Pela proteção do Parque da Redenção e arredores

Parque Ramiro Souto.

A prefeitura municipal que construir um estacionamento subterrâneo para dois mil carros sob o Parque Ramiro Souto, na Redenção. Todas e todos sabemos que quanto maior a facilidade de estacionar, mais dispostas a ir de carro as pessoas estarão e quanto maior o fluxo de carros maiores os congestionamentos e a degradação da cidade nas redondezas. Ainda é provável que para fazer o acesso ao estacionamento, uma parte do parque seja tomada. Tenho a impressão de que a Prefeitura não faz nenhum tipo de estudo técnico do impacto que esses dois mil carros vão ter nas ruas e bairros da região, mas me parece óbvio que isso vai aumentar ainda mais os congestionamentos em ruas como Osvaldo Aranha e Fernandes Vieira, que provavelmente servirão como acesso à garagem.

É por isso que acredito que a idéia de fazer um estacionamento subterrâneo para dois mil automóveis embaixo do Parque Ramiro Souto, no Parque Farroupilha, é uma idéia ultrapassada. Acredito que com o mesmo investimento (privado ou público) a administração local conseguiria fazer obras muito mais interessantes que não apenas facilitariam o acesso ao parque, mas também melhorariam a qualidade de vida de toda região.

Por exemplo, melhoria no transporte público, investimentos nas paradas de ônibus, criando estações mais dignas para quem usa o transporte coletivo e com uma estética e funcionalidade mais integradas visualmente com o parque. Ou então facilitar o acesso dos pedestres à Redenção: as avenidas e viadutos que cercam o parque servem como verdadeiros muros, separando o parque do resto da cidade. Poderiam ser pensados cruzamentos mais seguros e fáceis para o pedestre, que não penalizassem quem opta por caminhar ao invés de ir de carro. E também infraestrutura para quem quer chegar ao parque de bicicleta, como ciclovias que liguem o parque com os bairros que o cercam.

Em recente matéria sobre o assunto num jornal infame, li que o Conselho de Usuários do Parque afirma que há pouca resistência para o projeto de estacionamento e que, portanto, deve vingar. Proponho que nós, usuárias e usuários da Redenção, que não concordam com a construção dessa garagem subterrânea, nos mobilizemos e compareçamos na próxima reunião do conselho que acontece nesta quinta-feira, 01/12, às 17h, no Orquidário da Redenção.

Sobre o Conselho de Usuários do Parque Farroupilha:

O Parque Farroupilha conta com um Conselho de Usuários que serve para assessorar a administração no seu trabalho de planejar e manter o melhor funcionamento do parque.
O Conselho de Usuários se reune em todas as primeiras quintas-feiras de cada mês, as 17 horas, normalmente no prédio do Orquidário, sob a coordenação do administrador do parque.
Qualquer usuário do parque pode participar das reuniões do conselho, que são abertas aos interessados.
O conselho não possui personalidade jurídica e conta com uma comissão executiva composta de cinco membros, da qual normalmente fazem parte representante da Associação dos Amigos do Bairro do Bom Fim, representante da Associação dos Artesãos do Brique da Redenção e representante do Colégio Militar de Porto Alegre, além dos usuários individuais.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Pela proteção do Parque da Redenção e arredores

  1. Fernando disse:

    Se proibirem o estacionamento nas ruas adjacentes ao Parque Farroupilha, de modo que não aumente a disponibilidade de vagas serei favorável. Em paralelo devem haver campanhas que incentive as pessoas que moram perto a ir a pé, de bicicleta e de ônibus, deixando que as pessoas que moram em regiões mais distantes, ou que venham com crianças, bicicleta infantil, cadeiras, mate, etc.. tenham preferência pelas vagas. O carro em si não é o problema, mas sim como as pessoas o usam!

    • Marcelo disse:

      Fernando, para que a disponibilidade de vagas não aumente, eles teriam que eliminar 2000 vagas de estacionamentos de carros. Tenho minhas dúvidas se todo o bairro do Bom Fim tem tantas vagas de carros.

      Uma quarteirão tem aproximadamente 100m, e o comprimento médio de um carro é 4m. Como é proibido parar a menos de 5m das esquinas, sobram 90m para se estacionar, o que dá 22,5 carros de cada lado da rua por quadra. Considerando que também existem entradas de garagens onde é proibido estacionar ao longo do meio-fio, creio que dá pra diminuir generosamente para 20 carros de cada lado da rua. Se fosse permitido estacionar dos dois lados das ruas em todas as ruas (o que não é) caberiam 40 vagas por quadra. Seria preciso então proibir o estacionamento em 50 quadras dos bairros ao redor da Redenção. Isso vai acontecer? Óbvio que não.

      Por isso sou contra o estacionamento sob o parque Ramiro Souto, pois o objetivo da prefeitura é aumentar a disponibilidade de vagas para automóveis particulares e não melhorar a qualidade de vida das pessoas.

  2. Felipe Koch disse:

    Enquanto isso o parque conta com meia dúzia faixas de segurança para pedestres, algumas sem semáforo e as que possuem obrigam o usuário a fazer a travessia em duas etapas e tem um tempo de abertura irrisório e um tempo de espera exorbitante.
    Tudo isso em pleno centro da cidade. É uma cidade voltada a reproduzir engarrafamentos às custas da população para lucro de empreiteras, políticos corruptos e industria do automóvel com todas as suas cadeias.
    Não acredito que a população possa estar contente com isso e é indignante a passividade ou tendenciosidade da prefeitura para projetos com concepção muito ultrapassada com finalidade exclusiva de caça-níquel.
    Estes projetos só vão piorar as condições dos bairros centrais e da cidade como um todo.
    É essa prefeitura na contra-mão da história.

    • heltonbiker disse:

      “Não acredito que a população possa estar contente com isso…”
      Pois é, e o mais incrível é que é comum (felizmente, cada vez menos) vendo gente que anda de carro dizendo que é um absurdo, que esse monte de engarrafamento, que o GOVERNO tem que fazer alguma coisa (!), alguma obra (!!), e assim vai…

  3. Claudio disse:

    Em realidade o objetivo desse estacionamento é “privilegiar”(favorecendo uma empresa privada) o publico “mais qualificado”. Que será o que irá frequentar o novo auditório Araujo Vianna privatizado para a Opus. Que terá shows caros e elitizados e que “precisam de vagas para automóveis” para serem incentivados a sairem de casa. Essa é a dura realidade. O Araujo foi abandonado aos poucos e a classe artistica e a sociedade em geral deixaram essa barbaridade acontecer. Resumindo, tambem sou contra o estacionamento.

  4. Jeferson disse:

    Eu concordo com a ideia de que as últimas administrações têm estado na “contra mão” da história. Mas é preciso salientar que em 16 anos de PT (e aqui quem escreve é um sujeito de esquerda), em 16 anos de governo do PT a infraestrutura para carros aumentou enquanto a vida de pedestres, ciclistas e cadeirantes se viu no nível mais bárbaro possível. O governo PT, na minha opinião, desumanizou completamente o trânsito de Porto Alegre. Pense-se na Perimetral. Quanto custou aquilo? Quanto custaria a mais planejar calçadas largas e ciclovias? Por que isso não foi feito?

    • Marcelo disse:

      Pra mim, não há diferença nenhuma entre PT, PMDB, PSDB, DEM, PP, PC do B e etc. A política partidária é um dinossauro que já deveria ter sido extinto há muito tempo.

      PT e administrações anteriores, destruiram e degradaram muitas das regiões da cidade, tarefa que o governo atual está dando continuidade.

      • Aldo M. disse:

        Marcelo, nenhum partido é santo, mas há diferenças sim, e das grandes. O PMDB/PDT que estão no poder há sete anos na Prefeitura querem, com os estacionamentos subterrâneos, garantir o acesso dos automóveis ao Centro nos próximos 25 ou 50 anos, que é até quando poderão vigorar os contratos que pretendem firmar com a iniciativa privada. Depois disso, aí sim haverá menos diferença em qual partido governar, pois o poder do governo terá sido mais entregue ao poder privado dos capitalistas. O Cais Mauá já foi entregue, então precisa fazer um estacionamento agora, querem eles.
        Outro detalhe é que o estacionamento subterrâneo na Redenção iria cortar definitivamente, com seus acessos, o passeio público, dificultando a circulação de pedestres e ciclistas. Dá para chamar isto de um golpe perfeito da indústria do automóvel.

  5. Melissa disse:

    Vamos chamar muitas pessoas pra ir na próxima reunião desse Conselho de Usuários. Creio ser o primeiro passo! Que tal um post de convocação perto da primeira quinta do mês?

  6. Felipe Koch disse:

    Putz eu não acredito que perdi essa…achei que era 19hs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s