Conto da carochinha.

Ontem houve uma reunião do “grupo de trabalho” composto por Secretaria Municipal de Urbanismo (Smurb), Ministério Público (MP), do governo do Estado e integrantes do movimento Viva Gasômetro para delimitar a área verde do novo Parque do Gasômetro e chegar a um acordo sobre o corte das árvores remanescentes.

A proposta? Passarela em frente ao Gasômetro e promessa de rebaixamento da Edvaldo Pereira Paiva no prazo de 10 anos.  E o pior é que a única representante do único movimento social convidado para participar desta negociata – o Viva Gasômetro – aceitou a proposta. Como se passarelas fossem boas para a circulação de pedestres, quando na verdade elas são feitas para privilegiar o fluxo de veículos e dificultam a circulação de pessoas. Como se fosse uma atitude inteligente gastar dinheiro público, recursos naturais e matar oito árvores em uma obra que será desfeita em 10 anos. Como se o governo tivesse mesmo a intenção de enterrar a via daqui a 10 anos e não apenas empurrar essa idéia para depois das eleições.

O Movimento Viva Gasômetro comprou essa?

Por que outras entidades da sociedade civil não foram chamadas para essa reunião? Havia pelo menos outras duas entidade que participaram das audiências públicas e reuniões anteriores que não foram chamadas para participar desse acordo: AGAPAN e Mobicidade.

Leia mais.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Conto da carochinha.

  1. Felipe X disse:

    Prazo de dez anos? Sério, não pode ser ingenuidade apenas aceitar isso. Não cumpriram absolutamente do que estava em lei sobre o parque antes (https://vadebici.wordpress.com/2013/02/15/o-parque-do-gasometro/) e agora falam em passaggem de nível daqui 10 anos? Óbvio que não vão fazer nada.

  2. Felipe X disse:

    Sem falar que fazer passarela é a rodoviarização do local ao extremo. Mas bem, retiraram a lombada que existia até há pouco na Beira-Rio, então tudo converge para isso.

  3. poa resiste disse:

    PASSARELAS? Vão fazer errado conscientemente agora para arrumarem daqui a DEZ anos?
    Nem os mais ingênuos acreditam que a prefeitura fará um investimento pesado no projeto do Lerner e no alargamento da João Goulart para daqui a dez anos enterrar a via, gastando mais dinheiro que dizem não ter. Devem existir alguns objetivos pouco claros nisso.

    • Marcelo disse:

      Será que temos como fazer alguma coisa, tipo acionar o Ministério Público. Pois isso é falta de planejamento e desperdício do dinheiro público puro e simples!

      • Naza disse:

        PRECISAMOS fazer alguma coisa. Esse “viva gasômetro” é composto por uma única pessoa, que tem uma casa logo ali em frente e provavelmente conta com a “valorização comercial de seu imóvel”. Como ela utiliza esse nome VIVA… e chama de “movimento”, há quem pense que se trate de mais pessoas. Por outro lado, há um grupo verdadeiramente representativo dos moradores do entorno e da cidade em geral disposto a fazer frente a esse viva gasômetro, mais conhecido por MORRA GASÔMETRO. Esse outro grupo é o Quantas Copas unido à Associação dos Moradores do Centro e pessoas independentes,mas que estão revoltadas com a duplicação, a perda de área verde e agora essa tal passarela, a qual está perfeitamente integrada ao projeto=maracutaia da Fórmula Indy,

  4. Aldo M, disse:

    Tudo converge para os interesses da Fórmula Indy: a pista do circuito não será rebaixada; em vez disso será alargada; árvores que atrapalhem o trajeto ou a tomada de imagens são cortadas; e a passarela ainda pode ser usada para fixação de outdoors durante a corrida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s