Pedal Voador

>

Pedal voador

leva a gente a pisar os céus
sempre à nossa frente
A nos puxar num véu sustentável
impulsionando o sonho de voar
pertinho do chão
os pés pincelando os céus

a cada pedalada pincelando a paisagem
limpando a visão com os pés de pincel

Pedal asas dos nossos pés
Asas aos nossos sonhos
sonhos de voar deitados
Um tiro em linha Reta
no tapete mágico
de uma bicicleta
Me leva
O pedal voador

 

© Risomá Cordeiro, 27 fev 2012


>

Anúncios

Sobre lobodopampa

Falar de si mesmo é contraproducente. Ah: lobodopampa e artur elias são a mesma pessoa (eu acho).
Esse post foi publicado em Arte, Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

6 respostas para Pedal Voador

  1. Gostaria muito de agradecer ao meu grande amigo artur a homenagem de publicar minha poesia
    Pedal voador é o nome da minha marca de modelos de reclinadas feitas por encomenda, o site ja esta em construçao pelo reclineiro Daniel…a marca é Pedal voador …o imail pra contato é risobike@gmail.com …. Risomá Cordeiro

  2. Elaine disse:

    Meu querido!!!!!

  3. Abram alas para as bicicletas

    Veraneio em Torres e lá me permito, ou melhor, a praia me permite, esquecer o carro na garagem por vários dias. Além de caminhar muito, elejo um outro meio de transporte – a bicicleta. Em Porto Alegre, confesso que não pratico o hábito e por variados motivos. A falta de tempo poderia ser um deles, mas nisso eu poderia dar um jeito para ficar mais perto da minha bicicleta. Os outros motivos são: falta de segurança e falta de ciclovias na cidade.
    Bicicleta sempre me lembra infância, liberdade, independência. Mas, hoje, bicicleta também é atitude, é alternativa, é condutora de consciência ecológica e de ideias sustentáveis, meio de transporte saudável e barato para quem o tem.
    Porto Alegre, na última semana de fevereiro, vivenciou o primeiro Fórum Mundial da Bicicleta, quando cerca de dois mil participantes vindos de outros estados e até de outros países como a Inglaterra, chamaram ainda mais atenção para a nossa velha amiga bicicleta.
    Impulsionados pelo absurdo e inesquecível fato do atropelamento coletivo de ciclistas ocorrido em 25 de fevereiro de 2011, a proposta de realização do fórum nesse período do ano dá continuidade à luta de todos que adotam esse meio de locomoção como estilo de vida e que buscam espaço e respeito.
    A hora é mesmo agora e estamos numa boa onda crescente de divulgação, esclarecimento e conscientização sobre o maior uso de bicicletas. A nossa capital finalmente começa a botar para frente alguns projetos de obras e melhorias que, pela primeira vez, pensaram na inclusão de ciclovias. Creio que o primeiro passo foi dado para despertar a cultura da bicicleta em Porto Alegre. Escutei a fala da arquiteta inglesa, Fiona Roy, especialista em mobilidade urbana, que está certíssima quando defende que o tema circulação de bicicletas seja incluído no currículo das escolas brasileiras. Ela disse que na Inglaterra as pessoas tem que aprender como utilizar uma bicicleta quando crianças e que nas escolas há cursos de como se comportar nas ruas e estradas. Essa proposta é muito inteligente, pois nada mais certeiro e econômico do que agir na prevenção. Na infância é que aprendemos a ter respeito e boa conduta, sem contar que os pequenos acabam por contagiar seus pais. Devemos abraçar essa causa, cultivar e ensinar nossas crianças dos benefícios desse transporte que faz bem à saúde e ao ambiente.

    Mônica Leal – jornalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s