BikePOA terá patrocínio do Itaú/Unibanco

O a rede Itaú/Unibanco anunciou que patrocinará as bicicletas de aluguel em Porto Alegre, sistema que é administrado pela Prefeitura Municipal e pela empresa privada Serttel, que venceu a licitação.

Se o projeto inicial era sem patrocínios, por que inserí-los agora? A grande questão é: qual será o benefício que esse patrocínio trará? Trará uma melhoria na qualidade do sistema ou apenas aumentará a margem de lucro dos empresários?

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

21 respostas para BikePOA terá patrocínio do Itaú/Unibanco

  1. Camilo disse:

    Acho que isso já estava previsto por quem criou esse sistema. Essas mesmas bicicletas circulam pelo RJ e Salvador com o patrocínio do Itaú desde o início do sistema. Não é coincidência que as cores das bicicletas tenham as mesmas cores que a rede de bancos…

    • Aldo M. disse:

      Pois é. Pensando bem, o Itaú já deve estar patrocinando desde o começo e só agora está explicitando a marca que sempre esteve implícita nas cores.

      • Marcelo disse:

        Na verdade, não. Lembro de alguém da EPTC mencionar que o contrato não previa patrocinador. Dei uma procurada por aqui mas não achei nenhuma notícia do tipo. :/

  2. Pablo disse:

    Não vejo problemas no patrocínio… Aliás, mesmo que tenha-se concedido o direito a propaganda sem nenhuma contrapartida, imagine se o Itaú deixaria que as bicicletas ficassem feias caindo aos pedaços com seu logo?

    De qualquer forma, esse sistema está merecendo uma expansão… Há horários que faltam bicicletas.

    • Diego Canto Macedo disse:

      A primeira expansão que deveria ocorrer era a de horário. Acabar as 10 da noite é ridículo.

    • Aldo M. disse:

      A limitação de área é ainda pior, voltada ao uso para lazer.

      • Thiago disse:

        é verdade. Conheço gente que me viu andando com essas bicicletas, gostou da ideia, mas não usa porque não tem estação perto da sua casa, quando está indo para o trabalho… A gente precisa muito dessa conveniência, pra migrar as pessoas dos carros para bicicleta.

    • lobodopampa disse:

      Eu imagino isso, e com facilidade. Pois o Santander fez exatamente isso com o “Caminho dos Parques” (de triste memória): botou seu nome num projeto ruim, nunca fez nada para que a faixa fosse respeitada, e nunca fez manutenção. Os restos da pintura no chão estão na rua até hoje, bem como as plaquinhas de propaganda do banco. Propaganda de graça, uma vez que o contrato terminou há muito tempo. Nem eles nem a prefeitura vão lá tirar. Parece que propaganda com material degradado vale alguma coisa sim.

      • lobodopampa disse:

        Eu não tenho preconceito (nem simpatia, diga-se de passagem) por essas parcerias público-privadas.

        Apenas lamento fortemente quando elas são feitas sem nenhum espírito de verdadeira negociação por parte do setor “público” (=governo) (que deveria representar o interesse público, mas se comporta como uma raposa no galinheiro).

        Essas negociações deveriam ser muito mais sérias e mais pesadas. Tipo assim, quer investir e lucrar, beleza, vai seguir princípios de mercado, não pegar tudo de mão beijada sob o pretexto de que “ninguém mais quer”. Exemplos: ocupação da orla e dos parques pela Pepsi (com contrapartidas mínimas, eu diria ridículas), ocupação do Largo e outros espaços pela Coca-cola, ocupação do Araújo Vianna e de uma enorme área da Redenção (sem a menor necessidade) pela Opus, e por aí vai.

        Em comparação com essas negociatas, o Bike PoA até que é bacana.

      • Aldo M. disse:

        Aproveitando o gancho do Artur sobre essas PPPs mal feitas, deixo aqui o meu protesto pela DESTRUIÇÃO do ringue de patinação do Marinha no governo Fogaça pela Pepsico. Com a desculpa de recuperá-lo (estava com algumas rachaduras), jogou asfalto sobre o pavimento especial de concreto e pintou o logo da Pepsi, deixando-o imprestável para patinação séria devido às ondulações em toda a superfície. Isto faz quase dez anos e até agora a Prefeitura nem cogitou cobrar da empresa a recuperação do ringue.

      • Jarbas disse:

        Esquecam a propaganda politica mas deixar de cumprir o contrato torna a questao ainda pior: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=4632

      • Aldo M. disse:

        Não é propaganda política, Jarbas, apenas estou dando o nome aos bois.
        É interessante ver a mesma prefeitura ser tão permissiva com empresários e, ao mesmo tempo, despender enormes esforços para implantar medidas impopulares, como por exemplo a não aplicação dos 20% das multas de trânsito em infra-estrutura cicloviária em que está travando uma guerra no campo da Justiça.

      • Tenho usado o BikePOA diariamente para ir do metrô até o trabalho. Hoje mesmo (02/08/13) achei que era miragem a estação 01 (Mercado, Largo Glênio Peres). Ela estava REPLETA de bicicletas NOVAS, INTEIRAS. Não apenas laranja institucional do Itaú, MAS FUNCIONAIS. Realmente, o patrocínio começou com nota mil. Agora é torcer pra que continue assim. E que melhore com mais estações.

    • Thiago disse:

      Vejo o patrocínio com bons olhos também. Convenhamos, se em outros estados o Itaú patrocina bicicletas públicas branco e laranja e divulga isso, inconscientemente já absorveremos essa ideia, é assim com propaganda, reuniões criativas, qualquer compartilhamento.

      Eu até prefiro que o Itaú faça a propaganda, e divulgue muito, e estimule as pessoas a aderir às magrelas. Mais pessoas andando de bicicleta é vital para que tenhamos uma cidade feita para pessoas, e não para carros.

  3. Solrac disse:

    Acontece o mesmo com o canteiro central de avenidas. O escritório de advocacia onde trabalha um conhecido adotou uns canteiros na Plínio há mais de cinco anos. Logo no início eles deram um trato no gramado e, depois disso, nunca mais. Mas a plaquinha do escritório continua bem cuidada no canteiro.

  4. Enrico Canali disse:

    Além de ampliar a região coberta pelo sistema e os horários, é fundamental que seja ampliada também a DENSIDADE das estações. Elas são muito afastadas umas das outras, e já optei por fazer a pé diversos percursos dentro da área abrangida pelo BikePOA simplesmente porque as estações ficavam muito afastadas tanto da origem quanto do destino, tornando o uso das bikes algo praticamente inútil.

  5. André Gomide disse:

    Jarbas(off topic)…já tinha conversado com um promotor conhecido sobre o episódio da troca de nome nas campanhas publicitárias de shows no Araújo Vianna. É improbidade administrativa com certeza….infringência aos princípios- lei 8429. Eu estava pensando em solicitar a cópia do contrato da Opus com a Prefitura via portal. Acho que não vou precisar mais.
    Podemos tb denunciar para a PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE DEFESA DO PATRIMÔNIO PÚBLICO DE PORTO ALEGRE.
    Fones:(51) 32958926- 8926
    “http://www.mprs.mp.br/promotorias/promotoria?lseq=829”

  6. comprimidovermelho disse:

    São várias as melhorias que devem ser feitas. Ou devo ser muito azarado para achar isso.
    Começando pelo básico, já meia dúzia de vezes fiquei na mão pois a estação deixou de responder quando eu ia pegar a bici, ou entrou em manutenção (?) depois de eu me dirigir a ela e por aí vai. Desconsidero erro do software, que aprendi a lidar para melhorar o uso (sair, matar processo, etc).
    Também básico, a quantidade de vezes que a bike estava com pneu murcho/furado, raio estourado, roda descentrada e afins (freio é o de menos). Tem que fazer uma revisão forte, antes. Porém, já fiquei sem opções (mesmo tendo 4 bikes!) ou escolhi pedalar da mesma forma.
    Ainda fundamental, é a quantidade de ciclos, tem estação onde a bixa é figura rara e horários em que falta sempre nas mesmas estações.

  7. José Marcelo disse:

    Podiam passar a aceitar boleto Bancário, conheço uma infinidade de jovens que não tem acesso por não ter cartão de credito.
    Ai sim esse Patrocínio de Banco ia ter uma finalidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s