de bem tem que se revoltar. Colocar na conta do Cappelari/Fortunati os acidentes que irão ocorrer.

  3. thiaho disse:

    Concordo com tudo e apoio! Mas e o que fazer com os ciclistas que andam na pista dos carros quando nao tem ninguem na ciclovia?

    • Felipe X disse:

      Se a ciclovia é adequada (há calçada para pedestres, por exemplo) acho que está errado em pedalar fora.

      • Thiago disse:

        Das poucas vezes que pedalo por esse trecho, passo por fora, pelos motivos:

        1- não concordo com essa merda feita pelo Fortunattizinho e seu amante Cappellari, que sempre tem desculpa pra fazer mais merda (vide a licitação dos ônibus).
        2- sempre tem gente se exercitando por lá e correndo mais ou menos no meio da calçada, são poucos os horários que realmente está vazio (pra quem trabalha em horário comercial).
        3 – Não vou passar numa calçada a 40km/h. Ando de speed, usando a faixa da direita. Os carros que parem de se achar donos da rua. Não vou atropelar pedestres.

      • Piruca disse:

        Voce esta com mesmo pensamento que o carro, se há lugar proprio para carro e bicicleta, entao cada um do seu lugar, tu nao é diferente dos outros. Eu tb faço spees(skate) e vamos para lugares afastados ou fazemos treinos fechado para nao prejudicar ninguem. Se continuar com esse pensamento assuma o risco de andar no meio dos carros. A vida é feita de escolha!

      • Felipe X disse:

        Não existe uma norma que as ciclovias são pensadas para andar a uns 25km/h? Lembro de alguém falar nisso. Também acho impossível andar de speed a 40km/h nas ciclovias.

        E se tu ver nem faz sentido, nessa velocidade está mais para rua do que uma ciclovia, que meio que pressupõe tráfego calmo.

      • Thiago disse:

        Pois é, no rio de janeiro e outras cidades tem lei municipal que prevê 25km/h de velocidade máxima na ciclovia. Mais que isso é pedalar na rua.

      • heltonbiker disse:

        A velocidade de projeto de ciclovias é de 30km/h, e considera que em torno de 15% dos usuários vão andar nessa velocidade.

      • Thiago disse:

        Piruca, eu venho de Canoas até a José de Alencar, eu até passo pela calçada quando, em raras ocasiões, passo por lá em horário com pouca gente (tipo dias úteis 10h da manhã) mas como na maioria das vezes vou pedalando pro trabalho, passo lá com grande movimento de pessoas – principalmente agora com a fan fest.

        Como eu disse, numa speed você passa por lá a 40km/h, como já foi citado também, ciclovia é para um limite de 25 km/h. Então o lugar realmente adequado para que se pedale em alta velocidade lá é a rua. Pedalando ao bordo da pista, como manda a lei, ocupando a faixa da direita, por segurança (afinal aquele não é um trecho cheio de carros entrando e saindo à direita como a Getúlio Vargas, por exemplo, onde, mesmo com as finas, eu ocupo a direita).

        Mas não tenho como escolher um pedaço mais tranquilo lá pra circular, meu caminho é fazer aquele caminho inteiro. Claro que eu vou pedalar com responsabilidade, mas por quê eu vou pedalar no meio das pessoas se estou obedecendo o CBT ao pedalar na via, na faixa da direita? Ok, com aquela ciclofaixa, agora eu começo a infringir a lei, na teoria. Mas por causa de um uma alternativa mal feita, que é justamente o que estamos questionando aqui.

        Eu pedalo a treino também, normalmente em manhãs de domingo, e daí concordo contigo que a ciclofaixa pode ser usada – afinal a esse horário a quantidade de pessoas costuma ser bem menor, além de eu ter liberdade de fazer outras rotas pra não atrapalhar ninguém.

        E sobre andar no meio dos carros, não é isso. Eu tô pedalando no bordo da pista, conforme manda a lei. Inclusive por segurança é melhor que um ciclista ocupe a faixa inteira que ficar pedalando colado ao meio-fio, correndo o risco de raspar nele e cair. A vida é feita de escolhas, eu tô escolhendo seguir o CBT e preservar o espaço do “menor” – o pedestre, no caso. A regra básica do trânsito é o maior cuidando do menor. A vida é feita de escolhas…eu tô escolhendo pelo menos favorecido, mais que a mim mesmo. Abraço!

  4. Pingback: Calçadovia do Gasômetro | Blog Porto Imagem

  5. Pingback: A orla e as obras da copa | Vá de Bici

  6. Fahrradweg disse:

    Piruca :

    assumir o risco de andar no meio dos carros pressupõe que os motoristas tem carta branca para matar ciclistas? dar-lhes finas? buzinadinhas e gritos de “vai pra ciclovia!”?

    a prática mais comum no transito porto-alegrense é: motoristinha que te vê na faixa da direita na tua, e quando vai te ultrapassar da uma “buzinadinha” de alerta do tipo “ei, vou passar perto de ti, te cuida magrão”.

    na real, motorista que precisa buzinar para te ultrapassar nao está respeitando o 1,5,m, então voce motorista que gosta de dar buzinadinha, vá tomar no …

    sua buzinadinha não é álibi para arriscar a minha vida.

    • Felipe X disse:

      O resumo de toda discussão para mim é simples: temos que aprender a dividir o espaço que é de todos sem nunca botar em risco a segurança dos outros. O problema é que as pessoas não entendem como se colocam ou colocam os outros em risco, temos uma cultura toda baseada em falta de cuidados.

      O mesmo problema aparece quando um ciclista dá fina em pedestre por que ele está caminhando na ciclovia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s