Prefeitura projeta nova calçadovia para a Zona Norte

Projeto de ciclovia da Avenida Sertório prevê remoção de espaço para pedestres.

Fonte: Mobicidade
 

Esta semana, tivemos acesso ao projeto do complexo de ciclovias da Sertório, elaborado pela EPTC e que será uma das próximas ciclovias a ser implementadas na capital. Estamos disponibilizando o download do projeto completo, basta clicar aqui.

Mais uma vez, a EPTC está optando por construir a ciclovia em cima da calçada, tanto na Avenida Sertório como em algumas das vias auxiliares que farão a conexão com a Avenida Farrapos. Em alguns trechos, a ciclovia chega a ocupar quase que a totalidade do passeio público, não deixando opção para o pedestre senão caminhar em cima da ciclovia, e em certos pontos ela passa rente às portas do imóveis não deixando nem um espaço para que quem saia ou entre nos imóveis possa ter o mínimo de conforto ou segurança, criando um sério risco de atropelamento de pedestres.

Há espaço físico suficiente em boa parte do trajeto para que a implementação da ciclovia seja feita na própria via sem remover faixas de circulação nem vagas de estacionamento, apenas redimensionando as faixas existentes para uma utilização mais eficiente do espaço público.

A montagem abaixo é meramente ilustrativa para mostrar como podemos acomodar uma ciclovia na pista de rolamento mantendo o número de faixas para automóveis particulares e sem interferir no corredor de ônibus. A imagem original mostra o mau aproveitamento do espaço atualmente, com faixas excessivamente largas que incentivam altas velocidades.

sertorioantes

Confira abaixo o projeto proposto pela EPTC para o trecho representado acima e perceba como ele suprime praticamente todo o espaço dos pedestres no passeio.

sertorio

 

O estreitamento de faixas proposto na imagem acima, tem as seguintes vantagens sobre o projeto apresentado pela EPTC:

  • Uso mais eficiente do espaço público;
  • Não reduz espaço destinado aos pedestres, respeitando o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (PDDUA);
  • Permite o acesso livre e seguro a prédios e comércios locais, sem causar risco ou incômodo aos pedestres;
  • Não é necessária a remoção de vegetação rasteira ou árvores;
  • Aumenta a área destinada a modais não-motorizados, humanizando esta que é uma região altamente rodoviarizada e degradada da cidade;
  • Faixas mais estreitas desincentivam as altas velocidades, reduzindo a gravidade e o número de atropelamentos, tornando a região mais segura e atrativa para pedestres.

A galeria abaixo mostra algumas outras montagens, em outros trechos da ciclovia e as respectivas plantas do projeto.

Prancha do projeto em trecho da Avenida Assis Brasil.

Prancha do projeto em trecho da Avenida Assis Brasil.

Avenida Assis Brasil atualmente.

Avenida Assis Brasil atualmente.

Avenida Assis Brasil com ciclovia projetada.

Avenida Assis Brasil com ciclovia projetada.

Prancha de projeto para Rua Augusto Severo.

Prancha de projeto para Rua Augusto Severo.

Rua Augusto Severo hoje.

Rua Augusto Severo hoje.

Rua Augusto Severo com ciclovia projetada pela EPTC.

Rua Augusto Severo com ciclovia projetada pela EPTC.

SImulação mostra que há espaço na pista para implementação de ciclovia.

SImulação mostra que há espaço na pista para implementação de ciclovia.

Prancha do projeto para rua Dezoito de Novembro.

Prancha do projeto para rua Dezoito de Novembro.

Rua Dezoito de Novembro hoje.

Rua Dezoito de Novembro hoje.

Ciclovia projetada por EPTC passa rente ao acesso dos imóveis e em trechos não sobre nenhum espaço para o pedestre.

Ciclovia projetada por EPTC passa rente ao acesso dos imóveis e em trechos não sobre nenhum espaço para o pedestre.

Simulação que mostra que há espaço para implementação de ciclovia na via da rua Dezoito de Novembro.

Simulação que mostra que há espaço para implementação de ciclovia na via da rua Dezoito de Novembro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

12 respostas para Prefeitura projeta nova calçadovia para a Zona Norte

  1. Felipe X disse:

    Minha foto favorita é a da Assis Brasil, cheia de carros estacionados no bordo e a ciclovia(?) na calçada.

  2. Leandro Ferreira disse:

    SImples a EPTC quer ‘regulamentar’ o uso das calçadas pelos ciclistas

  3. Diego Canto Macedo disse:

    É incrível o medo político que a EPTC tem de tomar medidas que restrinjam o carro para favorecer transportes alternativos. Retirar estacionamentos e diminuir pistas é o mínimo para tornar essa ciclovia da Sertório com cara de ciclovia. Esse “projeto” apresentado é uma piada.

  4. Pingback: Prefeitura projeta nova calçadovia para a Zona Norte | Blog Porto Imagem

  5. Ricardo disse:

    Aquela foto da Assis Brasil com a ciclovia na calçada é realmente aonde a EPTC planeja colocá-la? Meu Deus, olha a largura daquela avenida. Simplesmente não tem porque ser na calçada!

  6. Fernando Filho disse:

    Vai ficar mais ou menos assim:

  7. André Gomide disse:

    Para minha pessoa não é surpresa, aliás, já sabíamos a muito tempo….mentiram descaradamente, MAIS UMA VEZ, afirmando que não seria na calçada a “CICLOCOISA” da sertório….eu estive em uma reunião que isso fora prometido….parabéns a todos que votaram nesta administração….eu vou sofrer, mas quem votou vai sofrer junto….tem que doer para aprender a votar mesmo….MELHOROU?????? VAI MELHORAR????????????KKKKKKKKKKK

    HOJE haverá votação na Câmara, não quer que este tipo de coisa confirme-se?????????????? levanta a BUNDA da cadeira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!….deixa de ficar virtualmente reclamando esperando que as outras pessoas façam por vc….na hora de dar a cara-a-tapa a maioria não tem tempo, mas para tomar cerveja ou ficar curtindo fotinho no face todo mundo encontra!!!!!!! Quer ser cidadão? Então SEJA “um de verdade”!!!!!!!!! ACORDA PORTO ALEGRE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Luiz Felipe disse:

    Gente não da mais!
    É muita tristeza com Porto Triste
    Pq nenhuma política pública realizada pela cidade leva em atenção o capricho e o bem viver da população?

  9. Fabrício disse:

    cadê a PM com o gás lacrimogênio?! isso daí é vandalismo…

  10. Ricardo disse:

    Sinceramente, esse tipo de coisa não me surpreende vindo dessa administração. Fica claro que o objetivo não é fazer uma cidade melhor para viver, retirando espaço dos motorizados para fazer uma estrutura bacana para o modal bicicleta. Não! Eles sabem que em POA há muito mais motorista do que ciclistas. Logo, o raciocínio deles é que é menos pior ter uns poucos ciclo-ativistas contrariados do que provocar a ira dos motoristas que vão ter seus espaço reduzido.Em outras palavras, não fazem o que é bom para a cidade em geral, mas fazem aquilo que vai agradar a maioria. Politicagem pura!
    Triste viver aqui.

  11. Luiz disse:

    Não dá para chamar isso aí de burrice. Tá na cara que é má intenção, sacanagem mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s