Tava demorando :( por favor reservem um minuto de silêncio!

Criança morre atropelada por ônibus na Capital Carlos Macedo/Especial

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

24 respostas para Tava demorando :( por favor reservem um minuto de silêncio!

  1. O relato do acidente é lastimável “caiu o chinelo deixando o pé descalço não podendo assim dar maior velocidade na bici para cruzar” e o motorista vinha a que velocidade? Ele é o terceiro a ser atropelado neste mesmo local nos últimos dias. O relato é o do descaso e da falta de comprometimento, das autoridades de trânsito. Este descaso está presente em todos os cantos da cidade, veja por exemplo a Edivaldo Pereira Paiva, a única faixa de pedestres que tinha nela foi retirada para adensamento da camada de asfalto, deixaram as lombadas mas nunca repintaram a faixa, disto faz seis meses; isto é falta de comprometimento com o cidadão, isto é irresponsabilidade e desta administração nos estamos querendo ciclovias, tenha do. Saúde.

  2. heltonbiker disse:

    Onde foi isso?
    Links?!

  3. Na Voluntários da Pátria frente a vila Fátima as 19 horas de ontem.

  4. vigario disse:

    LAMENTÁVEL!.

  5. Naldinho disse:

    Quando morre adulto já é revoltante, com criança então.
    Triste…

    • Marcelo disse:

      Quem é parceiro de fazermos uma ghost bike amanhã na cidade da bicicleta pra colocar no local do acidente?

      • Naldinho disse:

        Não estou em Poa, senão ajuda mesmo. Tem uma galera sugerindo isso no FB.
        Acho que sério um boa alguém passar no bairro onde o garoto morava, nas redondezas do acidente, sei lá. e chamar o pessoal para a Bicicletada que estão organizando para essa sexta. Mesmo que muitos não tenham bicicleta o importante é ter a manifestação.

  6. artur elias disse:

    Que tal fazer uma Bicicletada em homenagem a esse garoto? Certamente traria algum conforto para a família (saber que até desconhecidos se IMPORTAM com a tragédia deles).

    Ou fazer a Massa próxima passar por lá. Fazer não 1, mas 5 minutos de silêncio. Bicicleta branca.

    Marcar o episódio. Dar-lhe a devida importância.

    Idéias?

  7. artur elias disse:

    Agora num tom mais racional (desculpem):

    pode até ser politicamente interessante reivindicar ciclovia num momento desses.

    Mas do ponto de vista lógico, de como o trânsito realmente funciona, não faz nenhum sentido.

    Ciclovia não impede “acidente” desse tipo.

    Ciclovia aumenta a sensação subjetiva de conforto e segurança ao longo de trajetórias não-interrompidas. Isso é muito bacana (eu gosto e uso as poucas que temos), estimula mais gente a pedalar, mas não melhora significativamente a segurança real. Estou falando a grosso modo, naturalmente; cada projeto, cada cidade, cada rua, cada ciclovia pode ter características bem mais peculiares do que isso. Mas a grosso modo acho que o que escrevi acima é correto.

    O que diminui significativamente acidentes de todos os tipos é o comportamento. Isso não se resolve com obras nem com leis; só com educação, entendimento, compreensão, inteligência prática, valores.

    Educação pra mim tem que ser pra TODO MUNDO. Tem que ser uma coisa independente de veículo, e tem que começar na escola, na infância.

    Mesmo na Holanda, citada incontáveis vezes neste blog como uma espécie de paraíso dos ciclistas, as crianças são muito bem treinadas para enfrentar o trânsito desde muito cedo, e têm que fazer uma prova de proficiência aos 12 anos de idade – idade a partir da qual espera-se que eles sejam capazes de se virar sozinhos, de bicicleta, no trânsito. Quem não viu por favor olhe:

    Significa que imaginar um mundo onde todos os motoristas sejam super hiper educados, e os ciclistas de todas as idades possam se comportar como crianças que não dá nada, não faz nenhum sentido. Isso NÃO EXISTE. É puro maniqueísmo. Que aliás a grande imprensa adora e explora muito bem. Nós não deveríamos entrar nessa.

    Apenas uma opinião

  8. artur elias disse:

    Pra terminar minha participação (eu acho).

    A falta de educação e preparo do motorista causou esta tragédia, e é algo trágico em si, por ser um problema tão endêmico que não é percebido como tal; todos os motoristas ACHAMOS que dirigimos bem; o problema são os OUTROS. Então o problema não é detectado e não se faz nada para melhorar a situação que é terrível.

    A falta de educação para o trânsito, muito especialmente crianças e adolescentes que são necessariamente pedestres e ciclistas, é outra tragédia que causa tbém muitas mortes e acidentes graves, em circunstâncias nas quais o motorista envolvido NÃO é o responsável.

    Porém, neste caso, o que sinto é que a tragédia maior de todas é a seguinte:

    como é possível uma criança de 6 anos estar pedalando desacompanhada, desassistida, em uma avenida com tráfego pesado?

    E aí talvez se desvele um corolário de outros problemas e injustiças que vão muito além do trânsito.

  9. Uma coisa eu sinto ao saber de mais este pobrezinho que caiu apenas nas estatísticas, pois quando a gente sofre um acidente oque mais se escuta das pessoas são frases do tipo: “viu como é perigoso”! Mas, além disto nada mais, nada mais! Sorry

  10. …triste é ver como as pessoas são tratadas dentro de todo este contexto, meu caro Arthur da uma olhada na historia do menino, a mãe morreu, cara a mãe morreu, ano passado e ele está sendo criado por uma tia, que não é mãe, então meu caro vivemos na América do subdesenvolvimento, onde as crianças de favela morrem sedo ou de bala perdida ou de bala achada ou de qualquer coisa e onde na rua os motoristas não param, por nada, nem para idoso ou criança cruzar a frente dos ônibus.
    Sei que estarás a dizer que com educação todo se resolve e vou te dizer que não é bem assim, todos precisam de mais coisas inclusive amor e carinho que parece a tia dava mas que na hora a criança como boa criança fugiu dos cuidados da tia.
    Conheço acidentes tenho vários filhos adultos e sei que é um segundo e uma distração dos pais e os casos acontecem, sempre graves e inesperados.
    O que não pode é um motorista profissional ter um deslize destes, de não parar na proximidade de crianças e idosos, é toda semana atropelamentos, toda semana; isto tem que parar de alguma forma, a vida é preciosa.
    Não podemos nem levar para as estatísticas esta morte nem par a justificativa da educação, que é imprescindível mas não é 100%. Amor pela vida nosso, de nossos filhos e dos outros todos sim é imprescindível e sim é 100% de todo o que precisamos.
    Saúde

    • heltonbiker disse:

      No Copenhagenize.com, eles têm a expressão “Ignoring the Bull”, que se refere a ignorar o real problema, que é a presença nas nossas comunidades do veículo motorizado, maciço e veloz (o “touro” na loja de porcelana). Na metáfora, as pessoas começam a embrulhar a porcelana, a deixar as prateleiras mais afastadas umas das outras… Comentam como é perigoso tanta porcelana perto daquele touro tão nervoso. Enquanto isso, o touro dá um coice aqui, uma chifrada ali, mais uma porcelana quebra…

    • heltonbiker disse:

      Indústria automobilística defendendo com unhas e dentes o modelo carrocêntrico, pode.
      Pessoas preferindo andar motorizadas, pode.
      Um motorista profissional apressado, ATÉ pode.
      Uma criança distraída, essa sim, ATÉ pode.

      O que NÃO PODE, é um GOVERNO aplicar MACIÇAMENTE recursos públicos num modelo que COMPROVADAMENTE é danoso de várias formas diferentes à maioria da população (pra não dizer em benefício de uma minoria).

      O culpado (de forma geral, não pontual no caso do menino) é obviamente o governo.

    • artur elias disse:

      oi Martinez

      não, eu não disse com com educação TUDO se resolve, o que eu disse, ou melhor, deixei nas entrelinhas, é que existe uma tragédia humana no simples fato de uma criança se 6 anos estar pedalando sozinha naquele lugar, e digo isso com grande respeito e compaixão por aqueles que estão nessa situação.

      • artur elias disse:

        Martinez, na boa:

        tenho notado em alguns comentários teus referentes aos meus que não leste com muita atenção o que escrevi. Vamos tentar evitar isso se for possível…

  11. MIL PERDÕES ATUR NEM SEI COMO ESE H FOI PARA LA.SAÚDE

  12. Pingback: Atropelamentos na Imprensa / Cultura do Medo / Touro na Loja de Porcelanas | Vá de Bici

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s