Massa ao Molho

Cerca de 40 peixes compareceram à Sopa Crítica deste mês de julho e não foram poupados POR SÃO PEDRO. Cheguei em casa e ‘até que dou um caldo’, hein. Sem falar das gotas que escorriam pelo bigode, cuja procedência não pude identificar: eram do céu ou do nariz.

Enquanto pensávamos que “o máximo que pode acontecer é os pingo da chuva me molhá”, fomos surpreendidos pelo Soldado Rafa e seu parceiro, que nos convidaram para conversar bem no meio da Venâncio e sequer ofereceram uma cuia de mate.

Quem é o responsável por essa bagunça, hein?

Obrigado, Brigada!

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

15 respostas para Massa ao Molho

  1. Daniel Torresini disse:

    soldado rafa quis emparedar e pegar a identidade do ricardo só porque tava de saia lá na frente…hehehe

  2. Brava gente, brasileira… digo, bicicleteria, hein?? Fico até com vergonha de não ter ido por causa da chuva… É que eu aindo de reclinada e a chuva não me pega na vertical e sim na horizontal! Assim, a chuva molha mais ainda e fica ainda mais chato ter que encarar… Aí não fui… Mas agradeço aos peixes que foram! Raro ver gente que curte tanto assim andar de bike! Pena que vai levar mais um mês até ter outra…
    Abraços!

  3. Olavo Ludwig disse:

    Eu fui e estava muto bom, foi engraçado o episódio da viatura da brigada, eles fizeram papel de bobos, depois dois motoqueiros da brigada nos encontraram no Largo e foi tudo super tranquilo sem stress.

    Marco, peguei a chuva de tandem, dando carona para uma nova participante da massa, a massa aumenta em adesões até mesmo com chuva.

    Cheguei em casa ensopado, cansado, mas bem satisfeito, pois além da massa, tivemos uma semana bem proveitosa com o workshop.
    https://vadebici.wordpress.com/2011/07/20/semana-de-discussao-do/

    Em breve mas divulgação de algumas ações de diferentes grupos que participaram.

  4. Sergio Silveira disse:

    Estes 40 corajosos que encararam a Sopa Crítica são PHODA mesmo, como disse certa vez o Artur Elias Carneiro…..brava gente. Só mesmo gaúchos machos para encarar isso….

    • Olavo Ludwig disse:

      Sérgio, eu diria que gaúchos machos não são parâmetros para medir atitudes, sejam elas quais forem. Eramos 40 pessoas determinadas a fazer a massa com o tempo que fosse, sem distinção de raça, sexo ou outros rótulos sociais, o que nos unia naquele momento era o amor pela bicicleta e talvez a crença de que ela pode transformar a nossa cidade em um lugar mais agradável de se viver.

    • Olavo Ludwig disse:

      Sérgio…obrigado, entendi teu comentário como um elogio a todos participantes. Abraço!

  5. Sergio Silveira disse:

    Olavo, se fosse só uma chuvinha de verão, tudo bem. Mas com chuva intensa e frio só sendo gaúcho macho mesmo…obviamente quis apenas elogiar a bravura de vocês todos com esta expressão, muito embora as vezes ela seja por muitos distorcida. Não deixaram a Massa Crítica morrer, ao contrário do nosso saudoso GROM….abraços, Sergio

  6. lucianoviegas disse:

    pô, mas eu sou apenas um paulista bicha desbravando estes pampas :~
    E TAVA LÁ

  7. É o teu outro lado saindo do armário então….
    Gente, convenhamos, isso é força de expressão! As pessoas aqui se conhecem e sabem que não há desprezo – pelo menos por aqueles que aqui estão postando – por qualquer diferença de opinião ou comportamentos injustamente coibidos.
    Gays, mulheres e não gaúchos também se tornam “gaúchos machos” em uma hora dessas…sem prejuízo de serem o que são…
    Abraços!!!

    • Olavo Ludwig disse:

      Marco, este é um blog que está sendo lido por muita gente de fora também, então é bom a gente deixar bem clara as coisas, eu entendo “a expressão” e por isso me senti na obrigação de responder, possibilitando justamente o debate no entorno 🙂

  8. Sergio Surdo disse:

    O Olavo tá certíssimo, é um ótimo mediador de conflitos. Quero deixar bem claro que em nenhum momento tive a intenção de discriminar ninguém. Isso nunca foi de meu feito, sempre procurei ter o maior respeito por todos. Entretanto sempre estou ciente de que quem tem boca fala o que quer e quem tem ouvidos interpreta como quer…

    Inevitavelmente as vezes a gente não toma o devido cuidado em qualquer brincadeira, e acabamos, involuntariamente, constrangendo alguém. Se eu causar algum constrangimento perante oe leitores deste blog, peço desculpas publicamente. Repito, de sã consciência nunca tive a intenção de ferir os sentimentos de outra pessoa.

    Sergio

  9. lucianoviegas disse:

    Vamos nos levar menos a sério? 🙂
    O próprio tom do meu post denuncia que o meu comentário não foi qualquer coisa senão uma ironia barata. Eu entendo perfeitamente a expressão utilizada pelo Sérgio, não tem nenhum conflito, nem necessidade de nos despendermos argumentando, contra-argumentando e blá blá blá.
    Abraços

    • Aldo disse:

      Entendo, Luciano. Mas não há como negar que a expressão “gaúcho macho”, em si, é duplamente preconceituosa: faz discriminação pelo lugar em que a pessoa nasceu e ao gênero a que pertence, características que ninguém pode se orgulhar por não haver qualquer mérito próprio em suas escolhas. Então, é bom evitá-la, até porque pode ser substituída por outras mais politicamente corretas, como talvez “terráqueo viril”.

  10. Sergio Surdo disse:

    Eu estava certíssimo quando imaginava que os participantes do Massa são todos gente fina, independentemente de serem gaúchos (machos ou não), paulistas, cariocas e de todos cantos deste país. Obrigadíssimo a todos pela compreensão. Quando este evento cai no último dia útil do mês fica praticamente impossível eu comparecer, como gostaria. Tudo por força da profissão (contador).

    abraços

    Sergio Surdo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s