Dados da licitação da Ciclovia da Sertório

Através do Portal Transparência da PMPA, tem-se acesso a documentos como licitações de obras de várias secretarias. Achei os da licitação da Ciclovia da Sertório nessa página. Todos os documentos estão em DWG (arquivo AutoCAD).

Foto: Fernando Gomes

Página para acessar os arquivos em png: http://inf.ufrgs.br/~gsfarias/sertorio/

Veja como será o traçado no Google Maps: [link]

Anúncios
Esse post foi publicado em ciclofaixa, Plano Cicloviário, Porto Alegre. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Dados da licitação da Ciclovia da Sertório

  1. Daniel Serafim disse:

    Visualizador grátis de arquivos DWG
    http://www.baixaki.com.br/download/dwg-viewer.htm

  2. Gustavo disse:

    Em png aqui: http://inf.ufrgs.br/~gsfarias/sertorio/
    via mista de 2,5m em cima da calçada, pelo que eu entendi

    • Gustavo disse:

      Ps, data de modificação dos arquivos: 2008 :/

      • Daniel Serafim disse:

        estava vendo agora isso também. que absurdo a demora entre projetar e entregar….
        agosto de 2008 é um dos que eu vi aqui
        imagina, em agosto de 2012 fazem 4 anos e nada foi feito de visível na sertório em prol da bicicleta.

      • Aldo M. disse:

        E o projeto já começou mal. Uma avenida de duas pistas deveria ter sempre duas ciclovias ou ciclofaixas unidirecionais. Como sempre, partiram do princípio que não há espaço sobrando – se for para bicicletas.

    • Melissa disse:

      Obrigada, Gustavo! Só tá faltando o 04 e o 35.

  3. Jeferson disse:

    Fica claro que a responsabilidade por essas mortes é da completa leniência e irresponsabilidade da EPTC. E a ZH, mais uma vez, deixou implícito aqui e ali que a responsabilidade é do ciclista, por andar junto aos carros. Um jornaleco criminoso somado ao um órgão de trânsito criminoso só poderiam resultar num trânsito criminoso.

    • Aldo M. disse:

      Eu acho que sempre dá para analisar uma reportagem pelo título. O desta é: PERIGOS NO PEDAL. Diz tudo: A vítima é que é perigosa (!).
      Na foto da reportagem, aparece um caminhão com reboque passando ao lado de uma bicicleta. Esse tipo de veículo deve transitar a no máximo 40 km/h nas áreas urbanas das cidades europeias. Se esse limite fosse adotado aqui, as “bicicletas” ficariam mais seguras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s