Porto Alegre 14:30-15:30.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Porto Alegre 14:30-15:30.

  1. Olavo Ludwig disse:

    Isso é hora desse bando de vagabundos fazerem massa apocalíptica???? Vão trabalhar!!!!

  2. Fernando disse:

    Tá mais que na hora permitir que se ande à 70km/h em Porto Alegre….ahauhauahauh

  3. Rafael Zart disse:

    Desde que começaram as aulas, tá tenso. Na boa, voltou mais carro do que foi pra praia… deram cria no litoral.

  4. Que legal gente, to chegando mais rápido ao trabalho no Menino Deus, justamente as 14:30. Isso aí vamos reeleger o Fortunati e equipe. Marcelo te superou.Saúde e paz.

  5. Sergio Surdo disse:

    Assisti este vídeo instantes antes do almoço. De tanto odiar carros, perdi o apetite. Valeu, grande Marcelo.

  6. Diego Alves disse:

    Desculpa ser chato, mas trafegar “costurando” é errado não? O correto é ocupar a faixa da direita e aguardar o trânsito. We Are Traffic = Devemos seguir as leis de trânsito. Não achei um bom exemplo o vídeo. Abraço, Diego.

    • Marcelo disse:

      Diego, só é proibido trafegar entre os carros se eles estão em movimento, quando os carros estão parados, tanto bicicletas quanto motos podem usar os “corredores” que se formam.

      O Artigo 56 do Código de Trânsito, que proibiria “motocicletas, motonetas e ciclomotores” (mas não bicicletas!) de trafegar entre filas de carros parados foi VETADO pelo presidente Fernando Henrique Cardoso.

      A bicicleta deve usar os “bordos da pista” segundo o CTB, de preferência o direito, porém se for fazer uma conversão à esquerda, use o esquerdo.

      É o que eu procuro fazer sempre que pedalo.

  7. Fernando disse:

    Que faixa da direita?! Se as leis devem ser seguidas de “olhos fechados”, então o ciclista não pode baixar de 30km/h nas grandes avenidas, já que a velocidade mínima é a metade da máxima!

  8. heltonbiker disse:

    O CTB fala que a bicicleta deve andar na sarjeta, e andar em fila indiana quando em grupo, o que está perfeitamente dentro de uma engenharia de trânsito focada em estrada, cuja lógica é de que o carro é um veículo rápido, a bicicleta é um veículo lento, e o espaço público urbano é um lugar de passagem.

    O que diz o Código sobre a forma correta de uma bicicleta ultrapassar um outro veículo?
    Como fica o “take the lane” quando tudo está parado?

    Perguntas sem resposta… (?)

    Agora, se quiser ver um vídeo de mau exemplo MESMO, veja este:

    • Diego Alves disse:

      Se a lei não é a ideal, lutemos para mudar a lei. Até lá, cumpramos a vigente. Se queremos o respeito das leis por parte dos motoristas, devemos respeitar também. Sei que a minha opinião desagrada a maioria, mas enfim, democracia é assim.

      • Jeferson disse:

        A lei diz que a bicicleta deve trafegar nos bordos da pista. Nao especifica quais bordos. Nao ha nada que diga que eh no bordo direito.

      • airesbecker disse:

        As Leis não foram feitas para as bicicletas.
        As bicicletas não têm espaço reservado para tráfego.
        São proibidas nas calçadas.
        São proibidas nos parques.
        E o bordo da pista é um espaço que não existe, pois nem a sua definição é possível.
        O que significa bordo da pista?
        Se a pista tem a largura necessária para trafegar um carro, utilitário, ônibus ou caminhão!
        Onde fica o espaço reservado para bicicleta então?
        Não existe!
        É como dizer que as bicicletas podem transitar no final do arco-íris!
        Será que bordo da pista é o meio fio, a linha que separa o passeio da pista de rodagem?
        Pois se não for no limite então é dentro da pista, se for no meio da pista ou no primeiro ou segundo terço da pista não importa!
        Dizer que o ciclista deve trafegar no bordo da pista significa que este deve procurar o limite externo da pista, sua linha limite, para deixar o espaço da pista livre para o trânsito dos veículos automotores.
        Esta definição de bordo da pista só tinha sentido quando as ruas não tinham faixas sinalizadas com a largura exata necessária para o tráfego de um veiculo de grande porte.
        Em uma época onde as ruas eram amplas e o tráfego de veículos era esporádico.
        Assim as bicicletas andavam mas pela direita e os carros andavam mais pelo centro da pista, em ruas amplas e sem conflitos.

        Estas discussões de colocar limites nos ciclistas querendo dizer que estes não respeitam a Lei são bobagens.

        A verdade é que nenhum ciclista respeita a Lei mesmo, pois a Lei não foi feita para ser respeitada pelos ciclistas, a Lei foi feita para deixar os ciclistas na margem do tráfego, em situação ilegal mesmo, pois a Lei foi feita para criar o tráfego que nós temos, a Lei foi feita para criar isto que está aí, para favorecer o tráfego automotivo.

  9. Aldo M. disse:

    Sabemos que a Lei não diz para as bicicletas andarem na sarjeta, Helton. Mas foi escrita de forma que muitos achem que é isso mesmo. E prestem atenção: a lei fala em bordos da pista e não bordos da faixa. Se houver mais de uma faixa no mesmo sentido, bordos da pista são as faixas do lado esquerdo e direto. E mais, pra valer, só não pode fazer aquilo que é considerado infração de trânsito. E não há nenhuma infração prevista para o ciclista que ocupar toda a faixa de trânsito (muito pelo contrário), trafegar pela esquerda, no meio da avenida ou lado a lado com outros ciclistas. Não vamos querer ser mais realistas que o rei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s