Motoristas de ônibus farão passeio de bicicleta para sentir as dificuldades dos usuários

Motoristas de ônibus de uma empresa da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, irão andar de bicicleta para se colocar no lugar dos ciclistas. Isso não é uma ação isolada, mas parte de um conjunto de medidas para estimular o uso da bicicleta como meio de transporte e promover o convívio pacífico entre os modais.

Quando Porto Alegre vai ter uma iniciativa similar?

Anúncios
Link | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

27 respostas para Motoristas de ônibus farão passeio de bicicleta para sentir as dificuldades dos usuários

  1. Felipe X disse:

    Acho que todos motoristas deviam fazer isso 🙂

    Só eu que tenho a impressão que o RJ está realmente ficando organizado e civilizado? Há uma série de inciativas e obras legais por lá.

    • Fabio Neves disse:

      Não, o Rio não é essa maravilha toda. Se tu relacionares essa ação com a grandeza da cidade, isso é como um grão de areia na praia. O que não quer dizer que a iniciativa dessa empresa é muito válida.

  2. Eduardo disse:

    Quando Porto Alegre terá? N-U-N-C-A. Os motoras metem pra cima da bike e quase me matam o tempo todo.

    • Não é tão assim uso a bike pra ir e voltar do trabalho com frequencia, e basta ocupar toda a pista da direita que no máximo eles ficam businando atras.
      Isto só acontece se tu tentar andar no cantinho, ai eles acham que conseguem passar na mesma faixa que tu esta pedalando e acabam machucando o ciclista.

  3. Pablo disse:

    Das 20 horas práticas exigidas para tirar a carteira de motorista poderia ter, pelo menos, uma hora como pedestre e uma hora como ciclista.

    • Adriano disse:

      Todos seriam obrigados a saber andar de bicicleta então pelo teu raciocínio mágico.

      • Pablo disse:

        E tem alguém que não sabe? Nunca conheci ninguém que não sabia, para falar a verdade.

        Além do mais “ter uma hora como ciclista” não significa estar pedalando em cima de uma bicicleta, nem significa uma bicicleta comum de duas rodas. “ter uma hora como ciclista” é enfrentar o trânsito e experimentar ver o trânsito da perspectiva do ciclista, nem que seja com uma Bicicleta Tandem ou um Triciclo.

        Obs. Nada como uma conclusão mágica para um raciocínio mágico.

      • Felipe X disse:

        Eu conheço gente que não sabe pedalar… acho triste quem não sabe pedalar e nadar mas existe 🙂

    • Felipe X disse:

      Adriano, poderiam ter bicicletas de dois, para um instrutor auxiliar. Ou com rodinhas.

  4. Pablo disse:

    offtopic: Não haverá cobertura do fórum aqui no blog?

    • Felipe X disse:

      Pois é, era uma boa mesmo. Eu particularmente não vou conseguir participar tanto quanto gostaria então não tenho muito como.

      • Pablo disse:

        Acho que se nós não valorizarmos quem irá? Pois acho que esse blog deveria estar recheado de fotos, vídeos, relatos, cartazes… e tudo relacionado ao fórum para que essas informações sejam disseminadas. Essa é a hora de gerar notícia e não retransmitir notícia.

        offtopic do offtopic: talvez se o blog transparecesse mais o amor pela bicicleta, benefícios, passeios, encontros, beleza das paisagens de cima da bicicleta… ao invés de ativismo (no sentido de luta) pela bicicleta os resultados seriam mais efetivos.

      • Felipe X disse:

        Pois é, alguém tem que fazer a matéria, se quiser se oferecer será bem vendo 🙂

        Em relação as eventos e fotos, estou com uma idéia de botar um módulo de calendário aqui no blog e contatar grupos usando o facebook para estimular as pessoas a nos mandarem informações. O blog viraria um centralizador de quem quer achar passeios.

        Só está faltando tempo.

      • Pablo disse:

        Bahhhh! Grande ideia Felipe! Te passei dois links de passeios do Facebook, chegaste a ver? Colocar um módulo do calendário do Google calendar é barbada, agora do Facebook não faço mínima ideia, nem sei se é possível.

        Infelizmente não poderei participar do fórum… Por isso, fico querendo saber como está, ver fotos… essas coisas.

      • Felipe X disse:

        Vi sim, valeu pelos links 😀

  5. Pablo disse:

    offtopic (dos grandes): É barbada integrar os eventos do Facebook com o Google Calendar ou com o 30boxes e daí só colocar aqui no Blog. Só que o Vá de Bici do FaceBook tem que se inscrever em todos os eventos relacionados. Isso fará com que os eventos apareçam em um calendário aqui no blog.

    Outra solução é uma lista bem simples como nesse site aqui: ww.pedalafloripa.com

    Obs. se houver algum outro canal, como lista de emails ou Yahoo Grupos, para essas coisas que não são relacionadas ao tópico, por favor nos avise.

    • lobodopampa disse:

      É uma idéia interessante e pode dar bons frutos.

      Faço porém uma advertência:

      existe uma parcela relativamente grande de usuários de bicicleta, freqüentadores de passeios, e praticantes de ciclismo (estrada, MTB, DH, BMX) e triatlon, que se caracteriza por estabelecer com a bicicleta uma relação ESTRITAMENTE lúdica.

      Nesse universo de pessoas não é incomum observarmos que os valores vigentes e a mentalidade são bastante bem alinhada com os valores da chamada “Sociedade do Automóvel” (por falta de um termo melhor; espero que me entendam).

      Eu acho que andar de bicicleta, mesmo que a pessoa bote primeiro a bici em cima de um carro para então se dirigir ao local do “brinquedo”, é maravilhoso. É melhor do que sedentarismo, é melhor do que ir de carro a um xóping e passar o dia lá, é melhor do que muita coisa.

      Porém, não acho que ESTE espaço é o mais adequado para divulgar esse tipo de atividade com esse tipo de mentalidade.

      Este espaço se firmou na blogsofera com um foco de irradiação de idéias e ações em prol da bicicleta dentro de um OUTRO contexto – e é por isso isso que as pessoas freqüentam a página – inclusive os trolls.

      Concordo com o Pablo que poderíamos ter uma maior quantidade de posts com conteúdo propositivo ou mesmo otimista; e talvez um pouco menos de posts totalmente críticos.

      Mas há que se concordar que a situação que vivemos na cidade é muito crítica, e que pouca gente está gritando ou fazendo alguma coisa – seja o que for.

      Minha opiniãozinha.

      p.s.: Sobre o “estigma da bicicleta-apenas-brinquedo”:

      https://vadebici.wordpress.com/2011/09/18/ciclismo-veicular/

      • lobodopampa disse:

        Temos um exemplo muito eloqüente de como o ciclismo pode ser incorporado e até cooptado pela Sociedade do Automóvel:

        o jornalista Poti Campos, que tem uma coluna no caderno “Sobre Rodas” de ZH, onde trata de falar da bicicleta de uma forma totalmente inofensiva – basicamente como um bem de consumo apenas – essa coluna não ‘destoa’ nem um pouco do resto do caderno, que é dedicado inteiramente à promoção da indústria automobilística.

        O mesmo Poti que é assessor do Secretário Busatto do governo municipal Fortunati (acho que não preciso dizer mais nada); o mesmo Poti que compareceu a esta audiência no MP como parte da força-tarefa da prefeitura que tentou CRIMINALIZAR a Massa Crítica:

        https://vadebici.wordpress.com/2011/12/29/audiencia-no-mp-relato-preliminar/

        Ele não está sozinho.

        Muitos conservadores (até de extrema direita) gostam de andar de bicicleta de vez em quando.

        E não, isso não é uma crítica pessoal. É uma ilustração necessária da tese apresentada no comentário anterior.

      • Pablo disse:

        Eu entendo os argumentos, mas me parece uma divisão tão pequena frente ao empreitada que temos afrente. Empreitada porque a parte mais difícil de mudar são os preconceitos e, finalmente, divisões são o terreno fértil para preconceitos: “eles isso”, “eles não aquilo”, “eles pensam”… Não é verdade?

        Se me permite ser bem sincero, do “+ amor, -motor” parece que estamos só no “-motor”.

      • Felipe X disse:

        Honestamente não vejo problema em atrairmos pessoas que vêem a bicicleta apenas pela ótica de veículo para passeio. Talvez acessando mais o site alguns deles até se inspirem a vê-la como meio de transporte. Afinal, já é alguém que pedala de vez em quando.

      • lobodopampa disse:

        Acho que não estou me fazendo entender.

        Na minha opinião, é uma questão prática: perfil do blog, espaço, comunicação.

        Se este blog fizer o que todos os outros espaços ciclismo-apenas-como-lazer fazem, vai ficar igual a eles. Só que ELES não querem ficar iguais a nós. Então a comunidade vai perder uma referência e uma voz que hoje é forte e reconhecida (até temida, ao que se ouve falar), embora seja uma voz múltipla – uma polifonia se me permitem.

        E acontece que entre as lideranças do ciclismo digamos “apenas lazer ou esporte” estão de fato personalidades bastante conservadoras, que não têm nenhum interesse na bicicleta como agente transformador.

        Exemplo contundente: acabou de acontecer na cidade um evento chamado Fórum MUNDIAL da Bicicleta. Eu não vi várias pessoas que conheço ligadas ao ciclismo “apenas-lazer-ou-esporte” lá, em nenhum dos dias. Embora a programação incluísse passeios e atividades ligadas ao esporte; claramente, a missão do Fórum, expressa em seu lema: “Pedalar para Transformar” – não é interessante para essas pessoas.

        Não são os ciclistas digamos “engajados” que não gostam de passeios e diversão e até de corridas – muito pelo contrário aliás! – é a ala pseudo-apolítica (na verdade conservadora e/ou alienada) que dá as costas para os movimentos ciclo-sociais.

      • Felipe X disse:

        Acho que temos uma discordância mesmo, só isso 🙂

        Penso que atrair pageviews por causa de divulgação de eventos através de um calendário centralizador não precisa desvirtuar a linha editorial do site, são seções diferentes do mesmo. O calendário poderia ficar apenas na página do facebook.

        A divulgação das fotos, que o Pablo mencionou, poderia ser feito pelos próprios participantes do evento, no facebook por exemplo. Se quiserem linkar no calendário, blz.

        Fora isso, há muitos eventos semanais, como o pedalegre, entre outros, que também carecem de divulgação mais organizada, o que vocês acham?

      • Pablo disse:

        lobodopampa entendo o teu ponto. Tens razão de definir um foco para o Blog. Só me preocupa um pouco essas divisões. Como esse ti-ti-ti entre os Ovolactovegetarianismo, Lacto vegetarianismo, Veganismo… chamando-os uns aos outros de radicais, ou de hipócritas e enquanto eles não se entendem existe muita gente ficando doente por comer carne em excesso.

        Obs. Não sou vegano, nem vegetariano, nem apaixonado por churrasco… apenas como bem pouca carne. Esse foi só um exemplo.

      • Felipe X disse:

        Bem, acabo de descobrir que o wordpress.org não suporta instalar plugins do wordpress e não tem um disponível de calendário “de fábrica” então assunto encerrado 😛

  6. lobodopampa disse:

    Pablo está reclamando (com certa razão) que estaria faltando amor.

    Hoje temos uma GRANDE oportunidade de praticar o amor compassivo totalmente ao mesmo tempo que praticamos o ciclismo pelo qual já somos apaixonados.

    É a Bicicletada e colocação de Bici Branca (Ghost Bike) em homenagem a Davi Santos de Moura.

    Será tbém um passeio puxado, ida e volta até a Restinga. Se alguém quiser fazer um “pega” na volta eu sou parceiro; então podemos até dar um caráter esportivo a esse evento.

    Portanto: é passeio, é bicicleta, é esporte, e é ativismo amoroso.

    Esse evento já teve 2 postagens neste blog, e NENHUMA em nenhum outro blog ou grupo de ciclismo que eu saiba.

    Vamos ver quem vai aparecer, e saberemos quem pratica ‘mais amor menos motor’ na vida real.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s