Na Inglaterra também há motoristas homicidas…

…só que lá eles vão presos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Na Inglaterra também há motoristas homicidas…

  1. Francisco disse:

    O problema é que aqui há impunidade para motoristas e para ciclistas também, pq a maioria dos ciclistas não respeita as leis de transito andando na contra não, passando sinal vermelho, transitando em locais proibidos…

    • Marcelo disse:

      Existe uma gigantesca diferença entre um motorista e um ciclista irresponsável. O potencial de destruição de um automóvel é centenas de vezes maior que o de uma bicicleta, por isso é tão importante ser rígido com os condutores de automóveis.

      O ciclista muitas vezes precisa quebrar as regras (que não foram feitas pensando nele) para garantir a sua própria segurança. Ou você acha que um idoso realmente deveria ser proibido de subir a Protásio Alves pela calçada na sua bicicleta, você acha que ele teria alguma chance com os carros na Protásio Alves.

      • Francisco disse:

        Não há diferença nenhuma irresponsável é irresponsável, as leis são feitas e devwm ser sempre seguidas, toda hora eu vejo ciclistas andando na contra mão e reclamam quando são chamados a atenção, no transito, entre ciclistas, motoqueiros, motoristas e pedestres não há vítimas. Não adianta reclamarmos por respeito e punibilidade se não respeitarmos as leis de transito.

      • Marcelo disse:

        Não há diferença?
        Morrem 40 mil pessoas por ano só no Brasil, vítimas do trânsito.
        Quantas delas foram mortas por ferimentos causados por bicicletas? Os ciclistas e os pedestres pagam caríssimo pela sua “imprudência” no trânsito, pagam com suas vidas, pois ao contrário de motoristas, não estão protegidos dentro de uma jaula de metal.

        Precisas ler:
        https://vadebici.wordpress.com/2012/02/09/atropelamentos-na-imprensa-cultura-do-medo-touro-na-loja-de-porcelanas/

    • Olavo Ludwig disse:

      Francisco, a questão de andar na contramão, realmente é muito ruim para o trânsito em geral, muitos ciclistas andam na contramão por ter uma ilusão de segurança, é um erro, e é preciso muita campanha educacional para corrigi-lo. Mas não dá para comparar o poder destrutivo de um erro de um ciclista com o poder destrutivo de um erro de um motorista, além disso motorista faz curso para receber uma habilitação de direção e pelo CTB deve sempre zelar pela segurança do mais fraco.

      Assim, muito antes de se querer punir ciclistas (que já são punidos na prática) tem que se fazer muitas campanhas educativas e além disso exigir comportamento exemplar de quem tem maior poder destrutivo.

  2. Marcelo parabéns pela tua luta, vamos continuar e deixa de lado os caras que querem encontrar justificativas para a criminalidade veicular; falar do desrespeito as leis de trânsito dos ciclistas e como falar de que “….a formiga violentou sexualmente o elefante…” Enquanto isto as mortes, os ferimentos graves e os atropelamentos produzidos por todo tipo de veiculo motorizado continuam, as famílias choram as vítimas e depois entram para fundações pregando a luta contra esta violência. Sinceramente nem falo mais, nem gasto mais minha saliva nem meus argumentos, com as pessoas que falam que os ciclistas não respeitam as leis de trânsito. E só parar dois minutos tão somente numa esquina de Porto Alegre (pode ser na esquina de Praia de Belas com a Ipiranga que é um cruzamento emblemático do desrespeito as leis de trânsito) e olhar a quantidade de infrações de trânsito cometidas por motoristas de veículos automotores, para concluir quem está errado neste problema. Bicicleta!!!!!!!!!!!!!!!!!!…………. um carro a menos!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Francisco disse:

    Foi um acidente…

  4. Beto Flach disse:

    Nossa!

    É incrível perceber que a Escola de Atropeladores Potenciais Ricardo Neis continua formando seguidores e acumulando adeptos. Triste futuro pra um mundo que não suporta mais este tipo de pensamento. E ainda há que se ache inteligente ao se revestir do falacioso discurso da responsabilidade para acometer culpa aos mais fracos, aos incapazes, aos excluídos e por aí vai.

    Seguramente, com este nome, um dos maiores expoentes da luta ambiental e da paz mundial, originário de Assis, deve ter se revirado no túmulo.

    Abraço e desejos de que o raciocínio volte ao caminho correto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s