Enquanto isso, em Santa Fe

Fui abandonado. Temporariamente. Minha digníssima esposa, Natalia,  foi a um congresso em Santa Fe, na Argentina, e me disse estar muito ocupada por lá, em ótima companhia.

Enquanto me esgueiro entre carros, pedestres, postes, moitas, buracos e remendos no asfalto, quatro vezes por dia na saturadíssima Protásio Alves, vejam o que ela encontrou por lá:

Acorda, Prefeitura!!

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

11 respostas para Enquanto isso, em Santa Fe

  1. Leticia disse:

    Acorda, Prefeitura!!

  2. #acordaprefeitura
    😉
    Proponho a gente pegar TODAS essas iniciativas, linkar e mandar para o twitter da @Prefeitura_POA com a hashtag #acordaprefeitura

    • heltonbiker disse:

      Credo, criei um meme de internet!

      Na real, as bicicletas de aluguel são UMA PARTE do meu motivo para exibir essas fotos como vitrine. Olha que orla tão bonita, que ciclovia tão agradável, etc, etc. E isso que Santa Fe nem deve ser uma potência metropolitana do progresso e do desenvolvimento. (alguém falou em cultura e bom gosto?)

  3. Hahaha, Helton, pois é, tem coisas que têm um grande potencial para virar memes. Acho assim, ó: cidade que semeia a cultura da bicicleta com boa infraestrutura cicloviária ou estímulo ao uso da bicicleta tende a ficar mais bonita e agradávis, não é mesmo? 😉

    • heltonbiker disse:

      Só é. Vai vir europeu aqui pra ver a copa, e vão achar o quê quando souberem que um parque foi dilacerado pra construir avenida? Alguém realmente acredita que a Beira-Rio vai engarrafar menos, que vai ter menos acidente, por causa de pistas a mais?

  4. airesbecker disse:

    A corrupção está roendo este país.
    Todos os projetos precisam ser mega over, fora de parâmetros, sejam liberações de shoppings, estradas, ruas, urbanismos, se não for fora de possibilidade de avaliação corriqueira, onde o superfaturamento e a propina não se encaixem por óbvio, o projeto é impossibilitado pela burocracia.
    Só andam os projetos imensos, os financiado com nossos recursos públicos, os liberados em regime especial.
    Este é um dos países mais corruptos do mundo e este governo é o mais corrupto que o Brasil já teve.
    A tolerância com a corrupção causou com que se impregnasse em todas as instância públicas.
    A burocracia e o péssimo ambiente para os negócios, sejam em impostos e o excesso de regulamentação impossibilitam os pequenos empresários e os negócios de classe média.
    Tudo que ocorre neste país depende de corrupção.
    Você não consegue trabalhar dentro da Lei de forma simples e honesta.
    A situação é tão absurda que tudo que aconteceu de desenvolvimento foi devido à corrupção.
    O engessamento do país pelo governo é tão grave que a corrupção acaba sendo uma solução de desenvolvimento.
    Para dar certo e acontecer tem que pagar propina.

  5. Melissa disse:

    É como eu digo: os hermanos estão anos-luz à nossa frente.
    As pessoas falam que a Argentina tá mal por causa da crise que tiveram, porque a moeda tá desvalorizada, por causa do PIB e sei lá o quê. Mas sempre que fui lá percebi que as pessoas tem uma consciência muito maior do que a maioria no Brasil. Como é que aqui não percebem que desenvolvimento econômico “pela economia” não é sinônimo de felicidade e satisfação das pessoas?

    E se alguém tá achando que essa foto é só caso de Santa Fé e que as ciclovias só passam por orlas e lugares naturais, vejam que não: http://mejorenbici.buenosaires.gob.ar/

    • airesbecker disse:

      Pero que si pero que no!!
      Más o menos!!
      A decadência da Argentina é gritante, quem já foi a Buenos Aires a vários anos a atrás percebe a miséria tomando conta, a criminalidade qua não havia, a decadência urbana, a classe alta que migrou para os suburbios.
      Isto sem falar na demagogia política, na burocracia do governo, na desidustrialização.
      A argentina hoje é um fazendão de soja e Buenos Aires vive do funcionalismo público, de aposentadoria e de turismo.
      Em toda a história da humanidade só dois países que já foram desenvolvidos e industrializados se tornaram sub-desenvolvidos e agrários, a Argentina e o Uruguai, são casos únicos de países ricos que se tornaram pobres.
      Mas claro que em cultura e civilidade ainda estão melhores que nós, mesmo com toda a perda que têm sofrido.

  6. Aldo M. disse:

    Não sei o que viram aí melhor que em Porto Alegre. Os paraciclos são horríveis, não se comparam aos do Shopping Moinhos, chiquérrimos por sinal. E aquele ciclovia então? Nem pintada de vermelho ela é! E aquela calçada? Para que tão larga? Deviam fazer um estacionamento para atrair mais turistas, de preferência qualificados. E o capinzal inútil na beira do rio? Por que não fazem uma parceria com empreendedores para construir prédios e valorizar aquele lugar? Certamente o Prefeito, (ou seria Intendente?) daí não se reelege. Não adianta. Porto Alegre é demais!

  7. Pingback: Subite a la Bici | Vá de Bici

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s