Abaixo assinado pela manutenção da ciclofaixa de Moema em SP

A ciclofaixa piloto de São Paulo que está em avaliação está sofrendo ataques de pessoas com interesses pessoais.

Como entendo que esta ciclofaixa justamente por estar sendo um teste é vital para o desenvolvimento do ciclismo, decidi postar aqui o link do abaixo assinado de apoio.

É bem rapidinho:

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=CFMOEMA

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

11 respostas para Abaixo assinado pela manutenção da ciclofaixa de Moema em SP

  1. Melissa disse:

    Assinado! Agora, gostaria de saber como se encaminham petições online para os governantes. Já fiz um uma vez e não achei nada pra imprimir e levar até alguém.

  2. artur elias disse:

    A julgar pela grande quantidade de comentários e mesmo algumas postagens visceralmente contrários ao projeto da ciclofaixa da Loureiro, que é muito semelhante (talvez até 1 pqnho melhor) a esse de São Paulo, não é de se esperar muita adesão portoalegrense a esta petição.

    • heltonbiker disse:

      Bom, o próprio Diretor-Presidente da EPTC se manifestou contrário. Aí fica difícil… Mas tenhamos fé e confiança!

      • artur elias disse:

        Eu não ouvi isso. O que eu ouvi foi ele se manifestar contrariamente a qualquer possibilidade de “conceder” maior lagura ao projeto que já estava aprovado. O que é um absurdo, mas não tem nada a ver com este assunto, Helton.

        O que estou dizendo é que me surpreende que um projeto em outra cidade, muito semelhante ao que iria ser implantado aqui, parece (posso estar enganado) recebendo acolhida bem melhor neste blog, embora seus parâmetros sejam bastante semelhantes.

        Talvez tenha passado a ser bom porque foi feito em São Paulo, que, como sabemos, é o centro da galáxia…

        😉

      • heltonbiker disse:

        Artur, dei uma relida na transcrição da fala do Presidente-Diretor, e de fato ele mostrou contrariedade à faixa com largura de 1,80m, e não à existência ou não da ciclofaixa.
        Quanto ao assunto do teu comentário, acho que as diferenças observadas entre lá e aqui têm bastante a ver com o fato de que lá já está pronto, e estão querendo tirar, enquanto aqui está sendo feito, e estão querendo fazer de um jeito supostamente diferente do que deveria. Em ambos os casos, creio que se trata de lutar pelas conquistas conseguidas e/ou tentar conquistar a maior conquista possível.
        Me pergunto se o pessoal de SP teria tido alguma divergência com relação ao projeto conforme foi construído vs. conforme seria desejável, pois aparentemente a ciclofaixa lá tem menos de 1,80m. Algum paulista para comentar?

      • Olavo Ludwig disse:

        Na última reunião com a EPTC, teve um momento que perguntado sobre a ciclofaixa da Loureiro ele disse que ali não sairia mais ciclofaixa, que teria que ser ciclovia e a equipe técnica estava estudando o caso, ai se perguntou para quando e ele “deu de ombros”.
        Me lembro muito bem disso.

        Uma diferença gritante com a de SP é aquele pedaço junto ao meio fio que não é pintado de vermelho, aqui a tinta vermelha era para começar junto ao meio fio, as outras diferenças o Aldo já citou.

    • Aldo M. disse:

      Essa ciclofaixa de São Paulo, a meu ver, é muito diferente do projeto da Loureiro da Silva em Porto Alegre.
      Vejamos:
      – a largura entre o meio-fio e os tachões é de uns 1,70m na de SP e 1,15m no projeto de PoA;
      – os ciclistas ficam totalmente protegidos do fluxo de veículos por uma barreira de carros estacionados, enquanto em PoA ficariam rente ao fluxo de ônibus.e caminhões;
      – Pelo visto, não há viadutos e portanto acessos com grande fluxo, enquanto em Porto Alegre há dois viadutos onde seria feita a ciclofaixa.
      – A ciclofaixa da Moema parece respeitar as dimensões previstas em diversas recomendações de outros países e também as do nosso país, enquanto a de Porto Alegre estava abaixo dos limites mínimos.
      – Tenho a sensação que a ciclovia de SP irá melhorar a segurança e a fluidez do tráfego de bicicletas, enquanto o projeto de PoA me pareceu mais perigoso que não fazer nada além de atrapalhar o fluxo dos ciclistas nas interseções por ficaram confinados ao pequeno espaço rente ao meio-fio

    • Aldo M. disse:

      Assinei a petição

  3. artur elias disse:

    Quem bom que é super diferente. Pra mim parece quase igual. Mas já que não é, e é um projeto ótimo, provavelmente algum dia a Prefeitura vai contratar algum ciclo-consultor paulista genial que inventou essa ciclofaixa completamente super melhor do que a ex-nossa. Aliás o representante dos cicloativistas fala na entrevista veiculada aqui que esse projeto não é só pra Moema, nem só pra São Paulo, é pro Brasil todo. Decerto esqueceu que São Paulo é uma das capitais mais atrasadas do Brasil em termos de ciclo-mobilidade.

    Desculpem a ironia.

    Recolho-me desta “discussão”.

    Só pra deixar claro, pela última vez, não acho o projeto ruim. Se é bom MESMO tbém não sei. Assinei a petição. Mas acho que muita gente que contribui para este blog deveria, por coerência, não assinar.

    Mas cada um sabe de si, é claro.

    • airesbecker disse:

      São Paulo é uma cidade gigantesca.
      É a locomotiva do Brasil.
      São Paulo tem uma capacidade enorme.
      Se a bicicleta for viável em São Paulo ela será viável em qualque lugar.
      E se São Paulo quiser a bicicleta vai ser viável.
      Vejam aqui:

      E aqui:

  4. Klaus disse:

    Artur,

    A Av. Loureiro da Silva mais parece uma pista de autódromo pois tem saídas e entradas em curva o que permite que os veículos cruzem a ciclo-faixa a mais de 60km/h como fazem hoje sem a ciclo-faixa, passo ali quase todos os dias, e por todas fotos que eu vi da ciclo-faixa de Moema todas entradas e saídas são em ângulo de 90graus o que força os veículos a diminuir muito a velocidade antes de fazer a curva.

    Se não consideras isso uma diferença significativa eu respeito, sem dúvida.

    Entre 1,15 de largura justificados ilegalmente pelo Presidente-Diretor da EPTC de que maior que isso iria prejudicar o trânsito dos veículos que criminosamente tem a preferência em nossa cidade e 1,70 que é quase o mínimo é, para mim, bastante diferença.

    Não é por menos que os seres humanos conseguiram conquistar o mundo, somos os predadores mais frios, calculistas e egoístas da face da terra e alguns desses predadores acham que são divinos frente aos outros animais mas não são. É preciso muita força, muito esforço, muito tempo para meditar, o extremo da vontade para que consigamos vencer este lado predador incapaz de sentir compaixão que existe em nós.

    Pensamentos como “ah! te uma ciclo-faixa ali ou tem uma faixa de segurança ali, vou diminuir a velocidade” ou melhor “vou deixar o carro em casa pois o meu conforto não é mais importante que a vida dos outros” estão longe de passar pela mente das pessoas humanas e por isso é necessário que tenhamos obstáculos físicos como lombadas antes das faixas de “a sua vida é importante mas não mais que a manutenção deste sistema primitivo que se baseia no consumismo/carro/petróleo” e termos cuidado com avenidas planejadas por predadores.

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s