2ª Pedalada Pelada de Porto Alegre

14733062

Acontece no próximo dia 21, sábado, às 16h, a segunda Pedalada Pelada de Porto Alegre, promovida pelo Movimento Peladista. O evento tem dois objetivos centrais: naturalizar a nudez, combatendo assim padrões de beleza e sexismo, e demonstrar a fragilidade dos ciclistas no trânsito. Convida os amigos e participa!
Evento no facebook.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

4 respostas para 2ª Pedalada Pelada de Porto Alegre

  1. Pablo disse:

    Não gosto dessas associações entre bicicleta, manifestações mais extravagantes e maconha (bermuda/calça da menina).

    Se o foco fosse segurança e sustentabilidade apenas acredito que seria mais eficiente…

    Mas tudo bem, é só uma opinião.

    • Adriano disse:

      Acho um desserviço à aqueles que tentam popularizar a bicicleta. Fica marcado como coisa de “gente alternativa”, afastando usuários em potencial.

  2. Pedro disse:

    Ano passado eu fui nessa parada. Achei interessante, não me pelei porque não quis (sou o careca de óculos ali na foto do evento do facebook), a população em geral se divertiu com o inusitado da coisa, não teve tretas, a repercussão geral na mídia em geral foi positiva para o foco principal da coisa.

    Aí que começa o imbroglio. Pedalada pelada sempre foi para chamar a atenção para a fragilidade do ciclista diante do trânsito motorizado. Simples assim.

    Esse ano o evento chama a atenção para a naturalização do corpo. Nenhum problema com essa causa, pessoalmente acho muito importante também.

    Mas… Por que não uma caminhada pelada pela naturalizaçã0 do corpo? Será que é porque é mais fácil usar um ativismo já estabelecido, o cicloativismo?

    Aliás, lendo os comentários no evento do facebook, em especial o do Juan (“só burga se pelando”), vejo que ele não está errado. Outro indício: o horário, a sol pleno, ignorando que pessoas vão de longe até chegar no local do evento. Então misericordiosamente foi adiado em uma hora, o que alguém comenta “há pessoas que já saíram de casa”, e alguém responde “esperem na sombra tomando uma ceva”. Não me levem a mal, mas nem todos são brameiros, obviamente o protesto e a alegria podem andar juntos, mas respeito é bom e todos gostam.

    Ontem morreu um ciclista no Lami. Os burga vão vir até aqui colocar uma ghost bike? Aparentemente uma coisa não tem nada a ver com outra, mas montando o intrincado quebra-cabeças do cicloativismo, podemos facilmente ver para que lado ele pende.

    Felizmente temos um lado aguerrido, que pressiona o governo e tem feito conquistas, dentro do possível.

    Abraços a todos, pelados ou não.

  3. Pedro disse:

    A primeira foi esse ano mesmo, pardon ma faute.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s