Desrespeito: Estação de aluguel de bicicleta é desrespeitada por motorista

Carro estaciona dentro de estação de aluguel de bicicletas na Praça da Alfândega, no centro de Porto Alegre.

A foto acima foi é um flagrante da onipotência e impunidade dos motoristas em Porto Alegre e uma prova cabal da falta de cidadania e da ignorância de grande parte dos motoristas portoalegrenses. A fiscalização e a punição de motoristas infratores é estatisticamente inexistente na cidade, atestando a total omissão da EPTC para cumprir as tarefas que são sua obrigação.

Já mostramos neste blog diversos outros casos de infrações que passam impune como estacionar sobre parques e áreas verdes, sobre o passeio público e ciclovias, além é óbvio do excesso de velocidade, que é pratica corrente em todas as ruas da capital, e do desrespeito às leis que protegem pedestres e ciclistas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

48 respostas para Desrespeito: Estação de aluguel de bicicleta é desrespeitada por motorista

  1. PabloZ disse:

    Placa: JCR2299 * Situação do cadastro em 27/11/2012 – 12h36min
    Data/Hora Órgão Fiscalizador Série Infração
    Descrição Valor(R$) Local Situação

    20/10/2012 16:55 DNIT E001838930 07455
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,13 BR-386 KM 428.689 Cadastro Pendente
    07/12/2011 15:51 DAER – RS E009011751 74630
    EXC.VELOC.DE 20 A 50% MAX 127,69 RODOVIA ERS-115 km 9,970/FAIXA Paga
    Pagamento: Tipo: GAD-M Data: 09/04/2012 Valor: 102,15 Banco: Banco do B Agência: 1276
    19/01/2011 16:00 PORTO ALEGRE-RS 2263486 60501
    SINAL VERMELHO SEMAFORO 191,53 SALVADOR FRANCA NS / BENTO GON Paga
    Pagamento: Tipo: GAD-M Data: 01/06/2011 Valor: 153,22 Banco: Banco do B Agência: 1276
    23/02/2010 14:18 DAER – RS E007482575 74550
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 RODOVIA RS/342 km 155,500 – CR Paga
    Pagamento: Tipo: GAD-M Data: 02/07/2010 Valor: 68,09 Banco: Banco do B Agência: 1276
    02/09/2009 16:27 DAER – RS E007008702 74550
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 RODOVIA RSC/153 km 25,650 – PA Paga
    Pagamento: Tipo: GAD-M Data: 13/01/2010 Valor: 68,09 Banco: Banco do B Agência: 1276
    02/09/2009 12:14 DAER – RS E007008325 74550
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 RODOVIA RSC/153 km 25,650 – TI Paga
    Pagamento: Tipo: GAD-M Data: 13/01/2010 Valor: 68,09 Banco: Banco do B Agência: 1276
    24/02/2009 18:15 POLICIA ROD.FEDERAL R204104505 07463
    EXC.VELOC.DE 20 A 50% MAX 127,69 BR-290 KM-94 UF-RS Paga
    Pagamento: Tipo: RENAINF Data: 06/07/2009 Valor: 102,15 Banco: Banco do B Agência: 1276

  2. Pela quantidade e tipo de multas, dá pra ver que o motorista não respeita a lei mesmo…

  3. Felipe X disse:

    E a dúvida: foi multado?

  4. Olavo Ludwig disse:

    O que mais me indigna, nem é a falta de fiscais para multar, é a EPTC ter uma central maravilhosa de controle, filmando tudo pela cidade, e não usam estas imagens para multarem.

    • PabloZ disse:

      É bem isso aí! Para que serem as centenas de câmeras que nós pagamos? Para que serve PoA ser uma “cidade inteligente” se não usa essa inteligência para beneficiar os porto-alegrenses?

  5. Netto disse:

    Desculpa mas… PQP! Não pode ser, isso até parece montagem de tão bizarro! Parou todo torto EM CIMA do bicicletário e quase me estrada duas bikes paradas nele. Esse tipo de pessoa nem deveria ter uma CNH pq é uma verdadeira ameaça ao trânsito. Um perfeito imbecil! Sem mais…

  6. Eu sei que muitas pessoas vão me achar radical, mas sou da opinião de que se o estado não faz os cidadãos deveriam fazer. Numa situação dessas eu mucharia dois pneus do carro, isso não estragaria nada portanto eu não poderia ser processado por danos a patrimônio particular mas daria una enorme dor de cabeça para o motorista.

    • GD disse:

      Te dou uma dica melhor: leve os limpadores de para-brisa. O cara só vai notar depois de muito tempo e nunca vão saber quem foi. Além disso, quando ele usar o limpador tem a chance de arranhar o vidro. Faço isso com quem estaciona na frente da minha garagem.

      • Marcelo disse:

        Mas se ele não souber quando foi que aquilo aconteceu ele não vai saber por quê fizeram isso. Acho a técnica do Felipe melhor.

      • Então GD, é como o marcelo disse se ele não souber que a punição por ter estacionado ali ela perde o caráter educativo. Aqui em sampa, eu e alguns amigos andamos com adesivos escrito “Eu paro na faixa” com o desenho de um carro em cima da faixa de pedestre, e colamos nos carros que param na faixa sem o motorista perceber, esse funciona porque quando o motorista ver ele vai saber porque colaram, mesmo que não saiba que faixa exatamente foi.

    • Marcelo disse:

      Isso não é radicalismo, Felipe. Radicalismo é o que o motorista fez.

    • PabloZ disse:

      Se fizer isso, garanto que a prefeitura usará suas super-câmeras e rapidinho te encontrarão.

    • heltonbiker disse:

      O melhor jeito de murchar é pegar uma pedrinha do tamanho de uma cabeça de palito de fósforo, desrosquear o ventil, colocar a pedrinha dentro da tampa, e rosquear de volta até a metade. Vai murchando devagarinho até o ar acabar.

  7. andré gomide disse:

    ninguém mandou para os meios de comunicações? sei que muitas vezes não publicam , mas tem mais de um em POA/RS.
    Diga como diriges que ti direi quem é…. provérbio portoalegrense
    Será que era um “ser-humano” na direção…. ou um macaco…desculpem-me errei….macacos já foram treinados para pilotar cápsulas espaciais.

  8. andré gomide disse:

    detalhe o Cícero mandou uma e colocaram escondido no site deles….tipo assim, “eu noticiei viu” Blog do leitor….nenhuma crítica

  9. andré gomide disse:

    tá no face?????? a divulgação pode ser uma maneira de constranger quem faz isso. To muito indignado.

  10. PauloZ disse:

    Olhem este blog sobre flagrantes de estacionamento de veículos em passeios públicos: http://motorista-antissocial.blogspot.com.br/

  11. cristiano disse:

    Pode multar pelas câmeras? Se puder vai ficar tudo liberado… quem der uma erradinha ou der a desculpa de que “é bem rapidinho” vai sofrer o penalti. Se alguma pessoa parar “bem rapidinho” para ir ao banco em uma carga e descarga, ou deixar a mãe velhinha para comprar remédios em um “proibido parar e estacionar” vai ser multado. O mérito levantado é? Você vê o carro, mas sabe o que está acontecendo de verdade? Se eu estacionar perto de um hospital, na calçada, pq meu pai está morrendo e for pego por uma câmera vou ser multado? Se um Agente de transito estiver ali e ver a situação seria diferente? Não estou defendendo esse monstro, só quero saber se acham uma boa utilizar as câmeras para multar, sem identificar o infrator pessoalmente e sem saber de fato o que está acontecendo. Imagina deixar sua filha em frente a escola e parar em fila dupla por 30 segundos?,,,,, já era….. vai ser multado?????

    • PabloZ disse:

      Bem na real acho que é assim que tem que ser. As leis ou regras devem ser seguidas a risca, pisou na bola, multa! Sem choro! Agora as leis e as regras devem ser corretas e justas.

      Todo hospital deve ter acesso fácil e rápido para emergências! Nada de estacionamentos em volta ou outras barreiras. Emergência é emergência.

      Para ir ao Banco… que os bancos criem os drive through, não é por falta de dinheiro.

      Todas as farmácias tem áreas para parar rapidinho para comprar remédio. Se não tiver tem o direito e não sabem. Sei de algumas farmácias que chamam a EPTC na hora, se o cara parar e não for para comprar remédio.

      Parar na frente de escola é a mesma coisa. Que as escolas criem pontos de embarque e desembarque organizados. E se tu tiveres que levar o teu pai à emergência na hora que está um monte de pais em fila dupla usando seus 30s cada um?

      • Adriano disse:

        Vamos começar a multar os ciclistas que andam na contramão, calçadas e sem equipamento então. E pedestres que não atravessam no local correto. Vamos multas tudo e todos.

      • Não Adriano, não precisamos multar pedestres e ciclistas, porque existe uma enorme diferença entre eles e os motoristas que é o potencial de dano a terceiros. Quem tem que ser controlado, multado e obrigado a respeitar absolutamente tudo é aquele que tem poder de matar ou ferir gravemente o outro.

      • Olavo Ludwig disse:

        Vamos, pega o teu talão ai que eu vou pegar o meu!

      • PabloZ disse:

        Adriano, por isso que eu coloquei que as leis e regras devem ser corretas e justas. Elas não são corretas e muito menos justas.

    • Olavo Ludwig disse:

      Cristiano, sinceramente, se teu pai estiver morrendo tu não vai se preocupar com o valor da multa, né?
      O caso é que esse bem rapidinho pra uns atrapalha muitos outros, se não tem lugar para estacionar na farmácia chama uma tele entrega, e todas as outras situações tem alternativas legais, ou isso ou se assume a responsabilidade de se infringir a lei e paga a multa. E na real a multa é o de menos o que importa são os pontos, muita gente deveria ter sua habilitação cancelada.

    • Júlio disse:

      Aí é que está o grande erro e a causa de muitos problemas no país: o famoso “jeitinho brasileiro”. Muitos pensam assim, aí o que era “apenas uma paradinha de 30 segundos em fila dupla” acaba se transformando em um congestionamento em frente às escolas, no pior horário de movimento, porque todos os pais acham que podem dar uma “paradinha de 30 segundos”. E eu posso estar trancado neste congestionamento, junto com o meu “pai que está morrendo” ou a minha “mãe velhinha” que precisa urgentemente de um remédio e não posso me deslocar porque todos os pais acham que 30 segundos não são problemas.

    • Marcelo disse:

      Quer dizer que para outros crimes é possível utilizar as câmeras de vigilãncia, mas para infrações de trânsito, não? Nunca entendi esse dois pesos duas medidas com os condutores de automóveis, que possuem praticamente uma imunidade diplomática (embaixadores da ditadura do automóvel), permitindo que eles oprimam toda a população de uma cidade.

      É preciso que todos entendam que dirigir um automóvel na cidade é um privilégio, não um direito e qualquer um que abuse desse privilégio deveria tê-lo cassado.

  12. Guilherme disse:

    Fugindo um pouco da discussão, ótimo texto para leitura (e até pra publicação): http://www1.folha.uol.com.br/serafina/1189421-nova-york-virou-paraiso-dos-ciclistas-gracas-a-uma-mulher.shtml

  13. Alucard disse:

    Segundo informações obtidas nos arredores, o “cidadão” se chama Rodolfo Correa da Rosa… Consultando o Telelistas é possível ver o endereço deste, merecia uma “homenagem” na frente de casa…

    • Pior que merecia mesmo. Pilhava de fechar a garagem do cara com as bikes

    • andré gomide disse:

      Caso alguém tenha interesse, no google street num endereço da Miguel Tostes encontramos uma caminhonete bem suntuosa , muito parecida com a da foto, será que é a mesma?

    • Adriano disse:

      Criminalização do stalking

      Perseguição obsessiva pode se tornar novo tipo penal
      Por Luiz Flávio Gomes

      * Dentre as várias inovações apresentadas pela Comissão de Reforma de Código Penal está a criminalização (agora expressa) do “Stalking”. De acordo com a proposta o novo tipo penal constituiria um parágrafo do artigo 147, do CP. Pode ser que na redação esse artigo receba outro número.

      Vejamos como ficaria a previsão legal:
      Ameaça
      Art. 147 — Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave:
      Pena de prisão de seis meses a dois anos.

      Perseguição Obsessiva ou Insidiosa
      §1º. Perseguir alguém, de forma reiterada ou continuada, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.
      Pena — Prisão, de dois a seis anos, e multa.

      O novo tipo incriminador, se aprovado na íntegra pelas duas casas legislativas e devidamente promulgado, terá como nomen iuris Perseguição obsessiva ou insidiosa,que nada mais é do que o stalking.

      Mantida a redação acima, o sujeito passivo será qualquer pessoa, homem ou mulher. Note que estarão protegidas a integridade física e psicológica da vítima. O tipo também é bastante amplo, pois prevê punição para aquele que “de qualquer forma” atuar para invadir ou perturbar a liberdade ou privacidade do ofendido.

      Até então a prática de stalking era entendida como uma contravenção penal, prevista no artigo 65 do Decreto-lei 3.688/41 (perturbação à tranquilidade), ressaltando-se a possibilidade de aplicação das medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha, caso a perseguição estivesse relacionada ao gênero feminino.

      O novo crime (art. 147, § 1º CP) será processado mediante representação do ofendido, tratando-se de ação penal pública condicionada à representação. Tal previsão é salutar, haja vista caber ao destinatário da violência a ponderação sobre os custos pessoais a serem enfrentados pelo processamento da demanda, uma vez que, em regra, o agente provocador é pessoa de convívio próximo da vítima.

      A palavra stalking deriva da tradução do verbo to stalk, que pode ser entendido como ficar à espreita, vigiar, espiar. Trata-se de uma situação bastante comum após o desfecho de um relacionamento amoroso, no qual uma das partes não se conforma com a decisão tomada pela outra pessoa.

      Em regra, a vítima da referida síndrome é a mulher. O homem, geralmente, não aceita a separação da ex-companheira, pois no auge da patologia do apego, enxerga a mulher como sua propriedade na equivocada coisificação do sentimento. Entretanto, nada impede que a mulher pratique tais condutas em face de um homem.

      As condutas perpetradas pelo agente acometido pela síndrome de stalking perfazem um contexto de perseguição, como por exemplo: inúmeras chamadas no celular; espera na saída do trabalho; envio de presentes indesejados, como flores no trabalho da mulher; encontros provocados para constranger a vítima; envio de mensagens no celular; e outras tantas formas inconvenientes de impor a presença refutada e agredir psicologicamente a vítima.

      O stalking pode ocorrer por intermédio da internet, caracterizando-se o que se chama de cyberstalking. Na forma virtual acontece com o envio de mensagens eletrônicas, recados, convites insistentes ou ofensas e perseguição nas redes sociais, na busca incessante de manter-se próximo à vítima.

      * Colaborou Juliana Zanuzzo dos Santo — advogada, pós-graduada em Direito Civil e pós-graduanda em Ciências Penais. Psicóloga. Pesquisadora.

      • andré gomide disse:

        To morrendo de medo…….faz o seguinte. Primeiro te identifica , pois usar pseudo nome tb é passível de punição.
        CF/88 , Art. 5º, é livre a manifestação de pensamento, vedado o anonimato. O meu está aí, agora faça o mesmo.
        Não sei nem por que perco tempo com vc….não é tipificado ainda gênio…. alías, a nobre professor que esta tentando legislar é o mesmo que torna crime contra animais pior do que contra seres humanos…vc já leu a nova proposta do códico penal ou participou dos debates em alguma audiência pública?????hehheheehehheh

      • andré gomide disse:

        Estou aguardando teu nome….afinal posso considerar que está tolindo minha liberdade de expressão.
        A “liberdade para transmitir informações e idéias por quaisquer meios independentemente de fronteiras” (artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948). Sem falar na própria CF/88.

        Internet não é terra sem lei meu caro para que vc possa fazer ameaça velada e se esconder atrás de uma tela.

  14. andré gomide disse:

    Alguém sabe o itinerário da massa de sexta? Poderíamos dar uma volta pelas redondezas?

  15. Quem é nosso amigo disse:

    Além das inúmeras infrações de trânsito, que, num país decente, levariam esse meliante a perder a habilitação, pois dirigindo assim, é só questão de tempo até que ele mate alguém, há mais dados sobre nosso herói. O Tarso Genro, governador, comprou um apartamento dele, por 30 mil, na rua Duque de Caxias, em 1997. Há registros do nosso herói como “empresário”. Certa feita, ele entrou na justiça contra a Golden Cross. Junta aí: apartamento no Centro, plano de saúde, empresário, carrinho novo, e temos na nossa frente mais um bom cidadão portoalegrense. Em resumo: um bundão descontrolado e irascível, que estacionou propositalmente sobre as bicicletas, para dar uma lição nos ciclistas, esses radicais comunistas que estão ocupando uma sagrada vaga de estacionamento.

    • andré gomide disse:

      fica tranquilo que todas as informações que vc buscou são públicas e podem ser acessadas por qualquer um….é bom avisar pois tem gente que não sabe

  16. andré gomide disse:

    errata…escrevi códico….o correto é código

  17. andré gomide disse:

    anistia da pena por furto? vcs concordam? eu não….

  18. andré gomide disse:

    descriminalizar a boca de urna….a quem beneficiaría isto?eu não concordo….
    são apenas exemplos para demonstrar do que realmente devemos nos preocupar….pois se o nobre cidadão que cometeu infração administrativa no trânsito se achar ofendido ele pode muito bem pedir para que sejam identificados os manifestantes e buscar seus direitos, bem da maneira que a nossa ex-governadora fez contra os professores naquela manifestação em frente a sua casa, detalhe, ela perdeu no TJ.
    A própria CF/88( constituição cidadã ) me deu o direito de protestar e me reunir em local público.
    Não estou defendendo agressão, mas sim o direito de protestar.

  19. Lucas disse:

    Pra esses casos, só uma canetada não é necessário, por mim tinha que cassar a carta pro besta aprender a respeitar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s