Audiência Pública sobre estacionamento subterrâneo na Redenção

Na sexta-feira, 16 de março, às 17h, haverá uma Audiência Pública sobre a implementação de estacionamento subterrâneo no Parque da Redenção (sob o Parque Esportivo Ramiro Souto). A audîência será no Auditório da Secretaria Municipal de Administração (SMA), na rua Siqueira Campos, 1300, 10º andar, no centro de Porto Alegre.

É importantíssimo que nós compareçamos em massa para não deixar o modelo carrocêntrico seguir esticando seus tentáculos por Porto Alegre.

Estacionamento subterrâneo na Redenção significa:

  • Incentivo às pessoas irem de carro ao parque e adjacências, causando:
  • Mais congestionamentos, com maior fluxo de carros pelos bairros adjacentes;
  • Mais poluição;
  • Possíveis mudanças viárias nos arredores para comportar o maior fluxo de veículos, reduzindo espaços verdes e de pedestres;
  • Possível corte de árvores.

Qualquer especialista em mobilidade sabe que quanto mais se cria infraestrutura para carros, mais as pessoas vão usar o carro, criando assim um ciclo vicioso que degrada as cidades e culmina numa perda de mobilidade para todos, com mais congestionamentos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para Audiência Pública sobre estacionamento subterrâneo na Redenção

  1. airesbecker disse:

    Só para constar a minha ideia, que estou inclusive colocando em prática mediante representação no Ministério Público em inquérito contra a Prefeitura Municipal é de supressão de vagas nas ruas para liberar espaço para as ciclo-faixas previstas no Plano Cicloviário.
    Considerando a possibilidade de supressão de vagas na rua, para melhorar a mobilidade urbana.
    Considerando a necessidade de portadores de necessidades especiais, idosos e gestantes, é possível que seja importante que hajam vagas de estacionamento especialmente direcionadas para uso exclusivo destas categorias.
    Supondo a possibilidade de reordenamento de prioridades no tráfego de Porto Alegre é possível que o estacionamento subterrâneo seja uma boa alternativa desde que orientado para a supressão das vagas no nível do solo e com uso preferencial para uso de categorias com necessidades especiais.

    • Marcelo disse:

      Aires, eu também acharia interessante essa troca sai estacionamento de superfície e entra estacionamento subterrâneo pago. Em uma quadra, estacionam menos de 20 carros. Para fazer essa troca, digamos que o estacionamento tenha 500 vagas, seria preciso eliminar os estacionamentos de superfície em 25 quadras. A prefeitura NUNCA vai fazer isso, eles já deixaram isso bem claro.

      • pedrolunaris disse:

        Eu posso considerar a possibilidade de estacionamentos subterrâneos se criarem uma LEI que diga que, para que passem a existir, tem que se retirar estacionamentos das ruas e liberar o espaço para pedestres e/ou meios alterantivos ao carro de transporte. Além disso, mediante uma avaliação de impacto ambiental por algum órgão isento de vantagens na construção do estacionamento, com acompanhamento aberto ao público para evitar propinha por parte de quem se interessa por ter um estacionamento subterrâneo.

        Além disso, estacionamentos públicos não é um direito constitucional. Não deveria ser uma prioridade de uma administração pública. Inclusive, pode-se levantar forte argumento de que, ao contrário do que o senso comum traz, a ênfase na cultura carrocêntrica (e, portanto, nos estacionamentos), é ANTI-CONSTITUCIONAL, já que, me realidade, diminui as possibilidades do ir e vir e privatiza espaços públicos de maneira extrema. Uma administração séria deveria parar de se preocupar em criar espaços para carros, criando formas de que a população possa se locomover bem, com conforto e eficiência, de maneira econômica, a qualquer hora do dia. Ter carros deveria ser mais caro. Assim, quem quiser optar por esse modal, pode fazê-lo inclusive com mais conforto, pagando proporcionalmente pelo espaço que ocupa e as desvantagens que traz para a organização urbana, quando a maioria da população tem a opção viável de se locomover de outras maneiras.

      • Olavo Ludwig disse:

        Pois é, eu também acharia ótimo retirar o estacionamento de cima e colocá-lo para baixo, mas só se tivesse uma lei como fala o Pedro. Na verdade seria muito bom se colocassem todo o trânsito de veículos motorizados para baixo e na superfície fosse permitido apenas trânsito de pedestres e ciclistas, ou ainda no máximo uns triciclos elétricos com limite de velocidade em 25km/h.
        Voltando à realidade (ou pelo menos u pouco mais próxima dela:
        A lei poderia ser bem simples, para a permissão para a construção de um estacionamento subterrâneo poderia ser vinculada a proibição de estacionamento na rua em um raio de 3km dele. Fica muito fácil de controlar. Além disso poderia se anexar a esta lei que para permissão de novos estacionamentos privados em qualquer lugar estivesse vinculado a proibição de estacionamentos na rua num raio de 1km do local.

    • Fernando Filho disse:

      Quais argumentos jurídicos tu pretendes usar para solicitar a supressão de vagas?

      • airesbecker disse:

        As vagas são ilegais ela estão sendo indevidamente usadas sobre a Rede Cicloviária Estrutural, que foi criada pela vigência do Artigo 26 da Lei Complementar 626, que Institui o Plano Diretor Cicloviário Integrado e dá outras providências:

        Art. 26 – Constitui a Rede Cicloviária Estrutural o conjunto de vias representadas na figura 2 do anexo 1 e descritas no anexo 2, as quais deverão receber infraestrutura para o tráfego de ciclistas.

        Art. 27 – A Rede Cicloviária Estrutural é definida de acordo com os seguintes aspectos:

        I. melhoria da segurança nos locais de maior ocorrência de acidentes envolvendo ciclistas;
        II. atendimento aos eixos com maior demanda prevista para o ano de 2022;
        III. atendimento aos principais deslocamentos entre origens e destinos – geradores de demandas;
        IV. geração de benefício social, visando a melhoria da mobilidade e acessibilidade em locais em que a população faz poucas viagens;
        V. integração do modal bicicleta com os demais modais de transporte público; e
        VI. formação de uma rede cicloviária que abrange as principais regiões do Município de Porto Alegre.

        Este é um espaço público que nos é roubado pela administração pública.
        A prefeitura ilicitamente desvia o uso desta rede para o modal não prioritário.

  2. Melissa disse:

    Como essa audiência está um pouco longe, vamos dar uma relembrada dois dias antes e fazer uma convocação pelas redes sociais. Há muita gente interessada nisso (no sentido de não aprovar a obra ou criar restrições), mas precisam ser lembradas.

  3. Melissa disse:

    Eu acho interessante fazermos um adesivo pra colar na roupa de quem é contra o estacionamento e estiver lá na audiência. Imaginem que lindo a maioria com esse adesivo.

  4. Não sou a favor de estacionamento de carros nem nas ruas e, tampouco subterrâneos, sou a favor de que se fizessem os estacionamentos por andares! Isso tem outro nome? Vi que tem sistemas de estacionamentos sob trilhos móveis e muitos projetos de estacionamentos pelo país a todo vapor!

  5. lobodopampa disse:

    Essa vai ser uma briga “boa”. Vou começar a afiar a lança e encilhar o Rocinante, esses moinhos de vento não perdem por esperar hehehe.

  6. OI
    Estou produzindo material sobre este tema, o estacionamento subterraneo na redenção, para apresentar em aula. Gostaria de entrar em contato com o autor das postagens, Marcelo ou outro responsável pelo blog que conheça do assunto para conversar comigo a respeito.

    Desde de já obrigado.

    • Marcelo disse:

      Diga lá!

      • Luis Alexandre Merolle disse:

        Oi

        Preciso gravar um depoimento em video para compor um telejornal, que vai ser passado em aula, sobre esta discussao do estacionamento subterraneo. E no caso alem de especialistas e orgaos oficiais gostaria
        da declaracao de alguem envolvido
        com movimentos sociais relacionados ao transito. Entao gostaria de saber se poderia ser vc ou se teria alguem para recomendar.

      • Marcelo disse:

        Pode ser comigo, tens como aparecer na Oficina Comunitária da Cidade da Bicicleta hoje a partir das 16h?

      • Luis A. Merolle disse:

        Não pude ir nesta segunda já tinha algo agendado que demorou mais do que previ.
        Poderia ser segunda que vem?
        Posso ir ai direto para gravar?

  7. Luis Alexandre Merolle disse:

    Poderia ser semana que vem?
    Posso ir ai direto para gravar. Ou gostaria de conversar antes?
    Posso passar somente para a conversa apartir das 17:00.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s