Rua Andrade Neves começa a ser alargada hoje.

A Prefeitura de Porto Alegre demonstra toda a sua insanidade e desconexão com a realidade ao retomar nessa segunda-feira as obras de alargamento da Rua Andrade Neves, no centro de Porto Alegre e ainda por cima chama isso de “revitalização”.

Na Rua Andrade Neves o trânsito de pedestres é mais intenso que o de automóveis, como em quase todas as vias do centro.

Na Rua Andrade Neves o trânsito de pedestres é mais intenso que o de automóveis, como em quase todas as vias do centro.

Esta via é uma das únicas vias do centro da capital gaúcha com as calçadas dimensionadas adequadamente para um fluxo de pedestres que é muito mais intenso que o fluxo de veículos. Isso vai mudar, o passeio público será reduzido, para que a via tenha a sua largura aumentada, pois afinal, parece que em Porto Alegre é inadmissível que os pedestres tenham mais espaço que os carros.

Num século onde toda grande cidade investe na circulação de pedestres, ciclistas e transporte público, a prefeitura de Porto Alegre faz justamente o contrário, prioriza o transporte motorizado individual, investindo pesadamente na construção de viadutos, alargamento de ruas e criação de vagas de

Em ruas como a Mal. Floriano, com calçadas inadequadas e estreitas, os pedestres se arriscam pela rua, mas prefeitura nem cogita alargar calçadas.

Em ruas como a Mal. Floriano, com calçadas inadequadas e estreitas, os pedestres se arriscam pela rua, mas prefeitura nem cogita alargar calçadas.

estacionamento. Isso tudo só contribuirá para o aumento da frota de automóveis da cidade, aumentando com isso todas as mazelas causadas por ele: congestionamentos, poluição sonora e atmosférica, atropelamentos, degradação de grandes partes da cidade, pioria na mobilidade de pedestres e ciclistas, entre outros.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

48 respostas para Rua Andrade Neves começa a ser alargada hoje.

  1. Felipe X disse:

    Essa nossa prefeitura continua destruindo a cidade!

    • Cezar Augusto Pratesd P. da Silva disse:

      Será que os planejadores (???) sequer olharam para o que Chicago esta fazendo? Estão devolvendo as ruas para os pedestres, ciclistas, etc. Os carros vão circular pelo subsolo. Olha ai turma da prefeitura, dem uma olhadinha nisto!

    • Oi ! Vou aqui me entrometer….não sei de onde vem esta informação , mas moro no centro e esta rua e suas calçadas foram refeitas agora em dezembro da mesma forma que já era…….não foi alargada…….será que vão desfazer uma obra com apenas 1 mes de vida ? bueno, quem duvida é louco ……

  2. André disse:

    lamentável… ontem mesmo escrevi sobre esse assunto para um trabalho de urbanismo:
    “Controlar o automóvel – não permitir que o tráfego se sobreponha à habitabilidade urbana: nos centros urbanos, a busca pela acomodação de carros é um jogo sem fim. A oferta de vagas sempre será inferior à demanda máxima de veículos. Cidades que alargam as vias e demolem edifícios para fazer novos estacionamentos tendem a criar progressivamente espaços indesejáveis. Quando o planejamento é orientado para tornar o trânsito de carros e o estacionamento mais convenientes, o ambiente urbano é degradado.”

  3. Pablo disse:

    Não consigo imaginar pior lugar para alargar uma rua em PoA.

  4. Lucas Aguirre disse:

    Jane Jacobs declarou que a morte das comunidades nao foi causada nem pelas drogas e nem pela cultura, mas sim pelo automóvel

    a administraçao de Poa nao leu Jane Jacobs

  5. Pingback: Rua Andrade Neves começa a ser alargada hoje « Blog Porto Imagem

  6. MARCELO BUMBEL disse:

    Isso merece passeata contra!!!!! Fim da picada, inacreditável, abominação, burrice, contra senso, atraso, poe todos os adjetivos nojentos juntos e seria pouco!

  7. Novamente, 7000 anos de historia das cidades no mundo até hoje, todas elas ou a grande maioria vivas porque foram construidas sem urbanistas e sem engenheiros de trânsito; como pode alguem acreditar que com apenas 100 anos de urbanismo e engenharia de trânsito e com muitas cidades mortas ou semi-mortas, pelo urbanismo, mal desenvolvido, mal ensinado e mal aprendido; poderão fazer intervenções sem ferir de morte as nossas cidades. As cidades são para as pessoas e não para os carros, quem quer prioridade para os carros tem que ir viver em outro lugar do planeta, será que Oakland ainda está viva com todas aquelas autopístas bonitas.
    Todas estas obras, tomara um dia sejam realmente avaliadas e devidamente detruídas e no seu lugar sejam colocados parques e plantadas muitas árvores para as pessoas curtirem.

  8. Pablo disse:

    Alguém conhece bem o Plano Cicloviário? Esse tipo de intervenção não deveria contemplar uma ciclovia?

    • Aldo M. disse:

      Claro que sim, mas nosso prefeito tá c*gando para a Lei.

    • Marcelo disse:

      Não, só quando a via está lista no Plano Diretor Cicloviário como parte da rede estrutural.

      • Aldo M. disse:

        É verdade. Mas também é verdade que a prefeitura não estão implantando ciclovias nas vias referidas no art. 19 da Lei do Plano cicloviário, como na trincheira da Anita, por exemplo:
        “Art. 19 – Todos os projetos de construção ou expansão das vias públicas
        integrantes da Rede Cicloviária Estrutural deverão incluir a implantação do
        sistema cicloviário previsto, com toda a sinalização horizontal, vertical e
        semafórica necessária.
        § 1o – Nos casos em que a implantação da via implicar construção de pontes,
        viadutos ou abertura de túneis, tais obras também deverão ser dotadas de
        sistemas cicloviários integrados ao projeto.”
        Além disso, serão implantados terminais de BRTs na Salgado Filho que irão demandar uma robusta infra-estrutura para circulação de pedestres e bicicletas no seu entorno. Mas a prefeitura faz o oposto, reduzindo o espaço dos pedestres e sequer considerando a possibilidade de trânsito e guarda de bicicletas.
        Pelo visto, o pedestre, na distorcida visão carro-cêntrica dessa prefeitura, parece que nem existe. Ou talvez, como diz aquela piada, seja apenas “uma pessoa que acabou de desembarcar do automóvel”.

  9. Rudah Azevedo disse:

    A vanguarda do atraso, quando se manifesta, é pra realizar obras que nas cidades de verdade já não são sequer cogitadas, isso tudo pra amaciar o bolso dos compadres…

  10. Álvaro Santi disse:

    Lamentável, e isso no mesmo dia em que o site da prefeitura está anunciando a implantação da ciclovia da sete de setembro.

  11. Direitos de todos disse:

    Mas esses ciclistas são muito abusados, daqui a pouco vão querer que todas as ruas possuam ciclovias, calçadas largas e muito espaço para pedestres. Há de se ter espaço para todos, até quem prefere sair de carro e a cidade em momento algum pode negligenciar o plano viário do transporte automotor. Foi uma grata satisfação ver que as obras na terceira perimetral estão saindo do papel.

    • lobodopampa disse:

      Sr. (ou Sra, ou híbrido) “Direitos de Todos”,

      em primeiro lugar não existem “ciclistas”.

      Existem pessoas. Ciclista é ciclista enquanto está em cima da bicicleta, assim como motorista é motorista enquanto está atrás do volante. Ciclista não é gênero, nem profissão (até é, em outros lugares, mas não estamos tratando de atletas profissionais aqui), nem é estado civil, não é portanto um substantivo que define o que uma pessoa é.

      E sim, de minha parte eu vou ficar muito feliz e orgulhoso desta cidade quando “todas as ruas possuírem ciclovias, calçadas largas e muito espaço para pedestres”.

      ESPECIALMENTE a parte de “muito espaço para pedestres”.

      Porque isso tudo é sinal de civilização, humanidade e bem-viver.

      A cidade “em momento algum NEGLIGENCIOU o plano viário do transporte automotor”. Esse é justamente um dos nossos maiores problemas. Negligenciamos TUDO, menos isso. Negligenciamos o transporte público, o transporte ativo e sustentável, o espaço público livre e qualificado.

      Reduzir uma calçada para aumentar a rua é a MAIOR prova disso.

    • Aldo M. disse:

      Eu vou de quatro a cinco vezes por semana de carro para o trabalho. Espero assim estar contribuindo para que os apócrifos imbecis que ainda apostam no automóvel como meio de transporte eficiente na zona urbana fiquem trancados nos congestionamentos.

  12. Pablo disse:

    Não duvido que incluam essa aberração nas “obras essenciais para a copa”

    • Aldo M. disse:

      Estou com uma dúvida inquietante: alguém sabe quem foi o sujeito que listou as tais “obras da copa” em Porto Alegre?

      • Pablo disse:

        Boa pergunta… Que tipo de estudo fizeram para decidir quais obras sairiam e quais não sairiam?

      • CORRUPTO de POA disse:

        Vamos roubar um pouco antes nesse projeto e depois vamos roubar um monte nos da copa. Precisamos pagar os jatinhos e o champagne, tu não acha que vamos pegar onibus e tomar aguá né?
        uhauhahuahuuhauhahuauhauha

  13. Eu nem acredito que ainda existam carro-trolls; pensei que tinham acabado e os poucos que ainda existiam tinham emigrado para São Paulo, atrás daquele cheirinho característico de enxofre de escapamento, que tanto encanta alguns. Mas ta certo, eles querem que fique assegurado “o direito de ir e vir” (nhe, nhe ,nhe) e o “espaço para todos”. Estes termos quase revolucionários, são usados com uma facilidade impar, mas sempre fora de contexto e de lugar. Será que estx senhxr acredita mesmo em democracia? Eu acho que existe uma confusão muito grande pululando na cabeça destas pessoas. Como alguém que ocupa as ruas preterindo ou até em detrimento ao transporte público, pode argumentar esta afirmação de “espaço para todos”. Concordo que ricos e abastados, também são cidadãos, nada contra, mas, na questão do espaço público, eu acho que a população tinha que ser consultada para opinar do valor que um carro deveria pagar de IPVA, para poder circular fora do centro e quanto para circular nas áreas centrais da cidade. Quando o pagamento para isto for justo e pelo menos tornar equivalente o uso do espaço com os prejuízos para todos os cidadãos, acredito que aí sim poderiam falar em “para todos”; mas, por enquanto e melhor ficar quietinhos, porque poucos, estão se locupletando com a utilização de espaços públicos em demasia, sem a devida reparação ao resto da população. Um IPVA justo e que redundasse realmente em reparação, mediante serviços públicos de melhor qualidade, para o resto da população, seria o caminho verdadeiro e democrático. Ninguém é obrigado a continuar respirando os gases malcheirosos dos carros de graça, em pleno século XXI; assim como não somos obrigados a pagar todas as custas de saúde destas pessoas, quando acidentadas, ou quando atropelam pessoas nas ruas, apenas reparadas com um seguro irrisório que nunca retorna aos cofres públicos que sustentam os serviços de saúde. Neste caminho de “PARA TODOS” poderíamos continuar um ano tecendo pensamentos construtivos, que só sustentariam ainda mais o hilário deste comentário escrito por “DIREITO DE TODOS”? será mesmo que é direito de todos? Parabéns Artur pela aula. Saúde PARA TODOS. Martinez

  14. Felipe X disse:

    Artigo sobre esse assunto ainda no portoimagem. Será que o que estão fazendo são vagas de estacionamento e não alargamento de rua? Nâo sei o que é pior! http://portoimagem.wordpress.com/2013/01/07/andrade-neves-vai-ser-alargada-parcialmente/

  15. Robin disse:

    Robin: Santa Babaquice Batman! Esse pessoal da prefeitura é tudo retardado ou tão querendo roubar uma graninha antes de terminar o mandato?

    Batman: É claro que eles pretendem afanar uma fortuna, antes de terminar o mandato Robin. Nós temos de empedi-los.
    Tã-nã nã nã nã nã, Tã-nã nã nã nã nã, Batman!!!

    Pena que Batman e Robin não existem mesmo. Pq isso é uma palhaçada. Querem destruir um patrimônio do povo porto alegrense pra passar carro???? VSF SEUS CORRUPTOS!!!

  16. Nossa que lamentável. O que faremos a respeito? Precisamos nos movimentar!!!

    • Luisa disse:

      ?!? Vocês quem?
      O autor do post e a grande maioria dos que comentaram aqui estão lamentando a diminuição do espaço de circulação dos pedestres. Apesar de ser um blog sobre bicicleta esse post é sobre espaço para pedestres vs espaço para veículos. Acho que tu não entendeu o problema direito.
      Abraço de uma pedestre/ciclista/motorista (nessa ordem de prioridade)

      • Luisa disse:

        Mas quando estou de bicicleta eventualmente ando pela calçada sim. Em velocidade super baixa e mantendo uma boa distância dos pedestres, das portas. Quando não for possível manter distância eu desmonto e empurro a bicicleta. Sério, assim não é nada perigoso.

    • Felipe X disse:

      O cara é tão troll que copia e cola esse texto aí em cima e cola num post a favor dos pedestres. Que mané.

  17. Luisa disse:

    Mas quando estou de bicicleta eventualmente ando pela calçada sim. Em velocidade super baixa e mantendo uma boa distância dos pedestres, das portas. Quando não for possível manter distância eu desmonto e empurro a bicicleta. Sério, assim não é nada perigoso.

  18. Denzel disse:

    Irão alargar, pois tem órgãos públicos ali e os grandões não conseguem estacionamento. Pode apostar, vão colocar em tudo placa para veículos oficiais.

  19. santiago disse:

    é a PREFEIÚRA DO DESAFORTUNATTI

  20. André Gomide disse:

    Feliz Ano Novo, mas a piada continua velha….hehehehheheeh
    Socorro…manda alguns “cidadãos” por aí pegarem seus carros e levarem nas costas…tirar espaço daquela calçada no centro bem defronte ao tudo fácil, próximo a uma agência do inss, posto de distribuição de remédios do estado onde, me arrisco a dizer, milhares de idosos transitam diariamente…..juro que eu achei que tinham repensado.
    Mas bem feito para 65% das pessoas que votaram no nosso prefeito porque acharam que ia melhorar….melhorou, vai melhorar..rsrsrsrrsrsrsrsrsr , ou estavam com preguiça de levantarem das suas cadeiras no segundo turno.
    A vontade que tenho é de ir até o local com cartazes enormes informando a população que ela perderá aquele espaço da calçada….alguém topa ir comigo amanhã?

  21. Olhando daqui de Curitiba, sempre fiquei com a impressão de que Porto Alegre era uma espécie de “Curitiba que deu certo”. Mais agitação cultural, menos cara de cenário etc.

    Ultimamente (depois daquele episódio do mascote da copa, pra ser mais exato), passei a achar que a babaquice dos governantes da capital gaúcha estava quase se tornando páreo para a babaquice dos governantes deste “pedaço da Europa” (sic) encravado no 3º Mundo.

    Tudo isso para falar do mal-estar que me dá ler esta notícia, de uma prefeitura que inicia seu mandato de maneira medíocre e estes comentários, de gente que sabe que vai ter que aturar esta prefeitura medíocre pelos próximos quatro anos.

    Aqui, num resultado inesperado, conseguimos eleger um prefeito que promete ao menos dialogar com a comunidade e temos a esperança de viver em uma cidade menos carrocrata. Que a ida do novo prefeito à posse – de bike – seja um marco. De um novo tempo em que sejamos governados por uma administração menos subserviente a Sua Majestade, o Carro. E que este novo tempo se espalhe para outras cidades, Porto Alegre incluída.

    Abraço

  22. Bacana o comentario do Guilherme Caldas, primeiro ponto, tem nome e sobrenome e as pessoas que assim o fazem desfrutam de muita credibilidade. Acredito que o novo Prefeito de Curitiba irá fazer a diferença ou melhor ja o fez, no dia da posse, transmitindo um recado a população, empreiteiras, fabricantes de carros, e outros grupos da sociedade organizada. Sinceramente parabéns e boa sorte. Saúde a todos.

  23. Mauricio disse:

    Minha querida terra natal, até quando vai ficar na mão dessa gentalha?

  24. Pingback: Pobre pedestre. | Vá de Bici

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s