Sec Busatto sobre cicloativismo e o OP

O Secretário Cesar Busatto de Governança do Município de Porto Alegre falando sobre o ciclismo e o Orçamento Participativo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

25 respostas para Sec Busatto sobre cicloativismo e o OP

  1. Olavo Ludwig disse:

    Bah, eu não sabia que o Busatto era cicloativista! 🙂

  2. Felipe Koch disse:

    Profissional do discurso.

  3. Olavo Ludwig disse:

    Aqui tem um outro vídeo da mesma reunião, que é muito bom de ver.

  4. Pablo disse:

    Concordo com o que ele disse… acho que está na hora de termos uma atuação mais política, não partidária por favor, mas política. Isso significa conseguir apoio de pessoas e empresas, levar a discussão para a mídia, OP, vereadores… decidir onde e como queremos a ciclovia, criar uma estratégia de atuação e assim por diante.

  5. Felipe X disse:

    Independente das reais intenções dele concordo com ele quando diz que os ciclistas precisam se agregar pelas causas corretas para o ciclismo, fora de partidarismos, principalmente pela implementação do plano cicloviário. Chega de usar o massa crítica para protestar contra grades, ou ficar enfrentando causas perdidas como protestos contra um viaduto que já está em obras (por mais lamentável que ele seja).

    Vamos lá!

    • Felipe Koch disse:

      Creio que a maioria dos ciclistas de POA concorda com mais de 50% do que foi dito por ele. O único senão é que este senhor faz parte do Poder Executivo da cidade e não de um “Poder Discursivo”. E o que o Poder Executivo tem EXECUTADO é uma série de desrespeitos a lei do plano diretor cicloviário, não colocando ciclovias em obras novas, tentando anular artigos cruciais da lei, sem os quais ( fonte dos recursos) ela é apenas letra morta, e ignorando-a quase completamente.
      Esse discurso sem ação correspondente é apenas belas palavras ao vento!
      Ao invés de governar a moda agora parece ser a eterna campanha política.
      Seria bom ver a execução das promessas e compromissos já firmados e não mais promessas e compromissos.

  6. Sergio Surdo disse:

    EPTC…Empresa Para Transtornar Ciclistas.

  7. Jeferson disse:

    Cara de pau. “Aquele acidente de 2010″… acidente?

  8. lobodopampa disse:

    Eu levei um tempo pra conseguir levar a sério esse vídeo.

    Ia fazer uma lista de pontos positivos e negativos.

    Os negativos não precisa mais, o Felipe Koch sintetizou tudo melhor do que eu faria:

    “E o que o Poder Executivo tem EXECUTADO é uma série de desrespeitos a lei do plano diretor cicloviário, não colocando ciclovias em obras novas, tentando anular artigos cruciais da lei, sem os quais ( fonte dos recursos) ela é apenas letra morta, e ignorando-a quase completamente.
    Esse discurso sem ação correspondente é apenas belas palavras ao vento!
    Ao invés de governar a moda agora parece ser a eterna campanha política.”

    Os positivos são apenas um, que não deixa de ser uma grande surpresa”

    – Busatto começou a pedalar. E parece que pedalar está mexendo com a cabeça dele. Se ele não se cuidar, vai virar um verdadeiro reformista. Até já andou “brigando com o Capelari”. A bicicleta salva.

  9. Gente, fico feliz de ver bons operadores do direito defendendo a causa do ciclismo, como o Aires e o Pablo, fico perplexo com o discurso do Secretário Bussato que integra o Poder Executivo Municipal e se comporta como líder de grupo ou tribo ou coisa que valha. Senhores, não adianta o Bussato vir com esta conversa enganadora de que ele apóia o ciclismo, quando do outro lado articula com a EPTC a declaração de inconstitucionalidade do artigo do PDCI, que financia as obras e as campanhas que apóiam o ciclismo, na cidade.
    Como ele falou claramente “nos tínhamos que ocupar as ruas”, “ocupar o OP”, etc. ele está ocupando o CICLOATIVISMO na maior cara de pau e nos ainda perdemos tempo assistindo a este tipo de argumentação em que a Prefeitura organiza a degola dos ciclistas.
    Estava lá o Régulo, sempre empertigado se achando que ele é alguma coisa a mais; quando na realidade é o maior articulador de todos estes trastes, que tem sido criados e chamados de ciclo-alguma-coisa.
    Concluindo, o que sim deu para tirar de toda esta reunião é que realmente os ciclistas perdemos, e estamos cada dia perdendo mais, a vontade política de organização e representação e deixamos uma longa e larga estrada vazia, para que indivíduos como o Bussato falem “NOS OS CICLISTAS”; que loucura a que ponto chegamos !!!
    Isto é o que da quando se trabalha sem plano estratégico algum nas áreas de lutas e reivindicações populares, é deixado o espaço para que coisas assim aconteçam. E não adianta querer confundir as pessoas falando de manobras de partidarismo porque os que estão ali estão por arte e graça do PMDB, PDT, PSDB, etc. vamos parar com baboseiras eles são todos agentes políticos com CC nos bolsos, o que eles não querem é outros partidos que não sejam da “BASE ALIADA”.

  10. favoviscardi disse:

    Acho mais fácil acreditar no papai noel do que no Busatto, que diz tudo pra todos mas deixa todo mundo na mão. Lembram quando ele tentou comprar o vice da Yeda?

  11. André Gomide disse:

    Nossa, devo tanta coisa para os colegas, não esqueci , mas tenho que desabafar…. desculpe a todos por erros de digitação. pois hj fui vítima de um sóciopata motorizado. Resultado óculos quebrado , rosto “lanhado”, dedos da mão feridos, pernas machucadas e meu final de ano estragado.
    Acho que inaugurei um novo esporte em Porto Alegre. Luta ciclo-romana.
    Fui atirado para calçada na sertório por uma lotação, quando mais afrente paraei para reclamar da atitude do motorista da mesma este parte para cima da minha pessoa com uma corrente de prender moto. Fui covardemente agredido, pois ao mesmo tempo de me defendia estava preocupado com crianças que estavam na via naquele momento. Consegui retirar a corrente daquela criatura e logo depois alguns trabalhadores da região nos separaram. Acabei machucando ele tb da meneira que pude pois não sou Cristo para dar a outra face,,,sinceramente gostaria de ter um décimo da paciência de Gandhi, mas não tenho. estou catando milho neste teclado e me dirigindo para uma delegacia neste momento para registrar ocorrência. Poderia minha família estar agora chorando. será que tenho coragem de enfrentar tudo e todos?. Sei, deve ser mais ciclo-chato reclamando mdo pobre motorista.
    Aí leio e vejo este tipo de manifestação do senhor Bussato, mas não ésó ele…chego a conclusão que falhei todos os dias da minha vida…pois aceitei durante anos que pensassem por mim, fui omisso . Deveria ter brigado com todas as minhas forças.
    É final de ano….e o que vc fez? olho para trás e não sei.

    Desculpe mais uma vez…é apenas o desabafo de alguém que esta se sentindo impotente, derrotado, humilhado.

    • Olavo Ludwig disse:

      Bah André, que droga! E ai Sr. Busatto, quem sabe o senhor não conversa com este motorista? Que raiva!!!!

      • André Gomide disse:

        Olavo, primeiramente obrigado e vc como está? O pessoal da EPTC presente na reunião de ontem me garantiu que será feita o que cabe a ela. Inclusive me pediram a ocorrência que pretendo protocolar na semana que vem…se o mundo não acabar hj. Até agora nada…hehehhe
        O que me machucou mais foi a alma mesmo…ficou uma ferida enorme. Mas vai sicatrizar.

    • Amigo André, nos retorna as notícias deste teu lamentável acontecimento, pronta recuperação e fica frio ódio não constroi o que constroi e a tomada de posições já que estamos num momento crítico nestas questões do cicloativismo. Saúde a todos .Martinez

      • André Gomide disse:

        Obrigado tb Martinez. Vou tomar todas as atitudes legais…naõ pretendo deixar barato não, pois não quero que haja um próximo. Detalhe, o motorista estava dirigindo até às 17 horas de ontem pois eu o vi na Assis Brasil….Que loucura, eu fiquei nervoso o dia todo e o cara transportou pessoas neste período.

  12. airesbecker disse:

    Não coloquei este post do Secretário aqui para constranger ele ou responsabilizá-lo por algo além de suas atribuição.
    O Secretário de Governança tem responsabilidade pública com as suas atribuições de função, se não as está exercendo deve ser responsabilizado nas vias próprias.

    Ninguém tem obrigação de ser a favor de bicicletas.
    O que acho é que as declarações dele foram sim bem além do que ele teria obrigação pelo seu cargo.
    Acho que ele se declarou sim em compromisso com o ciclismo por sua própria vontade.

    Não precisava ter feito isto.
    Mas fez, e acredito que ele não vai parar por aí.

    E não acho que tenha sido qualquer medida eleitoreira nem ao menos qualquer ganho político ter feito esta manifestação, pois sinceramente não é…

  13. Aires, acredito que tenhas conhecimento de alguns aspectos que nos desconhecemos, tu podes me desculpar, não vou compactuar com este Sr. Bussato; eu estive na primeira reunião com ele e fui eu quem levantou a questão do 20%, por primeira vez na reunião e fui eu que ouvi dele que “leis tem muitas” junto ao Sr. Capellari. Todo começou aí.
    Agora quando estão as cartas na mesa e muitos como tu, tiveram que lutar e lutam para conseguir que se apliquem alguns recursos, que foram recebidos e desviados para outros fins (não sei quais), tu propões uma nova visão deste senhor.
    Sinceramente não estou entendendo, como trocaste a tua postura para esta situação, não entendo mesmo; eu presenciei o que ele falou e não existe argumento político ou técnico que me leve a compactuar com ele.
    Muitos ciclistas dia a dia sofrem acidentes, são desrespeitados, são ultrajados nas ruas porque esta ADMINSITRAÇÃO MUNICIPAL, DA QUAL FAZ PARTE O SECRETARIO BUSSATO, NÃO CUMPRE COM A SUA OBRIGAÇÃO MAIOR, QUE É FAZER COM QUE A LEI SEJA RESPEITADA E O CICLISTA OCUPE O LUGAR QUE LE FOI OUTORGADO POR LEI, NAS RUAS DE PORTO ALEGRE. Quantos motoristas foram multados por não respeitar a distância segura marcada por lei para ultrapassar um ciclista?
    Eu mesmo semana passada sofri um acidente na mal-cheirosa ciclovia da Avenida Ipiranga por erro de execução ou erro de projeto da mesma, que até hoje estou lambendo as feridas dela e que foi objeto de post anterior. Ciclovia esta que não tem como usar quando chove, que tal?
    Se a questão é obrigações do cargo tem uma ali importante.
    Novamente, eles não são a favor da bicicleta; a bicicleta e o cavalo da vez que passou e ao qual querem montar por puros interesses eleitorais e/ou políticos.
    Se o que ele fala o constrange ou não; são as pessoas que julgam.
    Abraço e saúde. Martinez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s