Obra de ciclocross para a copa

Caso queira caminhar ou pedalar pela av Beira-rio em Porto Alegre, fique preparado para esse pequeno obstáculo.

Como o poder público insiste em deixar a segurança de todos não-motorizados em último lugar, perceba que essa região não possui iluminação pública e provavelmente só será feita depois de todas vias asfálticas. Este problema é antigo (e já apontado por este blog) e de responsabilidade de todas administrações que já estiveram comandando a cidade. O que não é justificável é a falta de sinalização com cones ou outros indicadores visíveis à noite, além da delimitação de uma pista de rolamento para compensar esse transtorno.

565335_524721374271500_90333809_n

 

Não é confirmado oficialmente, mas há boatos que a vala foi feita para escoar a inundação que a chuva ocasionou nas pistas de rolamento

Provavelmente a lógica carrocêntrica da empresa pública de transporte acha que não é correto andar de bicicleta ou caminhar ali durante a noite? E que durante o dia os automóveis vão desacelerar para que as pessoas passem?

Fotos cedidas por Eduardo Macedo e Velo Courier.

Anúncios
Esse post foi publicado em ciclismo veicular, ciclovia, mobilidade, políticas públicas, Porto Alegre, segurança. Bookmark o link permanente.

19 respostas para Obra de ciclocross para a copa

  1. Ricardo disse:

    “Se acumular muito trânsito o prefeito não ganha voto”
    Filósofo da capital

  2. André Gomide disse:

    URGENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Sentença procedente quanto a aplicação do plano cicloviário……..GANHAMOS !!!!!!!!!!!!!!!!!
    1/11200855311(número do processo)

  3. André Gomide disse:

    Isto posto, com base no art. 269, I do CPC, JULGO PROCEDENTE a presente AÇÃO CIVIL PÚBLICA contra o MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE e a EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO -EPTC para condenar os requeridos na obrigação de fazer consistindo em:

    a) cumprir o determinado no §2º do artigo 32 da Lei Complementar nº 626/2009, ordenando-se a inserção na Lei Orçamentária do Município de Porto Alegre, nos anos vindouros, da previsão de destinar concretamente no mínimo 20% (vinte por cento) do montante arrecadado com as multas de trânsito para as finalidades previstas na legislação referida;

    b) cumprir o determinado no §2º do art. 32 da Lei Complementar 626/2009 quanto ao exercício orçamentário em andamento e aos períodosorçamentários vencidos, desde o início da vigência da Lei (14/10/2009), determinando-se a aplicação dos valores devidos, em um prazo de até dois anos;
    c) publicar os resultados da aplicação dos recursos relativos ao exercício orçamentário em andamento e aos períodos orçamentários já vencidos na imprensa oficial e, em pelo menos, dois jornais de grande circulação;

    d) No caso do não cumprimento, fixo multa diária de R$ 2.000,00 (dois mil reais), quantia sujeita a correção monetária na forma do art. 1º-F da Lei 9494/97, destinada a recolhimento ao Fundo Estadual de Habitação e Interesse Social – FEHIS, criado pela Lei Estadual 13.017/08.

    Os requeridos ficam condenados ao pagamento das custas processuais – observando-se, quanto à autarquia estadual, o disposto no art. 11 da Lei Estadual nº 8.121.85 –, a teor do art. 21, parágrafo úni­co, do CPC. Não são devidos honorários advocatícios ao Ministé­rio Público.

    • Que legal parabéns e obrigado André Gomide uma hora tinha que chegar da lei ser cumprida agora só é uma questão de tempo, até para eles inventarem alguma outra tramoia que certamente teremos que desmontar novamente. É como falam os chineses: “construímos a muralha colocando um tijolo encima do outro”

  4. Estou chegando bem depois do post mas vamos lá, o trecho em questão em que fizeram este belo “canal” é mais uma “obra da copa” que a Prefeitura cuida com muito orgulho. Nesta área especificamente estava todo pronto para colocar o asfalto quem quiser pode ver que foi feito um contrapiso de saibro, logo foram colocadas duas camadas de brita de diferentes tamanhos e agora finalmente teriam que colocar o asfalto. Mas agora descobrem que ali apesar de terem construído várias bocas de lobo que jogam a água da chuva diretamente da rua para o rio neste ponto não foram construídas as referidas bocas ou seja mais um errinho de projeto para o povo pagar e todo este contrapiso novamente na próxima chuva será aberto. Gente não da mais para suportar todo este desperdício de dinheiro publico, nosso dinheiro.
    Alguém pode achar que estou sendo chato mas pensem quem faria na sua própria casa uma obra desta forma? ninguém o faria. Saúde a todos.

    • André Gomide disse:

      cara acabe de avisar o gabinete do MArcelo e para minha total indgnação estão tentando alterar o §2º do artigo 32 da Lei Complementar nº 626/2009 neste exato momento……FILHAS DA PUTA, esta prefeitura só tem sacanas e ladrão

  5. André Gomide disse:

    Perderam e tentam alterar a lei neste exato momento lá na câmara

    • Não terão vez, esta parte eles perderam e tem dois anos para vomitar a grana, depois é multa diária. O resto terá que ter articulação e acredito que os vereadores não vão querer uma guerra contra os ciclistas. Saúde a todos

      • André Gomide disse:

        É sério…acabei de ligar lá para câmara…o Marcelo está tentando convencer os vereadores do contrário

      • Adriano disse:

        “Guerra contra ciclistas”. Não quero ser chato, mas qualquer vereador sabe que esse número é inexpressivo para gerar preocupação.

      • André Gomide disse:

        Meu caro, acho que devemos sim fazer alguma diferença, pois vc está sempre preocupado, por aqui, com a nossa opinião. Patrulha em redes sociais é até engraçado,’troll”. Não perca seu tempo então, sou “inexpressivo” lembra?. kkkkkkkkkkk

      • Felipe X disse:

        Não é que o Adriano seja reaça, é que todas idéias de mudanças lhe parecem ruins hehehe

      • Felipe X disse:

        Quem foi a massa hoje viu que a guerra está declarada. A EPTC criou conflito e expôs os ciclistas, que incluiam crianças a risco.

        Agora fazer bafômetro nos motoristas saindo agressivamente do acampamento farroupilha nem pensar né.

      • Pablo disse:

        Felipe, conta mais sobre a massa, o que foi isso que a EPTC fez?

      • Felipe X disse:

        Guerra foi meio forte, mas se negam a dialogar. A massa decidiu o caminho e eles ficam indo na frente para tentar definir a rota que eles acham mais conveniente. Óbvio que gera conflito e divisão. Acabaram nos arrastando para perto do acampamento farroupilha, tinha um monte de motoristas querendo passar por cima da massa mesmo com a EPTC ali. Nunca tinha visto essa agressividade na massa.

        Não duvido que tinha motorista bêbado no meio, mas isso é secundário né? Para que fazer balada segura no acampamento..

      • André Gomide disse:

        Eu tentei dialogar com os motoristas….o pessoal tinha realmente bebido…sentia o cheiro forte de alcool de dentro dos carros.

  6. Felipe X disse:

    Pedalei na beira rio e parece que já aplainaram. Como falou o amigo aí em cima, nenhuma obra de escoamento, ou seja, estão deixando pra resolver em outra licitação né? Que coisa!

  7. Pingback: Procura-se a ciclovia | Vá de Bici

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s