Relembrando o Chris

 

Em véspera de grandes bicicletadas é legal relembrar o Chris:

 

“Objetos inanimados não têm luta de classes; ver as pessoas dentro dos carros como inimigos é um enorme erro político. Motoristas não são o inimigo, e sim nossos aliados naturais! Esse pessoal, preso no trânsito, dentro de carros ou ônibus, são claramente mais parecidos do que diferentes dos ciclistas que estão temporariamente alterando o ritmo da vida urbana ao tomar as ruas pedalando. O objetivo da Massa Crítica, na minha opinião sempre foi criar um espaço celebratório convidativo que seja tão contagioso que pessoas que ainda pedalam pouco sejam atraídas, de maneira irresistível, e queiram experimentar aquilo.  Se você ofende pessoas ou tenta fazê-las se sentir culpadas ou constrangidas, existe pouca chance de que elas venham a mudar a maneira como pensam e, por conseguinte, mudar seu comportamento. Nosso prazer é mais subversivo do que nossa ira e, para muitos, é difícil lembrar disso no calor das ruas.”

Nós gostaríamos que as pessoas se comportassem de maneira bacana e respeitosa, porque elas querem fazer isso, e porque isso é mais subversivo do que mostrar raiva e atitude confrontacional!”

Chris Carlsson – trechos de Protesto ou Celebração? Ou Algo Ainda Mais Profundo?


 

Anúncios

Sobre lobodopampa

Falar de si mesmo é contraproducente. Ah: lobodopampa e artur elias são a mesma pessoa (eu acho).
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Relembrando o Chris

  1. André disse:

    Grande Chris.
    Por isso é mais do que hora de abandonar os 3 gritos de guerra polarizadores de “nós versus eles” como “mais amor menos motor”, “bicicleta um carro a menos” e “aha haha eu não pago ipva”.
    Música = convidativa a alegre.
    Gritos de guerra = agressivos e excludentes.

  2. Parece que está novamente ficando de moda a nossa antiga frase “paz, amor e flores” será que esta teoria nunca morreu… bom o ano aquele nem terminou… só aquela guerra terminou, alguns anos após… olha que pais bonito é hoje o Vietnã, muita paz, muito amor, muitas flores. Esta luta se ganha com muita paz, com muito amor e com muitas flores, porque tem muita gente com ódio injustificável e com muita pressa para chegar de carro, a algum lugar. Será que alguém ainda acredita que “time it’s money” será que tem algum tolo assim? Saúde, paz, amor e flores.

  3. Melissa disse:

    “Nosso prazer é mais subversivo do que nossa ira”

  4. macchina13 disse:

    é verdade André. Nós falamos as coisas e ‘as vezes não nos damos conta que elas podem dar mais raiva ainda, ao invés de atrair as pessoas. A gente diz os gritos de guerra mas a única pessoa em que eles causam efeito é em nós mesmos (que já andamos de bike). Legal a idéia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s