MP reúne Massa Crítica e EPTC para diálogo sobre o trânsito

Retirado do site do Ministério Público:

Com o propósito de iniciar um diálogo entre a Empresa Pública de Transporte e Circulação e o grupo de ciclistas intitulado “Massa Crítica” na busca de consensos com relação ao trânsito de bicicletas em Porto Alegre, o promotor de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística Luciano de Faria Brasil reuniu, na tarde desta quinta-feira, 20, representantes das partes interessadas. “Pretendemos que este seja o primeiro de diversos encontros para alcançar um alinhamento que agrade aos dois lados”, iniciou o Promotor, destacando que o Ministério Público não defende nem EPTC, nem ciclistas. “Estamos preocupados com a coletividade e com o interesse público”. Em relação ao trajeto prévio, principal divergência entre as partes, ficou acertado que no próximo evento da Massa Crítica, que acontece nesta sexta-feira, às 19h, um agente da EPTC acompanhará o início da atividade com a finalidade de conhecer o caminho a ser percorrido. Por sugestão de Luciano Brasil, será criado um Fórum Permanente de Discussão sobre Mobilidade Urbana, com objetivo de, incialmente, debater a questão dos ciclistas e, posteriormente, ampliar para outros temas. O Promotor sugeriu, ainda, que os integrantes do movimento divulguem, através de blogs e redes sociais, os temas debatidos na reunião. O objetivo é que, no próximo encontro, marcado para 12 de janeiro, às 14h30min, sejam levadas sugestões e encaminhamentos dos participante do Massa Crítica, “principalmente no que se refere a questão da antecipação do trajeto”, destacou Brasil. Participaram da reunião o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Luis Cappellari, acompanhado de servidores da empresa; o comandante do Policiamento da Capital, tenente-coronal Stocker; e um grupo de aproximadamente 12 representantes do Massa Crítica, entre eles Aires Frederico Becker e Marcelo Sgarbossa, que se manifestaram em nome do grupo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para MP reúne Massa Crítica e EPTC para diálogo sobre o trânsito

  1. “Representantes do Massa Crítica” me dá uma certa indigestão, but…

    • favoviscardi disse:

      pois é, talvez manter a coerência linguística de nunca se referir a ninguém como “intitulados representantes” seja melhor. Entendo que quem foi ao encontro se identificou como “cidadão que utiliza a bicicleta” ou algo assim mas como o encontro era pra discutir a massa crítica e esses cidadãos costumam ir na massa crítica… acabaram intitulados como os tais “representantes”. É isso pessoal? Acho importante ver se isso é um mal entendido ou não que é pra não causar essa indigestão que a Lívia fala e que eu também sinto um pouco. O legal seria agora que os encontros não serão sobre “massa crítica” e sim sobre mobilidade urbana que o grupo de ciclistas possa se identificar como pessoas da cidade que enfim, projetam, pensam, discutem uma Porto Alegre melhor e não representantes da massa crítica. Na real o melhor termo seria “participante da massa crítica” já que não existem representatividade no encontro e não se trata de um grupo. É, esses embolos da língua, daonde eu venho isso é frescura mas na hora de lidar com a opinião de 600 ciclistas mais a opinião pública dos “haters” acho mais tri ir cuidando como, quando, onde, não por mal!

      • lobodopampa disse:

        Eu estava lá e estranhei essa escolha incorreta de palavras, uma vez que o promotor deixou muito claro, diversas vezes, que nenhum de nós ali estava representando coisa alguma. Deve ter sido uma babada do secretário ou do assessor de imprensa. Mesmo assim, deveria ser corrigida.

  2. raos disse:

    se eles simplesmente parassem de chamar “integrantes do Massa Crítica” ou qualquer coisa dessas e começassem a chamar “os ciclistas de Porto Alegre”, será que não trataria MUITO MELHOR das questões de mobilidade urbana? conheço no mínimo duas dezenas de pessoas que utilizam a bicicleta como meio de transporte e não pedalam na Massa Crítica. Estes ficarão de fora das reuniões e não terão direito ao diálogo?

    • lobodopampa disse:

      Acho que você tem toda razão.

      Nunca digo que sou “integrante”. Digo que participo eventualmente; o que é a estrita verdade.

      Como alguém pode ser “integrante” de algo que só existe durante 2 horas, 1 vez por mês, e que é aberto a qualquer pessoa?

      Tampouco digo que sou “ciclista”, NESSAS situações. Ciclista não é uma categoria nem um gênero, nem nada que alguém possa “ser” (exceto os ciclistas profissionais). Digo que sou um cidadão. Quando estou pedalando, estou ciclista. Fora essa situação, posso ser um apaixonado por bicicleta (como todo brasileiro hehehe). Acho que tbém se pode “ser” cicloativista.

      É evidente que tod@ cid@dão deve ter o direito de participar deste recém-criado fórum.

      Por experiência, porém, te digo que a imensa maioria prefere ficar na arquibancada, vaiando e conversando com quem está do lado. Descer para o gramado dá trabalho e exige coragem, porque a gente se expõe.

  3. Marcus Brito disse:

    Em geral bem positiva a nota do MP. Em contraste, tivemos isso publicado no ZH: http://db.tt/tg8TMHB1

  4. Já me manifestei alguns dias atrás em relação as pessoas que colocaram a cara para apanhar no nome da nossa “massa crítica”, acredito que o Ayres foi de uma elegância, de uma perícia e um comedimento próprio de pessoas diferenciadas ao responder às indagações do MP como ele o fez, por escrito e estando presente e participando ativamente de toda a reunião. O Marcelo Sgarbossa alem de participar na reunião do MP participou no dia 31/12 de um programa de rádio, Na Radio Pampa de Porto Alegre, programa Beatriz Fagundez; por mais de três horas explicando o que é o Massa Crítica e todos os desentendimentos com as “otoridades” de transito. Este programa conta com 20% de audiência de IBOPE no rádio e pelo menos esclareceu muitos cidadãos de Porto Alegre do que está acontecendo e as nossas discrepâncias com a EPTC. Ainda foi comentada a matéria da Zero Hora e foi devidamente desqualificada, demonstrando a falta de veracidade das informações nela contidas.
    Explicou exaustivamente o problema do 20% das multas que é uma Lei não cumprida pela prefeitura e que não presta contas dos valores. Acho que se esta é a forma de ser porta-voz, está muito bom, porque se ninguém se manifestar no nome do evento, nunca terá como acontecer. Abraços e saúde a todos.

  5. bicicreteiro disse:

    Por mais que os promotores ressaltem o caráter horizontal do movimento, enviar ciclistas para uma reunião como essa torna inevitável a personificação, como acabou ocorrendo. Se fosse aqui em São Paulo e convocassem o lider da Bicicletada, com certeza levariam o Joaquim para falar (ou melhor, latir) em nome dos ciclistas.

    Agora o lance é esperar e ver no que vai dar tudo isso. Boa sorte para vocês e torcer para nenhum ciclista maluco cometer uma besteira durante a Massa Crítica pois com certeza, irão correndo os ciclistas citados nessa matéria.

  6. favoviscardi disse:

    Acho que ta tri a discussão e tudo mas além da questão de “representação ou participação” também podemos discutir aqui o resto dos pontos tocados nesse post, como o que pensamos sobre o momento todo da massa crítica de porto alegre. 1 ano de Neis está chegando aí e tudo que a prefeitura fez pela mobilidade urbana foi uma quadra de ciclovia sobre o talude do dilúvio! E de-lhe reportagem na imprensa marrom culpando velhinhas por serem atropelados e chamando ciclistas de baderneiros, como se não tivesse um mínimo de relação a nossa prefeitura e a nossa mídia… ah tah, passa mais um ano me contando a mesma lorota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s