Coisas supérfluas atrapalham o trânsito ! !

Eu me peguei questionando: por que o trânsito é tão frenético?

Descobri que ele esta assim para manter a atual realidade em as pessoas trabalham muito para produzir, divulgar e distribuir coisas que são supérfluas.

O trânsito é para mim e poderia ser para todos um momento de conhecer novas pessoas e de interagir com o meio ambiente porém quando estou na rua não posso estar tranquilo pois ao meu lado carros, caminhões e ônibus passam a velocidades incompatíveis com a preservação da vida e do bem viver.

Por que tanta ansiedade?

Se o que todos buscam é a felicidade não é através do que os meios de manipulação nos dizem que iremos encontrar ela. Os meios de manipulação existem para manter o frágil sistema que existe hoje. Bilhões de reais, euros, dólares, libras esterlinas, ienes são necessários para manter este sistema, sem todo este esforço descomunal todo sistema vem abaixo, basta as pessoas descobrirem que tudo é uma encenação para que elas continuem trabalhando para “vencer na vida” porém este “vencer na vida” que nos ensinam é o mesmo que desperdiçar a vida.

Simplicidade é igual a felicidade. Quanto mais pessoas souberem disso menos vontade de comprar miles de coisas elas terão e menos trânsito de caminhões irá ter nas ruas.

Imaginem quantos caminhões a menos teriam nas ruas se as pessoas soubessem que podem utilizar babosa que elas mesmas colhem da rua para preparar um gel que serve para quase todas nossas necessidades de higiene?

 

 

 

 

 

 

 

 

Quantos caminhões a menos teríamos na rua se as pessoas soubessem que elas podem viver e muito melhor se só se alimentarem de alimentos frescos como frutas, cogumelos, sementes e outros vegetais sem cozimento? Cozinhar é uma perda de tempo e de nutrientes.

Se as pessoas soubessem disso e conseguirem vencer as próprias dependências químicas então fogão e geladeira se tornam coisas supérfluas. Quantos carros, camionetes e caminhões a menos na rua se não precisamos mais de geladeira e de fogão?

Pode parecer um absurdo mas quem se alimenta só de alimentos frescos tem saúde de ferro, é feliz, nunca fica doente e faz com que precisemos de infinitamente menos remédios. Miles de carros, ambulâncias e caminhões a menos nas ruas. Isso só não é interessante para os atais interesses de quem esta no poder de grandes indústrias e por consequência das prefeituras e governos porém nem mesmo estas pessoas são felizes. Elas podem sentir uma sensação de vitória mas é uma sensação de vitória de um predador que consegue manter muitas pessoas sob sua manipulação mas este é um prazer raso. Prazer mesmo é estar em paz com a própria existência, em fazer novos amigos a cada dia, brincar com eles, cuidar dos outros e ser cuidado.

Os meios de manipulação não ensinam coisas nobres para as pessoas pois não é do interesse de quem esta no poder que as pessoas sejam independentes. Quem esta no poder precisa que as pessoas se tornem vorazes consumistas e por isso trabalham os seres humanos desde quando são crianças.

A bicicleta é uma invenção que da liberdade a quem se aventura a experimentar este maravilhoso meio de transporte e é por conferir liberdade às pessoas que nossos “grandes” líderes não investem neste meio de transporte.

“Ah, mas e quanto aos empregos das pessoas que produzem essas coisas que tu considera supérfluas?”

Um mundo todo novo é possível. Quem é independente não precisa trabalhar para outra pessoa. Se podemos ter saúde de ferro nos alimentando de frutas e outros alimentos frescos então as cidades poderiam ser tomadas e rodeadas por árvores e outras plantas frutíferas e as pessoas podem cultivar sozinhas outros vegetais para completar nossa nutrição e repartir esses vegetais e outros recursos com o próximo.

Hoje muitas pessoas tem dois ou três empregos. Se elas não precisarem mais de tantas coisas supérfluas então elas podem ter só um emprego que não consuma muito tempo e antes e depois de trabalhar podem ir curtir a vida.

Trabalhe menos, gaste menos, viva mais, 😀

sojieB
o
j
i
e
B

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Coisas supérfluas atrapalham o trânsito ! !

  1. heltonbiker disse:

    Um ótimo passo para não dependermos de caminhões também para comer os vegetais frescos (coisa que acontece hoje), é irmos todos morarmos no interior e trabalharmos a uma pedalada de distância de casa (na real esse é o meu sonho).
    Abaixo as megalópoles! Viva a economia difusa!

  2. Olavo Ludwig disse:

    O sistema não é tão frágil não, se fosse já tinha caído. Não existe solução tão simples, mas também não é um problema insolúvel, as mudanças individuais e graduais talvez sejam a solução. Estamos aqui, usando um meio produzido pelo próprio sistema, e para tentar derrubá-lo, então nem tudo é tão supérfluo assim!
    Eu acredito que só utilizando muito bem a tecnologia que a humanidade desenvolveu e espalhando atitudes e conhecimentos podemos modificar profundamente as coisas.

  3. Klaus disse:

    Eu acho que é frágil pois ele depende que as pessoas sejam feitas de tolas porém ninguém gosta de ser feito de tolo e com esta ferramenta que a tecnologia nos proporciona é possível as pessoas descobrirem que mentem a dar com pau para elas…

    Concordo que as mudanças individuais são a solução.

    Precisamos espalhar amor e mostrar que cada um por todos é muito melhor do que cada um por si como nos ensinam.

  4. airesbecker disse:

    Temos um componente histórico muito forte.
    Assim como os animais carnívoros evoluíram se alimentando de outros animais, também em alguma época em que a sobrevivência da humanidade foi ameaçada talvez comer carne tenha sido necessário, inclusive para a nossa evolução como fonte de proteína e nutrientes, em um ambiente mais restrito.
    Hoje certamente não é mais necessário, mas persiste um laço cultural muito forte.
    Todas as nossas dependências são culturais.
    E acredito que só vamos mudar tarde demais.
    Ou talvez não vamos mudar nunca, estamos no caminho da extinção.
    É como o povo da Ilha de Páscoa que consumiu todos os recursos naturais até a exaustão e depois partiu para a guerra e o canibalismo até a quase extinção.
    Vivemos por instinto animal consumindo tudo que conseguimos, como vermes, depois com o fim dos recursos vamos matar e consumir uns aos outros e no fim morrer de fome.
    A nossa esperança hoje é limitada, estamos felizes por ter achado mais um pouco de petróleo o que vai nos dar mais alguns anos de consumo inconsequente, antes de nos confrontarmos com a crise de nosso sistema dependente do petróleo, crise esta que é marcada por guerras e fome.
    Ou ficamos felizes com a possibilidade da energia nuclear para termos as nossas casas aquecidas no inverno a 30ºc e esfriadas no verão a 20ºc.
    O resultado está próximo.
    Mudar não vai ser mais uma opção mas uma necessidade.
    Abraço.

  5. Aldo disse:

    Uma das coisas que mais me aborrece no caso da verba das ciclovias aqui em Porto Alegre é estarem vindo do espólio dos pequenos comerciantes, armazéns, lojinhas, bazares, fruteiras, feiras livre, etc, que existiam em cada quarteirão até algumas décadas atrás e que ficaram apenas em nossas lembranças. O pequeno comércio tradicional que ainda sobreviveu continua sofrendo ataques, já que a rede de supermercados “da nossa terra” continua sua saga insaciável de ocupar os espaços mais nobres da nossa cidade.
    Na minha breve passagem por Paris, há alguns anos, fiquei fascinado ao ver o seu pequeno comércio onipresente. Acho até que foi o que mais me cativou por lá, mesmo em meio àquela “overdose” de cultura. Ele promove um convívio agradável e próximo entre as pessoas que vem à pé das redondezas. É como se fosse a alma da cidade. Nem o supermercado do próprios franceses teve chance de instalar uma loja que fosse dentro dos limites da cidade.

    • airesbecker disse:

      Em Buenos Aires também ainda é assim.
      Lá tem padarias lindas em cada quadra encantando com coisas maravilhosas.
      Mas também esta mudando, lá são comerciantes chineses que empregam imigrantes bolivianos e fazem concorrência desleal, estão comprando todos os mercadinhos.
      Sobre o Zaffari com seu monopólio temos aqui o custo de vida mais alto do país.
      Ou seja somos nós mesmo que estamos pagando esta ciclovia.

  6. PinhaFixa disse:

    Klaus, babosa é uma das plantas magicas que uso, mas tenha cuidado ela é muito mutagênica, assim como algumas folhas cruas, caso da couve. Babosa para uso externo é muito eficaz, um excelente bactericida e cicatrizante… já para uso interno… (cuidado), o ideal é sempre se informar a respeito do que usar e como usar, no Brasil tem muita pesquisa e muitas delas voltadas ao uso e consumo de plantas “fitoterápicas”. Deixo aqui a dica… o livro Plantas Medicinais no Brasil do professor Harri Lorenzi. Ali você encontra tudo, dosagens, usos, contraindicações, etc… e sem tendencialismos patrocinados pela industria farmacêutica. E desfrute o melhor que esses seres vivos podem nos proporcionar em segurança. Grande Abraço a todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s