Guia Para Construção de Bicicletários Adequados

A Associação de Ciclismo de Balneário de Camboriú e Camboriú divulgou um ótimo Guia Para Construção de Bicicletários Adequados. Como em Porto Alegre é extremamente difícil de encontrar “bicicletários adequados”, é extremamente importante a sua publicação e divulgação aqui. Segue o guia na íntegra:

bicicletario_1GUIA PARA CONSTRUÇÃO DE BICICLETÁRIOS ADEQUADOS

Para que mais pessoas usem bicicletas – e assim melhorem sua qualidade de vida e contribuam para a sustentabilidade da cidade -, é preciso oferecer-lhes estruturas para sua segurança e conforto, tais como ciclovias, ciclofaixas e bicicletários.

Muitas empresas possuem espaço para a instalação de bicicletários, o que facilitará o acesso dos ciclistas ao seu estabelecimento, sejam eles seus clientes ou seus funcionários. Da mesma forma, o espaço público possui áreas suficientes para acomodar bicicletários em todos os pontos da cidade, contribuindo para a que a bicicleta possa cumprir seu papel social

Os bicicletários seguros, eficientes e que não danificarem as bicicletas, aqui chamados de “bicicletários adequados”, são uma demonstração de respeito aos ciclistas e de incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte.

Apresentamos aqui um estímulo, argumentos e orientações para instalação de bicicletários adequados em estabelecimentos comerciais, órgãos públicos, condomínios e espaços públicos.

Mais informações:

_____________________________________________________________


1) O que é um bicicletário adequado?

  • Um bicicletário adequado é um bicicletário universal, seguro e cômodo: uma área destinada ao estacionamento de bicicletas, em local visível, preferencialmente delimitada, com quantidade de vagas suficiente para a demanda, dotada de suportes que acomodem todos os tipos de bicicletas sem danificá-las e que possibilitem que as mesmas sejam cadeadas no quadro, bem como que atenda as demais orientações abaixo
  • Quanto maior o porte da empresa e maior o orçamento do município, maior será a exigência de qualidade e menor será a tolerância às adaptações para que o bicicletário ser considerado adequado


2) Por quê construir um bicicletário adequado

  • Demonstra o respeito dos empresários e do gestor público pelos ciclistas
  • Oferece um alento para os ciclistas, que enfrentam duras condições no trânsito da cidade
  • Oferece mais segurança ao patrimônio dos clientes e dos cidadãos
  • As empresas são polos geradores de tráfego e precisam contribuir para melhorar as condições de mobilidade urbana
  • A promoção do ciclismo (e da mobilidade sustentável em geral) não é dever apenas do poder público, mas de toda a sociedade, incluindo a iniciativa privada
  • Contribui para a democratização do espaço público
  • Atrai e fideliza clientes e estimula o uso da bicicleta como meio de transporte
  • Possui baixo custo e alta eficiência, sendo possível estacionar 10 bicicletas no espaço de estacionamento de um carro


3) Localização e delimitação do bicicletário adequado

  • No caso das empresas, o bicicletário deve ser estar localizado o mais próximo possível da entrada do estabelecimentos, de modo a ser visível por todos (usuários e funcionários) para a segurança das bicicletas
  • No caso dos espaços públicos, o bicicletário deve estar localizado em local à vista dos transeuntes
  • O acesso ao bicicletário não pode ser impedido por entulhos, mercadorias ou outros materiais
  • Deve haver sinalização indicativa (cartaz, placa ou similar) de que o local é destinado exclusivamente ao estacionamento de bicicletas
  • Para a delimitação do bicicletário pode-se utilizar pintura no pavimento; entretanto, sobretudo em praças e áreas similares, recomenda-se o uso de piso podotátil;
  • A área do bicicletário não pode ser invadida por automóveis ou motocicletas; portanto, caso haja este risco, a simples demarcação não é suficiente e o bicicletário deverá ser segregado e protegido por mureta, cerca ou estruturas similares
  • Os bicicletários no leito de vias públicas, no lugar das vagas de estacionamento para automóveis, devem ser segregado com cerca
  • Os bicicletários no leito de vias públicas devem ser instalados ao lado das faixas de travessia de pedestres; tais faixas devem ser instaladas quando forem ausentes


4) Pavimento do bicicletário adequado

  • Recomenda-se que o pavimento do bicicletário seja confeccionado em concreto, asfalto, lajota ou cerâmica antiderrapante – o pavimento não pode ser liso e escorregadio
  • O pavimento deve ser plano, sem saliências ou cavidades;
  • O pavimento pode apresentar desnível de até 5% no sentido transversal dos suportes;
  • O pavimento pode apresentar desnível de até 5% no sentido longitudinal dos suportes, desde que seja acrescentada barreira (mureta, meio-fio etc.) para impedir que as bicicletas se desloquem
  • Se não houver telhado, o pavimento do bicicletário deve ser desnivelado (máximo de 5%), dotado de canaletas ou de outras medidas para o escoamento da água da chuva

DeclividadeDeclividade aceitável no pavimento do bicicletário. Para ver especificações completas, baixe o documento “Croquis de Bicicletários Adequados – 10 modelos” no item 12, abaixo)


5) Suporte adequado – Suporte de Encosto

  • O suporte é a estrutura para fixar as bicicletas, impedindo que elas caiam; ele é adequado quando permite que as bicicletas sejam nele encostadas em dois pontos do quadro, com as duas rodas no pavimento e que possibilite que as bicicletas sejam cadeadas no quadro
  • Tal suporte recebe aqui a denominação de genérica de “Suporte de encosto”; outras denominações, e dependendo do formato, são “Inglês”, “Sheffield”, “U Invertido” ou “R”
  • O suporte pode ser parafusado ou chumbado no pavimento
  • O suporte devem ter as seguintes dimensões: altura de 75 cm; comprimento entre 75 e 100 cm; diâmetro de 5 cm
  • O suporte deve ser fabricado em tubo de aço galvanizado ou aço inoxidável, de preferência com 2 mm ou mais de espessura da parede
  • De preferência, o suporte deve ser pintado
  • As especificação contidas aqui visam a máxima resistência e durabilidade
  • Vantagens e justificativa do Suporte de Encosto:
    É universal, pois permite o estacionamento de todos os tipos e tamanhos de bicicleta disponíveis no mercado (as bicicletas do mercado possuem aros entre 20” e 29” de diâmetro e pneus entre aproximadamente 3,00 e 7,00 cm de largura)
    É seguro, pois permite que a bicicleta seja presa com cadeado pelo quadro; por opção, adicionalmente pode-se prender também as rodas, para evitar furto somente das mesmas
    É cômodo, pois facilita o estacionamento e o acesso do ciclista à bicicleta
    Não danifica o aro, os raios, os cabos, os freios, o câmbio e outros itens e dispositivos da bicicleta
    Permite que as bicicletas sejam estacionadas de frente ou de ré
    Alta durabilidade e resistência
    Modelo internacionalmente aceito como de melhor qualidade para o estacionamento de bicicletas

Suporte encostoSuporte Modelo 1 – Parafusado no pavimento (baixe o documento
“Croquis de Suporte de Encosto – 3 modelos” no item 12, abaixo)


6) Justificativa para não usar outros tipos de suporte

  • Encaixe de Rodas:
    Torce, arranha e danifica os aros e os raios da bicicleta
    Quebra os refletores de roda e eventuais sensores de velocímetro
    Não permite que a bicicleta seja presa por cadeado no quadro
    Obriga o ciclista a se agachar para cadear a bicicleta
    Não permite o estacionamento de bicicletas com freio a disco
    Não permite que bicicletas com marchas sejam estacionadas de ré
    Não acomoda todos os tipos e tamanhos de bicicleta disponíveis no mercado
    Baixa durabilidade e resistência do suporte
  • Suporte de Guidão:
    Danifica os conduítes e alavancas de marchas e de freio
    Danifica farol, velocímetro e outros dispositivos eventualmente instalados no guidão
    Não acomoda todos os tipos e tamanhos de bicicleta disponíveis no mercado
    Não acomoda bicicletas com cestinhas dianteiras
    Não equilibra corretamente a bicicleta
    Não permite que a bicicleta seja presa por cadeado no quadro
    Baixa durabilidade e resistência do suporte
  • Suporte de Pendurar:
    Exige destreza e esforço físico do ciclista (o que não é o caso de todos os ciclistas) para erguer e acomodar a bicicleta, requerendo o auxílio de funcionários
    Exige suporte adicional para fixação de cadeado
    Não permite que a bicicleta seja presa por cadeado no quadro
    Danifica o aro das bicicletas
    Quebra os refletores de roda e eventuais sensores de velocímetro
    Não acomoda todos os tipos e tamanhos de bicicleta disponíveis no mercado


7) Quantidade de vagas

  • É necessário atentar para a a quantidade de ciclistas que frequentam o local, devendo criar um número de vagas 20% superior à demanda
  • É conveniente instalar o bicicletário em local que suporte sua expansão, pois a quantidade de ciclistas pode aumentar, estimulada pelo bom tratamento recebido
  • Em duas vagas de estacionamento de carros se podem estacionar até 20 bicicletas


8 ) Empresas e instituições sem área própria para bicicletários

  • As empresas que não possuem área própria para instalar o bicicletário podem agir da forma como segue:
    Quando houver espaço suficiente, fixar os suportes longitudinalmente na calçada, paralelamente ou ao meio-fio ou à própria edificação (ou mesmo transversalmente, no caso de calçadas bem amplas)
    Instalar o bicicletário em uma ou mais vagas de estacionamento de automóvel, diretamente na via pública
  • Em ambos os casos, o poder público deve ser ser consultado sobre a viabilidade
  • No segundo caso, o poder público pode ser instado a construir o bicicletário
  • Observar as especificações contidas no documento “Croquis de bicicletários adequados, disponível no item 12, abaixo

bicicletario na rua 2

Bicicletário “Modelo 8 – Em via pública”, para empresas sem área própria (baixe o documento “Croquis de Bicicletários Adequados – 10 modelos” no item 12, abaixo)


9) Espaçamento dos suportes

  • A distância mínima entre os suportes paralelos é de 90 cm (0,90 m) de forma a  evitar choque ou embaraçamento entre as bicicletas e consequentes danos às mesmas (estrutura geral, conduítes, alavancas, câmbio e demais equipamentos)
  • A distância mínima visa permitir a acomodação da bicicleta e o acesso à mesma para fixação do cadeado
  • Espaçamentos menores dificultam estacionar duas bicicletas em cada suporte (uma de cada lado), tornando o bicicletário subutilizado
  • Para bicicletários maiores, caso não seja possível o acesso das bicicletas por ambos os lados do bicicletário, é necessário corredor entre as fileiras de suportes
  • A dimensão do bicicletário e dos corredores leva em consideração a necessidade de espaço para manobra e desembarque do ciclista e para carga e descarga da bicicleta


10) Cobertura, iluminação e anexos

  • Não é necessário que o bicicletário seja protegido das intempéries, mas uma cobertura, mesmo que simples, será muito valorizada pelos ciclistas
  • Caso a empresa possua área de estacionamento coberto para os automóveis, o bicicletário também deverá, necessariamente, estar na mesma condição
  • É necessária iluminação noturna do bicicletário
  • É conveniente que os funcionários das empresas tenham acesso a vestuários com chuveiro e armários para suas necessidades de higienização e troca de roupa


11) Cobrança do estacionamento

  • É preferível garantir acesso gratuito aos ciclistas
  • Só será tolerada a cobrança de estacionamento das bicicletas no caso dos demais veículos também serem cobrados
  • O valor cobrado para o estacionamento de bicicletas não pode ser superior a 33% (um terço) do valor cobrado para as motocicletas, pois elas ocupam menos espaço, geram menos ruído e poluição e são muito menos custosas para efeitos de seguro


12) Croquis, esquemas e plantas

  • Croquis de Suporte de Encosto – 3 modelos
    – Modelos parafusado, chumbado e conjugado
    – Contém especificações e dimensões; conveniente para pesquisa de preços (elaborado pela ACBC): clique aqui para baixar
  • Croquis de Bicicletários Adequados – 10 modelos
    – Modelos de acesso frontal e lateral, com suportes simples e enfileirados, transversal e 45º, sobre a calçada e em via pública, de 8 e  52 vagas
    – Contém especificações e dimensões (elaborado pela ACBC): clique aqui para baixar
  • “Diagramas para construção e instalação de bicicletários” – Orientações gerais, dimensões e especificações de bicicletários adequados e de suportes de encosto compatíveis com diversas aplicações (Transport of London/Transporte Ativo): clique aqui para baixar
  • Ver também o item “14) Referências”, abaixo


Croqui geral
Bicicletário “Modelo 1 – Fileira única – Acesso único” (baixe o documento
“Croquis de Bicicletários Adequados – 10 modelos” no item 12, acima)

 

13) Exemplos fotográficos

Bicicletários Adequados
       bicicletario coberto
Bicicletários  cobertos

    
Bicicletários  descobertos
(ver mais exemplos de Bicicletários Adequados ao final desta página)

 


Suportes Adequados (de encosto)
      
Suporte parafusado                                                        Suporte conjugado

 

    
Suporte “R” conjugado                                 Suporte “R” chumbado
(ver mais exemplos de Suportes Adequados ao final desta página)

 


Suportes INadequados (não recomendados)

Suporte de roda de concreto       
Suporte de concreto para encaixe                              Suporte de encaixe que
                  da roda: entorta                                        não acomoda bicicletas com aro
                e arranha os aros                                    menor ou maior de 26 polegadas

         Suporte de roda danifica o câmbio                        Suporte de guidom danifica          
e o freio a disco das bicicletas                           os cabos  e não equilibra a bicicleta

suporte ondas 2       2013-04-09 - Bicicletário Posto Saúde 1500 BC (2b)_318x300Suporte tipo “onda” é pouco espaçoso                   Usuário prefere a placa ao suporte
e não segura as bicicletas                                  de encaixe, devido a insegurança

     
Suportes de pendurar são inadequados para estabelecimentos comerciais
porque requerem o auxílio de funcionários
(ver mais exemplos de Bicicletários INadequados ao final desta página)

 

Situações evitadas pelos bicicletários adequados
bicicleta_caida_239         bicicleta_encostada_240        bicicletas_poste
Bicicletas caídas                          Bicicletas desprotegidas              Bicicletas amontoadas

 

14) Referências

 

15) Orientações de outras organizações sobre bicicletários adequados

 

16) Conceituação

  • Bicicletário:
    Para a ACBC, bicicletário é toda área explicitamente destinada ao estacionamento de bicicletas, a qual geralmente é dotada de suportes para a fixação das mesmas
    É bastante usual, embora inadequado, que tal área não seja demarcada ou segregada, consistindo unicamente nos próprios suportes, mas sua área deve considerada aquela ocupada pelos suportes e pelas bicicletas estacionadas
    Tal denominação está de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, Lei 9.503/97: “local, na via ou fora dela, destinado ao estacionamento de bicicletas”
    Bicicletário Adequado é aquele que atende às recomendações acima (vide item 1 e subsequentes)
  • Suporte:
    Para a ACBC “suporte” é toda estrutura para fixação das bicicletas no bicicletário; a ACBC usa este termo por ser uma denominação correta e de fácil entendimento e para escapar da ambiguidade do termo “paraciclo” (ver abaixo)
    Suportes Adequados para estabelecimentos comerciais (e outros locais que não contam com o auxílio de funcionários) são os do tipo de encosto, conforme descrito no item 5, acima
  • Paraciclo:
    A ACBC não utiliza o termo “paraciclo” em virtude da falta de consenso entre os técnicos a respeito da sua aplicação
    “Paraciclo” é o termo proposto no Manual de planejamento cicloviário (GEIPOT, 2001: 98) para designar “um estacionamento de curta e média permanência, com baixa e média capacidade e com controle de acesso”, diferenciando-o de “bicicletário”, que seria “um estacionamento de grande capacidade, longa permanência e controle de acesso”
    Mais recentemente, argumentando a inconveniência desta diferenciação, alguns técnicos passaram a utilizar este termo para designar apenas os suportes para a fixação da bicicleta que estão presentes nos bicicletários
    A ACBC estimula e está atenta ao debate sobre a presente terminologia

 

17) Legislação

  • Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, Lei 9.503/97, bicicletário é o “local, na via ou fora dela, destinado ao estacionamento de bicicletas”
  • Está em curso a elaboração de um Manual de sinalização cicloviária pelo Conselho Nacional de Trânstito (CONTRAN), o qual deverá conter normas para bicicletários
  • Muitos municípios e estados brasileiros possuem legislação para o estacionamento de bicicletas em áreas públicas, condomínios, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos; clique aqui para baixar uma seleção de Leis e de Projetos de Lei sobre bicicletários (a ACBC não avaliou a pertinência técnica e social das mesmas)
  •  O Portal JusBrasil apresenta mais de 200 resultados na busca por bicicletários:  Clique aqui para acessar

18) Fabricantes de suportes adequados em Balneário Camboriú e região

A ACBC não garante que as especificações aqui elencadas sejam aplicadas pelas empresas abaixo (empresas listadas em ordem alfabética).

  • Baumetal – Av. das Indústrias, 170 – Distrito Industrial – Camboriú/SC – (47) 3365-2294
  • Tubomar – BR 101, km 132 – Monte Alegre – Camboriú/SC – (47) 3363-8824 e 9154-9393 – www.tubomar.com.br
  • Serralheria Fortaleza – BR 101, Km 133 – Tabuleiro – Camboriú/SC – (47) 3365-3885 e 9955-2323 – www.serralheriafortaleza.amawebs.com
  • Demais empresas interessadas: outras empresas interessadas em fabricar este produto devem baixar o “Croqui de suporte de encosto – 3 modelos”, no item 12, acima e clicar aqui para entrar em contato conosco e informar seus dados de contato
  • Croqui para orçamento: para solicitar orçamento dos suportes adequados junto às serralherias, forneça às mesmas o “Croqui de suporte de encosto – 3 modelos”, que pode ser baixado no item 12, acima

 

19) Outros fabricantes de suportes adequados

 

20) Bicicletários avançados e estilizados (nem todos eles recomendados para estabelecimentos comerciais)

 

21) Bicicletários super avançados

 

22) Lista dos Bicicletários Adequados em Camboriú e Balneário Camboriú

  • Clique aqui para acessar a lista em forma de Mapa e Álbum Fotográfico
  • Contém as seguintes informações: Nome do local/empresa/órgão, Endereço, Foto e Características gerais dos mesmos
  • Entre em contato conosco e nos informe sobre a localização de bicicletários adequados nas duas cidades

23) Bicicletários e Suportes Adequados – Imagens adicionais
Clique aqui para ver o álbum fotográfico no PicasaWeb

 

24) Bicicletários e Suportes INadequados – Imagens adicionais
Clique aqui para ver o álbum fotográfico no PicasaWeb

 

25) Autoria e direitos deste Guia

  • Este Guia foi elaborado pela Coordenadoria de Mobilidade da ACBC – Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú e Camboriú – www.acbc.com.br
  • Coordenador de Mobilidade da ACBC: André Geraldo Soares
  • Link para este guia no sítio da ACBC: http://www.acbc.com.br/mobilidade/guia-bicicletario/
  • Este Guia está sendo continuamente atualizado e aperfeiçoado
  • Este Guia pode ser copiado e distribuído livremente, desde que citada a fonte
  • Não é conveniente reproduzir este Guia (ou carregar sua versão em PDF) em páginas da internet, uma vez que ele está sendo continuamente atualizado;
  • A ACBC acolhe sugestões, críticas e avaliações para este Guia; clique aqui para entrar em contato


26) Versão PDF do “Guia para Construção de Bicicletários Adequados”

  • Última atualização deste Guia: 07/11/2012; 22/12/2012; 24/07/2013; 25/07/2013
  • Clique aqui para baixar a versão atualizada em PDF deste Guia + Croquis de Suportes + Croquis de Bicicletários Adequados
  • Opcionalmente, clique aqui para visualizar e baixar no DropBox

 

_________________________________________________________________

Logo ACBC Integral - Pq

 

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Guia Para Construção de Bicicletários Adequados

  1. Felipe X disse:

    prefeito!

  2. Muito bom, e Capellari em casa descansando

  3. Reblogged this on Blog Porto Imageme comentado:
    Add your thoughts here… (optional)

  4. PabloZ disse:

    Que legal! Parabéns pelo post! Agora não tem essa da prefeitura dizer que não sabe como é que se faz.

  5. Pingback: Guia Para Construção de Bicicletários Adequados « Blog Porto Imagem

  6. artur elias disse:

    Maravilha. Muito completo. Se os projetistas conhecerem só o primeiro item ali da bibliografia – Diagramas para construção e instalação de bicicletários – já estaria ótimo.

  7. andré gomide disse:

    Perfeito, neste tipo de situação é possível que um vereador legisle se não estou enganado.

  8. Gabriel disse:

    Mto bom artigo! Além do já citado no número 3, eu adicionaria também a recomendação de que em grandes espaços (campus de universidade, por exemplo) fossem criados vários bicicletários menores e distribuídos pelo campus ao invés de um único local gigante e isolado para estacionamento, como normalmente acontece para os carros. Isso só incentiva o uso da bicicleta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s