Reféns do Século XX: Prefeitura de Porto Alegre abre mais ruas para os carros.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), anunciou ontem a abertura da Rua Pinheiro Machado para a circulação de veículos. A via que fica no bairro Independência, atualmente possui o acesso fechado pela avenida Independência, sendo possível entrar nela apenas pela Rua André Puente para acesso local. O projeto da administração municipal prevê a remoção da calçada e do canteiro central para que carros que venham pela rua Pinheiro Machado possam atravessar a Avenida Independência. Nesta semana começaram também a obra de abertura da rua José Montaury, por onde antes circulavam apenas pedestres.

Enquanto na Europa e em cidades progressistas como Nova Iorque, a tendência é restringir o uso do automóvel e criar mais zonas para pedestres, em Porto Alegre parecemos estar presos ao século XX.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Reféns do Século XX: Prefeitura de Porto Alegre abre mais ruas para os carros.

  1. Felipe X disse:

    Os pedestres tem sofrido e muito nesses últimos anos…

    • Adriano disse:

      SIm, quase não tem calçada em Porto Alegre, é um horror.

      • Alex W disse:

        Tem sim. O problema é o tamanho delas e a qualidade, especialmente para que pessoas com deficiência possam andar sem percalços.

      • Felipe X disse:

        Sério? Tu achas que as calçadas de POA são boas? Nossa, é muita falta de contato com a cidade. Dá uma caminhada no centro para teres uma idéia.

        Sem falar na qualidade né, mas isso até melhorou um pouquinho na região central.

      • Adriano disse:

        A qualidade das calçadas não tem nada haver com asfalto ou carros, e sim, com ausência de manutenção pelos proprietários aliada a falta de fiscalização e punição da Prefeitura.

      • Alex W disse:

        Esqueceu de falar sobre o tamanho. Acha que são o suficiente?

      • Pablo disse:

        Não há nem o que falar daquelas calçadas de 1,5m do centro.

      • Felipe X disse:

        Adriano, quem falou em asfalto aqui? Ah, deixa eu ver que eu sei: tu. Afinal é isso que troll faz, provocar discussão em vez de conversar.

  2. Felipe X disse:

    Falando em deficiência, mencionado pelo Alex acima, quero ver essas obras do Gasômetro. A rótula das cuias não tem um mínimo de acessibilidade, nem as rampas para cadeirantes.

    Já que optaram por fazer uma rodovia onde deveria ter um parque, espero que ao menos pensem na acessibilidade.

    • heltonbiker disse:

      Testes simples de acessibilidade que “dispensam” cadeirante: pessoa com 7 anos de idade, pessoa com 77 anos de idade, pessoa transportando um bebê num carrinho de bebê, pessoa puxando um carrinho de feira, pessoa andando de bike na calçada com bike rígida. Nesses dois últimos, sou minha própria cobaia, e garanto que são raríssimas as calçadas, em qualquer região de Porto Alegre, que passam no teste. A imensa maioria é ruim, e um número preocupante é simplesmente podre.

  3. Pablo disse:

    É interessante observar que essas obras prejudicam inclusive o fluxo de automóveis, pois quando avenidas começam a ter mais acesso para sair e entrar da mesma, a velocidade média cai consideravelmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s