Números

Brasil tem 35 mi de carros e 70 mi de bikes

Talvez seja difícil de acreditar, mas a bicicleta é o meio de transporte mais usado no país. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclo­­­motores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o Brasil é o 3.º maior produtor e o 5.º maior consumidor de bicicletas do mundo, com 5,7 milhões de unidades produzidas e consumidas em 2009. Enquanto existem cerca de 35 milhões de carros nas ruas do Brasil, segundo o Departamento Nacional de Trân­­­sito (Denatran), o número de ma­­grelas atinge o dobro: são 70 mi­­­­lhões de bikes circulando.

É difícil visualizar tantas bicicletas pelas ruas porque elas se concentram mais nos bairros. Dados da Abraciclo mostram que apenas 18% das bikes são usadas para fins recreativos e esportivos. No Brasil, 50% dos ciclistas usam como o principal meio de transporte.

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), com 2.825 pessoas de Curitiba, mostra que 86% dos ciclistas usam a bicicleta para ir trabalhar. Para 43% dos ciclistas, o maior problema é a falta de ciclovias. Para 41,3% dos usuários, a maior dificuldade são a falta de respeito dos motoristas.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1117199&tit=Ciclista-e-pedestre-em-2-lugar

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

14 respostas para Números

  1. Fabrício disse:

    Mas elas tão ONDE?

  2. airesbecker disse:

    Acho que tão escondidas nas garagens e o pessoal tá com medo de pedalar!

  3. Aldo M. disse:

    Acho perfeitamente plausíveis esses dados. Estou em Canto Grande, Bombinhas, e aqui a imensa maioria dos nativos usa a bicicleta. E muitas turistas também, que as alugam. Ocorre que as bicicletas são bem mais discretas e chamam menos a atenção que os automóveis.

    Fora dos grandes aglomerados urbanos, em geral, deve ser assim. Já nas metrópoles, como os ciclistas vão ao trabalho bem mais cedo, utilizando muitas vezes estradas ou ruas secundárias, dificilmente são vistos por motoristas. Por exemplo: há uma multidão de ciclistas que vêm da região metropolitana para Porto Alegre antes das 7h da manhã, não pela BR-116 é claro, mas pela Av. Guilherme Shell. Para vê-los, tem que ir lá, ou pegar o Trensurb, que tem vista para aquela avenida.

    Fico preocupado porque nem muitos de nós, atentos à questão do ciclismo, percebem esta realidade. Imaginem então, um Promotor do Ministério Público, que certamente só utiliza automóvel nos seus deslocamentos ao trabalho. Ele pode facilmente achar que o uso da bicicleta estaria restrito a um pequeno grupo de rebeldes que só querem provocar pobres motoristas “trancando” o trânsito, como costumam dizer os que não percebem o touro na loja de porcelanas.

  4. Beto Flach disse:

    Bueno:

    1) Será que “bicicleta vendida” (ou consumida) é sinônimo de “bicicleta utilizada”? Ler aquela e concluir esta eu acho precipitado. Uma coisa é uma coisa; outra coisa, outra coisa.

    2) 86% de ciclistas usar a bici pra trabalhar eu acho bastante natural. Afinal, são ciclistas… O que não se pode é concluir que dos 70 milhões de bicis existentes, 86% sejam utilizadas pra trabalhar. Uma coisa é uma coisa; outra coisa, outra coisa.

    3) Se fosse possível concluir destas formas, dir-se-ia, pela pesquisa, que para 57% dos ciclistas, o maior problema NÃO É a falta de ciclovias (afinal, se para 43% dos ciclistas, o maior problema é a falta de ciclovias…) e isso significaria a não necessidade de se investir nisso.

    4) Eu tenho dificuldades de aceitar dados de pesquisa sem conhecer o questionário, a estratificação da amostra, o cruzamento das informações, etc.,

  5. João S. disse:

    Só pra avisar todos os leitores do blog:
    tá nas bancas a edição de fevereiro da revista Au (Arquitetura e Urbanismo), é uma edição especial sobre “Cidade Cicláveis” (com exemplo de Portland, Nova Iorque e outra cidade que não me lembro), não li por inteiro, mas acho que vale a pena adquirir (ou baixar). Não são reportagens só sobre as cidades, tem diversas matérias sobre bicicleta também, até sobre um arquiteto brasileiro que projeto uma bicicleta urbana.

    imagem da capa:

    abraços

  6. Pedro disse:

    Estão principalmente na periferia, onde sempre estiveram. Moro perto da Restinga, e tem muita bicicleta circulando por lá. Multiplique isso pelo país inteiro, e é capaz desse número ser até subestimado. Abraços.

  7. No edifício da minha filha tem um lugar de depósito de bicicletas tem la 75 bicicletas para 80 apartamentos, que tal? serve para estatística? Saúde

    • Aldo M. disse:

      É claro que uma grande proporção das bicicletas existentes são pouco utilizadas. Mas isto não invalida a comparação com os carros, pois estes muitas vezes são pouco utilizados também.
      É melhor, entretanto, comparar quantidade de deslocamentos e distâncias vencidas, mas não sei se existem estas estatísticas no Brasil.

    • artur elias disse:

      Infelizmente só serve como estatística de venda de bicicletas.

      No meu condomínio tem algo entre 10 ou 15 bicicletas tamanho adulto penduradas no bicicletário. Mais algumas pessoas guardam bicicleta em casa (eu uso ambos), e tem as bicicletas de criança. Das que estão no bicicletário, de adulto, apenas 3 são utilizadas que eu saiba. Quase todas as outras jamais foram movimentadas de lá desde que eu me mudei há quase 2 anos.

      Apenas as crianças utilizam suas bicicletas intensamente.

      É o “estigma da bicicleta-brinquedo”.

      E assim são muitos, provavelmente a maioria, dos bicicletários de prédios e condomínios.

  8. Eduardo disse:

    Bus Driver Uses Bus as a Weapon

  9. ilka da floresta disse:

    Acredito que tenham muitas bicicletas compradas, “consumidas” em nosso país, talvez paradas, talvez rodando…
    Eu vou todos os dias trabalhar de bicicleta, moro perto do meu trabalho e sempre pensei num desafio mais longo…logo, vou trabalhar em Guaíba, vou de bici, tá decidido.
    De casa, para o Catamarã, 15 min. (que não possui acessibilidade, terei que pegar no braço, para subir e descer a escadaria existente, só para variar), do Catamarã até a escola 30 min., na volta o trajeto será mais longo, pois irei do Catamarã até a minha outra escola 30 min.
    IDA: 45 min. VOLTA: 60 min. Tirando os 40 min de Catamarã.
    Pedalar, pensar em como viver, se é possível ou imprevisível…QUEM TÁ AFIM?

    Decisões…tem galera que vem de Viamão para Porto Alegre diariamente.
    Tem gente que mora no centro de Porto Alegre e trabalha no bairro Rio Branco e vem de carro.

    Possibilidades que alguns vem e outros não, para muitas pessoas a bici só funciona na Redenção…a maioria das pessoas que falo sobre nossos hábitos pedalantes me veêm como louca.
    Somos limitados por barreiras mentais…algumas tão arraigadas que não nos permitem respirar, alguns se conformam e não pensam mais sobre, outros são diferentes.
    Como chamar essa galera? Pô a poluição tá demais, quantos vazamentos de petróleo vamos suportar?
    Indo um pouco mais além. Hoje no Sul21 em letras garrafais eu lí: PARA QUEM FICA O SUL 21 RECOMENDA AR CONDICIONADO E… http://sul21.com.br/jornal/2012/02/para-quem-fica-o-sul21-recomenda-ar-condicionado-e-deixar-os-filmes-em-dia/
    QUE BAITA MERDA !!! CARRO AR CONDICIONADO…sim, é bom chegar num ambiente mais agradável do que esse da rua, de casa, com nosso tão conhecido ”bafo portoalegrense”, mas tudo tem um preço.
    Esses dados poderiam servir para acordar sobre problemas e soluções, mas, quem quer saber?
    VAMOS FAZER UMA CAMPANHA: VENHA PEDALAR COMIGO !!! PODE SER SÓ UM DIA, COMO MUITOS RELACIONAMENTOS QUE DURAM APENAS UMA NOITE, MAS TAMBÉM, PODE ROLAR UM AMOR, E DAÍ, PODEREMOS TER MAIS PESSOAS QUERENDO O MESMO MUNDO QUE NÓS !!! digo, o meu pelo menos…com duas rodas…com esperança de um mundo melhor…com atitudes…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s