Assalto ao transporte público de Porto Alegre

Escrito a quatro mãos, a maior parte por Felipe Mobus.
 

Cansado com o congestionamento gerado por manifestantes? Lembre-se que eles não são a causa, são a consequência das políticas públicas para transporte coletivo em Porto Alegre. Nesta quarta-feira haverá às 17hs uma reunião aberta sobre o aumento da passagem na Câmara, no Salão Ana Terra.

Congestionamento durante protesto em 25/março. Foto do sul21.

Observe a quantidade de ônibus que passam pela Ipiranga em direção à PUC parados, em função do protesto, e calcule quantas pessoas dependem desse meio de transporte. Fica difícil compreender a lógica de uma prefeitura que, cada dia mais, relega o transporte coletivo a um papel secundário na mobilidade urbana de Porto Alegre.

A urgência da implementação de uma solução de transporte coletivo massiva para o eixo viário da Av. Ipiranga já está caindo de maduro faz tempo. Soluções existem várias; desde um simples corredor de ônibus até uma solução mais charmosa baseada em bonde ou aeromóvel.

A prefeitura só ignora isso porque, bem, é composta por ignorantes. E caso alguém se alegue que ficaria feio um aeromóvel sobre o dilúvio, segue uma solução para referência:

Wuppertaler Schwebebahn

Wuppertaler Schwebebahn

E caso alguém ache isso feio, é mais feio que congestionamento? Algumas pessoas já pensaram em soluções nessa linha e fizeram um projeto.

 
Anúncios
Esse post foi publicado em apocalipse motorizado, caos no trânsito, mobilidade, políticas públicas, Porto Alegre, Sem categoria. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Assalto ao transporte público de Porto Alegre

  1. Pablo disse:

    Esse trem suspenso, deve ser do tipo que tem que transportar o seu próprio motor, que não é o caso do Aeromóvel.
    O Aeromóvel é bem mais discreto…

    Por falar em discrição, veja que a estrutura do trem está pintada de verde e entre a vegetação… Aqui em PoA a prefeitura ilumina um viaduto e chama de obra de arte.

  2. pabloweiss disse:

    Não precisamos gastar milhões e aguardar por anos até a criação de novos e “revolucionários” meios de transporte coletivo. A necessidade de uma mudança é imediata!
    Já está mais do que na hora de toda e qualquer avenida de Porto Alegre ter um corredor exclusivo e realmente preferencial para os ônibus!

    • Felipe X disse:

      Revolucionário? Esse trem suspenso da Alemanha está em operação de 1901 se não me engano… Mas concordo, um corredor de ônibus já seria um bom ganho.

    • Pablo disse:

      Uma solução simples que já ajuda é o ônibus sempre ter a preferência. Se não tem sinaleira, o ônibus sempre terá preferência para entrar em vias e rotatórias. Afinal ele está carregando mais gente.

    • Aldo M. disse:

      Ou, dito de outra forma, a Prefeitura deve reduzir os espaços públicos onde os automóveis podem estacionar ou transitar.
      Atualmente, até os serviços de emergência são obrigados a disputar de igual para igual o espaço nas ruas com os automóveis particulares, uma verdadeira infâmia cometida pelo governo municipal de Porto Alegre.

      • Olavo Ludwig disse:

        Este tipo de posição da prefeitura faz com que muita gente morra na cidade, ou seja, os administradores atuais são assassinos e sabem que estão cometendo estes assassinatos e continuam cometendo sem fazer nada. Homicídio doloso em massa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s